Suicidal Tendencies: álbum World Gone Mad é avassalador

Resenha - World Gone Mad - Suicidal Tendencies

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nelson de Souza Lima, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A trupe liderada pelo vocalista Mike Muir tá com disco novo na área. “World Gone Mad” é Suicidal até a medula trazendo a mistura insana de thrash metal, hardcore, punk, funk e rap numa sonoridade que ficou conhecida como skate punk. E com um diferencial importante. Agora quem empunha as baquetas do grupo é Dave Lombardo, cofundador do Slayer e referência mitológica no Thrash Metal. O único aspecto triste no lançamento de “World Gone Mad” é que este pode ser o último trabalho da banda. Pelo menos é o que vem alardeando Mike Muir em todas as entrevistas. Esperemos que seja balela. Além de Muir e Lombardo integram as fileiras “suicidianas” os guitarristas Dean Pleasants e Jeff Pogan e o baixista Ra Diaz. Sobre as onze faixas que compõem o álbum o vocalista disse que foram criadas pela banda, e que se não estivessem de acordo e satisfatórias para todos não seriam gravadas.

5000 acessosTrujillo: quando ele brigou no palco durante o show do Metallica5000 acessosMetallica: Ulrich comenta sobre seu maior erro

Sobre o título que significa “O mundo ficou louco” Mike Muir alega que o planeta está mesmo “zoado” e que cabe a nós o aceitarmos desse modo ou fazer algo pra mudar a situação. Falando do atual momento da música o californiano atesta que muitos artistas são como atores que cantam aquilo que lhes é imposto. Para ele o músico tem que fazer o som que quer e no qual acredita. No começo de carreira ele mesmo chegou a desacreditar no Suicidal, mas com persistência a banda atravessou os anos.

Dave Lombardo diz estar muito feliz em assumir as baquetas do Suicidal e que ao longo da carreira optou em tocar em bandas que fossem honestas na questão musical. E é isso o que ele vê no ST, uma sonoridade honesta, e quer fazer muitos shows com o grupo.

“World Gone Mad” é porrada atrás de porrada. Mike Muir sempre escreveu de forma mordaz evidenciando o quanto o mundo está cada vez mais pirado.

A faixa de abertura é “Clap Like Ozzy”, uma tiração de sarro sadia em cima do Mad Man e seu jeito surreal de bater palmas. Dave Lombardo já começa no gás mostrando o quanto tá na febre de tocar com o Suicidal. Baixo com slaps insanos e solos de Pleasants e Pogan irados. Na sequência vem “The New Degeneration” com um trocadilho bem sacado de Muir. Mostrando o quanto os jovens estão descontentes e desvirtuados de valores familiares. Começa um pouco mais tranquila, se bem que no caso do Suicidal o calmo deles é porradaria.

Depois seguem-se “Living for Live”, “Get Your Fight On!” e a faixa-título.

“World Gone Mad”, a cancão é outra pancada, passando pelo hardcore e backing vocals bem trabalhados.

A avalanche sônica do ST continua em “Happy Never After”, “One Finger Salute”, “Damage Control”, “The Struggle Is Real”, “Still Dying to Live” e “This World”.

São 56 minutos de peso, energia, bateria insana, guitarras iradas, vocais perturbadores. Se for o último disco do Suicidal fechou com chave de ouro.

Tomará que não seja o canto dos cisnes destes californianos fodásticos.

World Gone Mad

Todas as canções foram escritas por Mike Muir, exceto “Get Your Fight On!”, parceria com Dean Pleasants.

1. "Clap Like Ozzy"4:24
2. "The New Degeneration" 6:20
3. "Living for Life"4:50
4. "Get Your Fight On!" (Dean Pleasants, Muir)4:56
5. "World Gone Mad"3:57
6. "Happy Never After"6:04
7. "One Finger Salute"5:18
8. "Damage Control"5:14
9. "The Struggle is Real"2:48
10. "Still Dying to Live"7:38
11. "This World"4:51

Total:56:20

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Rob TrujilloRob Trujillo
Quando ele saiu na porrada no palco durante o show do Metallica

1355 acessosSuicidal Tendencies: show gratuito é interrompido pela polícia349 acessosSuicidal Tendencies: entrevista legendada com Gastão Moreira295 acessosSuicidal Tendencies: Mike Muir ganhará um mural em Los Angeles0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Suicidal Tendencies"

LoudwireLoudwire
Os 10 melhores álbuns de Thrash NÃO lançados pelo Big 4

Robert TrujilloRobert Trujillo
"Jaco Pastorius foi o Jimi Hendrix do baixo"

Sexta-feira 13Sexta-feira 13
Treze músicas para escutar nesta data

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Suicidal Tendencies"

MetallicaMetallica
Lars Ulrich comenta sobre seu maior erro

MetalMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

MetallicaMetallica
Gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

5000 acessosMotörhead: Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister5000 acessosMetallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorar5000 acessosClassic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rock4561 acessosRobert Plant: a vida de rockstar é uma aflição5000 acessosNargaroth: "Brasileiros, deixem meus músicos em paz!"5000 acessosBlack Sabbath: Iommi fala sobre os sentimentos de "13"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 19 de maio de 2017

Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online