Matérias Mais Lidas

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Metallica: o dia que a banda tocou por 100 dólares e gastaram tudo com goróMetallica: o dia que a banda tocou por 100 dólares e gastaram tudo com goró

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica


Alice Cooper: Consolidando seu retorno com um álbum vigoroso

Resenha - Raise Your Fist And Yell - Alice Cooper

Por Neimar Secco
Em 22/06/14

Depois de emplacar a música tema de SEXTA-FEIRA 13 parte VI, e de um ótimo show, com produção de primeira, o mais elaborado em alguns anos, na tour de CONSTRICTOR (THE NIGHTMARE RETURNS TOUR), Alice Cooper consolida seu retorno com um álbum vigoroso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O ouvinte desavisado, que só conhecia Alice Cooper de seus hits mais conhecidos: School’s Out (1972), No More Mr. Nice Guy, Billion Dollar Babies e Elected (de 1973) descontando as baladas de 1975 a 1978, pode não ter estranhado nada ao ouvir RAISE YOUR FIST AND YELL, na época do seu lançamento - 1987 - (no Brasil, 1988) bem como CONSTRICTOR, de 1986, cujo LP nunca teve lançamento por aqui. Mas o fato é que a música de Alice Cooper sempre foi muito mais versátil que o heavy metal padrão dessa dupla de álbuns que marcou seu retorno ao cenário dos shows de rock e das paradas. E que não se tome ‘padrão‘ como uma crítica, pois não é.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vídeo clipe de Freedom
Vídeo clipe de Freedom

Dito isso, ‘RAISE YOUR FIST AND YELL’ tem todas as características de um bom disco de heavy metal: um instrumental vigoroso, capitaneado pela guitarra de Kane Roberts e ‘enriquecido’ com o baixo de Kip Winger, a bateria de Ken K. Mary e os teclados de Paul Horowitz. Alice Cooper, que também trouxe para esse trabalho seus temas mais frequentes e/ou familiares (rebeldia adolescente, ironia política, – lembram-se de "Elected"? --, maníacos, neste caso, representados por um serial killer em "Time To Kill") está em plena forma vocal nesse disco. "Freedom", "Lock Me Up", "Give The Radio Back", "Step On You", "Prince Of Darkness", "Gail" e "Roses On White Lace" são as faixas em que Alice canta com mais vigor e nas quais mais empenha suas marcas: ironia, vigor, ‘raiva’.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Freedom" é o ótimo ‘cartão de visitas, que abre com a vigorosa bateria de Ken K. Mary, um riff marcante de Kane Roberts e Alice, com muita energia, citando as palavras iniciais da constituição americana: "We the people of the United States, in order to form a more perfect union".

A segunda faixa, "Lock Me Up", que abre com um potente solo de bateria, mantém o clima contestatório e rebelde. Os primeiros versos da letra:

Juiz "Alice Cooper, you have been accused of mass mental cruelty. How do you plead?" (Alice Cooper, você tem sido acusado de crueldade mental em massa. O que tem a declarar?)
Alice: "Guilty!" (Culpado!)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Esta música é uma ode à convicção e à manutenção daquilo em que se acredita, custe o que custar. Não ceder a pressões, sejam psicológicas ou políticas. Para muitos, pura teimosia, para outros, porém, dignidade. Diz a letra: "You can take my head and cut it off / but you ain’t gonna change my mind" (Você pode pegar minha cabeça e cortá-la, mas você não vai me fazer mudar de ideia)

No filme Prince of Darkness - Príncipe das Sombras, 1987
No filme Prince of Darkness - Príncipe das Sombras, 1987

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Give The Radio Back" é uma crítica metafórica à censura musical, tão em voga na época, principalmente sobre as bandas de heavy metal. A entidade PMRC (Parents Music Resource Center) via as bandas de heavy metal como a primeira e última causa de atitudes polêmicas e/ou impensadas por parte dos adolescentes na época e seu selo 'antológico'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Era uma presença indigesta, porém constante nas capas de discos naquele final da década de 1980. Aliás foi (também) por exigência dessa entidade moralista que alguns álbuns de bandas as mais diversas, incluindo os três últimos lançamentos de Alice Cooper: DADA, CONSTRICTOR e RAISE YOUR FIST AND YELL, o álbum aqui analisado, traziam as letras das músicas impressas na contracapa, a fim de que ficassem à vista dos pais ainda nas prateleiras das lojas...

"Step On You" é a faixa com vocal mais ‘ofensivo’ do álbum. A letra exala revanche e intolerância. Seria uma resposta mais clara à atitude intolerante da tal PMRC? Talvez.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

You push too far (Você empurra (força) até longe demais)
You talk too loud (Você fala alto demais)
You stay too long (Fica tempo demais)
You're in my song but you ain't in my crowd (Está na minha música mas não é ‘dos meus’)
I'm gonna step on you (Vou pisar em você)

"Not That Kind Of Love" é sobre um cara que quer levar uma garota ao motel. O som é puro anos 80 e, para mim, os backing vocals nessa música lembram muito alguma coisa não específica do KISS.

"Prince Of Darkness" é outro destaque. Tanto instrumentalmente quanto no vocal é uma bela faixa. É a mais longa do álbum. A princípio não tem nada a ver com o filme de John Carpenter, de mesmo título, que, no Brasil, recebeu o título de "Príncipe das Sombras", do qual, aliás, Alice participa como ator.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Time To Kill" aparentemente antecede a trilogia de canções que fecha o álbum. Retrata a convicção e a ‘paixão’ de um serial killer, que não vê a hora de voltar a ‘atuar’.

"Chop Chop Chop" talvez tenha como inspiração a história de Jack, o Estripador, conhecido por assassinar prostitutas. No final da música, Alice ‘anuncia’ a faixa seguinte, ‘berrando’ GAIL, GAIL, GAIL, GAIL...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Gail" é uma faixa curta, mas muito climática. A base instrumental é um som de cravo, que chega a dar calafrios, tão insinuante é a atmosfera dessa música que trata da prostituta encontrada morta, a mesma que o serial killer de "Time To Kill" e "Chop, Chop, Chop" prenunciam nessas duas faixas anteriores. O ápice chega quando entra a guitarra de Kane Roberts na parte final dessa música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas o melhor ainda estava por vir. A faixa de encerramento do álbum, "Roses On White Lace" é simplesmente sensacional. O clímax de um trabalho, como já foi dito antes, vigoroso. O serial killer chega ao ponto de matar e mutilar a prostituta que havia chegado ao dia de seu casamento. Vingança por não ter sido ele, o matador sem nome, o seu eleito para o altar? Não se sabe. Assim termina RAISE YOUR FIST AND YELL.

Alice Cooper, em sua forma mais sombria e pesada, estava definitivamente, de volta.

NOTAS:
LANÇAMENTO: Outubro de 1987
FAIXAS:
01 Freedom (Cooper, Roberts) [4:10]
02 Lock Me Up (Cooper, Roberts) [3:25]
03 Give The Radio Back (Cooper, Roberts) [3:34]
04 Step On You (Cooper, Roberts) [3:39]
05 Not That Kind Of Love (Cooper, Roberts) [3:15]
06 Prince Of Darkness (Cooper, Roberts) [5:10]
07 Time To Kill (Cooper, Roberts) [3:38]
08 Chop, Chop, Chop (Cooper, Roberts) [3:07]
09 Gail (Cooper, Robert, Winger) [2:30]
10 Roses On White Lace (Cooper, Roberts) [4:28]

Músicos:
Kane Roberts - Guitars, Vocals
Kip Winger - Bass, Vocals, Keyboards on 'Gail'
Ken K. Mary – Drums
Paul Horrowitz – Keyboards:

CRÉDITOS e CURIOSIDADES:
Produced. recorded and Mixed by Michael Wagener
Front cover illustration: Jim Warren
Alice skull (caveira) illustration: Airic Brumitt
Um título pensado para o album foi 'Summer Blood'.
`GAIL` é o nome do meio da esposa de Alice: Sheryl Gail Goddard Cooper

A tour de "RYFAY", "Live In The Flesh, incluiu um show como atração principal no famoso READING Festival da Inglaterra na noite de encerramento, 30 de agosto de 1987.

A fala "Alice Cooper, You have been accused of mass mental cruelty. How do you plead" em 'Lock Me Up' é dita pelo ator que interpreta Freddie Krueger em d'Nightmare On Elm Street', Robert Englund.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Não havia ninguém como Meat Loaf, afirma Alice Cooper"Não havia ninguém como Meat Loaf", afirma Alice Cooper

Quando Keith Moon apareceu na casa de Alice Cooper vestido de enfermeira e limpou tudoQuando Keith Moon apareceu na casa de Alice Cooper vestido de enfermeira e limpou tudo

Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022

Como uma revista transformou Alice Cooper de pária em querido por empresáriosComo uma revista transformou Alice Cooper de pária em querido por empresários

Alice Cooper, aos 73 anos, cita Bob Dylan; não faço porque preciso, mas porque amoAlice Cooper, aos 73 anos, cita Bob Dylan; "não faço porque preciso, mas porque amo"

Alice Cooper não sabia onde começava ou terminava seu personagem enquanto drogadoAlice Cooper não sabia onde começava ou terminava seu personagem enquanto drogado

Alice Cooper afirma que Thriller, de Michael Jackson, foi inspirado em um álbum seuAlice Cooper afirma que "Thriller", de Michael Jackson, foi inspirado em um álbum seu

Os 10 melhores álbuns de hard e metal de 2021, pelo staff do Ultimate Classic RockOs 10 melhores álbuns de hard e metal de 2021, pelo staff do Ultimate Classic Rock

Internautas relembram boas ações: em um mundo de Eric Claptons, seja Alice CooperInternautas relembram boas ações: "em um mundo de Eric Claptons, seja Alice Cooper"

As 40 melhores músicas lançadas em 2021, segundo a equipe do Ultimate Classic RockAs 40 melhores músicas lançadas em 2021, segundo a equipe do Ultimate Classic Rock

Os 40 melhores álbuns de 2021, segundo a equipe do site Ultimate Classic RockOs 40 melhores álbuns de 2021, segundo a equipe do site Ultimate Classic Rock

Kerrang: 10 capas polêmicas de álbuns de rock e metal que sofreram censuraKerrang: 10 capas polêmicas de álbuns de rock e metal que sofreram censura

Nita Strauss: não tá fácil, roubaram até o tapete do ônibus da turnê e ela quer de voltaNita Strauss: não tá fácil, roubaram até o tapete do ônibus da turnê e ela quer de volta

Carmine Appice: Kiss e Slipknot podem continuar pra sempre, sem a formação originalCarmine Appice: Kiss e Slipknot podem continuar pra sempre, sem a formação original

Nita Strauss: o que ela pensa sobre usar sexualidade para promover sua músicaNita Strauss: o que ela pensa sobre usar sexualidade para promover sua música


Separados no nascimento: Alice Cooper e GretchenSeparados no nascimento: Alice Cooper e Gretchen

Alice Cooper: a coleção de um fanático jovem paulistanoAlice Cooper: a coleção de um fanático jovem paulistano

Alice Cooper: Parecia Jonestown, diz lenda ao relatar pior experiência com drogasAlice Cooper: "Parecia Jonestown", diz lenda ao relatar pior experiência com drogas


Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Heavy Metal: O início do movimento e a origem do termoHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo


Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.

Mais matérias de Neimar Secco.