Michael Sweet: Trabalho solo que segue a linha do Stryper

Resenha - One Side War - Michael Sweet

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Em seu sétimo disco solo, o vocalista/guitarrista/líder do STRYPER, Michael Sweet não foge muito ao hard heavy que consagrou sua banda principal. Porém, seu bom gosto e capacidade de criar ótimas faixas faz com que este novo trabalho, embora não inove, agrade o ouvinte com muita facilidade.

Michael Sweet: confira as duas partes do making of de seu novo álbum, TenPhotoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Tendo como músicos colaboradores no álbum Joel Hoekstra (guitarra, WHITESNAKE), Ethan Brosh (guitarra), Will Hunt (bateria, EVANESCENCE) e John O'Boyle (baixo), Michael nos traz oito faixas simples e divertidas, com ótimas linhas melódicas, com guitarras bem à frente, e fazendo toda a diferença por aqui, com riffs cativantes e solos muito bem construídos.

Michael também está mais solto como vocalista, embora, como sempre, varie pouco suas linhas vocais.

Dentre os destaques, vale mencionar a ótima abertura, com "Bizarre", que inclusive contra com uma letra bem interessante; "Golden Age", a mais "metálica" do disco, com um toque mais moderno e bruto; e a pesadíssima "I Am", que mostra os dotes vocais de Michael mais evidentes.

A versão nacional ainda traz uma faixa bônus, "Can't Take This Life", com a participação da jovem vocalista Moriah Formica.

Vale citar a ótima produção do material, que deixou tudo cristalino, com todos os instrumentos bem equilibrados, mas sem deixar de lado a sujeira que o estilo exige.

Um ótimo trabalho, altamente indicado não só para os fãs de STRYPER, mas para todos que apreciam hard/heavy de alta qualidade!

One Side War - Michael Sweet
(Shinigami Records - 2016)

01. Bizarre
02. One Sided War
03. Can't Take This Life
04. Radio
05. Only You
06. Golden Age
07. I Am
08. Who Am I
09. You Make Me Wanna
10. Comfort Zone
11. One Way Up
12. Can't Take This Life (participação de Moriah Formica)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stryper"


Michael Sweet: confira as duas partes do making of de seu novo álbum, Ten

Stryper: banda pergunta aos fãs se deve abandonar visual preto e amareloStryper
Banda pergunta aos fãs se deve abandonar visual preto e amarelo

Em 24/10/1986: Stryper lançava To Hell With The Devil, maior obra do metal cristãoStryper: para Michael Sweet, banda merece estar no Hall da Fama do Rock And RollStryper e Narnia: Profissionalismo, técnica, carisma, energia e simpatiaStryper: veja repertório de apresentação da banda na Argentina

Tourniquet: banda cancela turnê que faria com Stryper e Narnia pelo BrasilTourniquet
Banda cancela turnê que faria com Stryper e Narnia pelo Brasil

Hair metal: os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling StoneHair metal
Os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling Stone

Stryper: O Judas Priest mudou minha vida musicalmente, afirma Michael SweetStryper
"O Judas Priest mudou minha vida musicalmente", afirma Michael Sweet

Stryper: não somos uma banda de rock cristão, diz Michael SweetStryper
"não somos uma banda de rock cristão", diz Michael Sweet

Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"


Photoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e maisPhotoshop
Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzschePensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1992Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Slipknot: para cada Mustaine falando merda há um HetfieldSlipknot
"para cada Mustaine falando merda há um Hetfield"

Phil Anselmo: Minha missão era matar o glam rockPhil Anselmo
"Minha missão era matar o glam rock"

Metal: as dez canções mais tristes do gêneroMetal
As dez canções mais tristes do gênero


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGooILQ