Matérias Mais Lidas

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemKirk Hammet, Zakk Wylde e Dave Mustaine falam sobre Randy Rhoads

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAerosmith: Steven Tyler deixa reabilitação e morre esposa de Joey Kramer

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum

imagemOzzy Osbourne gastou dinheirão em maconha, mas não fumou nada

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemMédico que tratou câncer de Mustaine escreveu letra de faixa do Megadeth

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss


Airbourne 2022

Immortal Guardian: Em 2013, novo trabalho de Carlos Zema

Resenha - Super Metal: Edition Z - Immortal Guardian

Por Paulo Henrique de Assis Faria
Em 11/08/13

O que dizer de uma banda nova que grava e produz todo o seu primeiro EP de forma independente? Isso não é lá muito incomum, agora, fazer o som que os caras do Immortal Guardian fizeram isso sim é para poucos. Misture Power Metal com Metal Progressivo e nuances de Thrash Metal , Death Metal, adicione pitadas de Metal Core, daí você terá o ótimo "Super Metal – Edition: Z". A banda é composta pelos jovens americanos Cody Gilliland (Bateria), Foster Minor (Baixo), Jyro Alejo (Guitarra), Gabriel Guardian (Guitarra e Teclado) e ninguém mais, ninguém menos que o experiente vocalista brasileiro Carlos Zema (Ex- HEAVEN’S GUARDIAN, ex-VOUGAN, ex-OUTWORLD).

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O grupo foi criado em 2008, por Gabriel e Cody, moradores da cidade de San Antonio (EUA). Logo em seguida chamaram Foster e o vocalista Wesley McCool para integrarem o projeto. Em março de 2012 lançaram o primeiro EP oficial do Immortal (Também de nome Super Metal), entretanto, McCool deixou o grupo meses depois. Foi aí que entrou o ótimo papel do manager da banda, Brett Rivera, que primeiro chamou o virtuoso guitarrista de Los Angeles, Jyro Alejo e, logo em seguida Carlos Zema para assumir os vocais. A empatia de todos os envolvidos foi tremenda, tanto que no começo já deste ano de 2013, resolveram regravar todo o EP novamente, colocando as vozes de Carlos e ainda, modificando a parte lírica. Antes a temática era mais voltada para práticas Cristãs e, para não serem rotulados de White Metal, o brasileiro tratou de readequar as letras, que passaram a ter um cunho mais realista e político. Pois bem, o resultado foi mais que satisfatório e a banda embarcou aqui em terras brasileiras no começo de julho com sua primeira turnê pelo país, passando pela capital do Tocantins, Palmas, além das cidades de Goiás como Anápolis, Inhumas e Goiânia (esta última terra natal de Carlos Zema).

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O EP tem cinco músicas e a primeira faixa chama-se "Surface". E os gringos já começam com tudo, mostrando a que veio. A canção começa com uma introdução nervosa, bem ao estilo Power de se tocar. Os vocais variam entre o gutural e o agudo de Zema. O ponto forte do instrumental é na hora do solo, quando o guitarrista Jyro faz duetos cheios de arpejos com Gabriel, que pasmem, toca guitarra e teclado ao mesmo tempo. Vale ressaltar ainda a parte melódica, que é bem composta pelos backing vocals de todos da banda e claro, o vocal marcante de Carlos Zema, que joga os tons lá em cima. No fim, Gabriel ainda executa uma bela pa rte de piano para dar uma quebrada no ritmo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O segundo track é a paulera sonora "The Great Escape", que começa bem ao estilo Power/Prog do SYMPHONY X – uma das maiores influências dos caras. Gabriel novamente faz dois 2 em 1, mandando ver nos solos velozes de guitarra e teclado simultâneos. Outro detalhe a se ressaltar é a capacidade de Carlos Zema de variar sua voz. O frontman vai do gutural à voz de cabeça em questão de segundos. Grande atuação e esplêndida canção! A melhor de todas para mim.

A número três é "Disclosure", que é digamos a balada do registro, pois tem um estilo mais cadenciado. Diminui-se aqui a velocidade, mas não o ímpeto. No meio percebe-se a parte progressiva da coisa, cheio de quebradas e contra tempos. O baterista Cody Gilliland detona tudo na batera e ainda tem fôlego para mandar os seus screamings. O vocal de Carlos aqui é mais melódico e muito bem composto, aliás, para variar.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A quarta e penúltima é "Nevermore", que começa já a todo gás com vocal bem agressivo de Zema. A música hora flerta com Power, outro momento com Prog e, ao mesmo tempo com Metal Core. Acredito que deve ser por isso que usaram essa definição "Super Metal", que ao meu entender é a junção de vários estilos dentro do Metal. Aqui Jyro e Gabriel detonam ainda mais na guitarra, mostrando-nos todas as suas apuradas técnicas e virtuosismos de guitarristas shred que são. Os duetos e solos duplicados são demais!

Pra fechar com chave de ouro, temos "Desperation", canção que começa bem ao estilo Death e depois logo ganha contornos mais melódicos. O refrão é do tipo chiclete e muito bem arranjado. Aqui Cody aumenta os beats em sua bateria, espancando os pratos e caixa da batera e, ainda fazendo de seu bumbo uma metralhadora sonora. Destaque ainda para os arranjos de teclado e o baixo frenético de Foster. Que desfecho!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"Super Metal – Edition Z" mostra que o Metal no mundo ainda tem salvação, porque existem bandas novas de quali dade sim! O Immortal Guardian é um verdadeiro exemplo de que se pode fazer algo democrático e cheio de técnica, sem fritação e tampouco apelo comercial. Carlos Zema deixa claro que segue firme e forte com sua brilhante carreira, não ficando atrás de nenhum vocalista a nível mundial em minha opinião. O cara canta demais! A banda é boa pra caramba! E esperem, que muito em breve os americanos vão lançar seu début CD cheio, chamado "Revolution Part 1", que já estar em fase de produção pelo renomado Roy Z, produtor de álbuns de grandes nomes do Metal como BRUCE DICKINSON, ROB HALFORD, HELLOWEEN, SEPULTURA, ANDRE MATOS e muitos outros. Vocês têm dúvidas de que vem mais coisa de qualidade por aí? Eu não.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Quem quiser conferir o som dos caras ao vivo, veja esse vídeo aqui:

Contatos:
http://immortalguardian.net/

Membros:
Carlos Zema - Vocais
Gabriel Guardian - Guitarra, teclado e backing vocals
Jyro Alejo – Guitarra e backing vocals
Cody Gilliland - Bateria e backing vocals
Foster Minor – Baixo e backing vocals

Immortal Guardian – Super Metal, Edition: Z (2013 – Independente – USA)

01. Surface
02. The Great Escape
03. Disclosure
04. Nevermore
05. Desperation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Paulo Henrique de Assis Faria

Paulo Henrique de Assis Faria é jornalista e mora em Goiânia. Suas especialidades são o Jornalismo Cultural, sobretudo o Jornalismo de Rock. Já fez parte do programa de televisão "Tribos do Rock" e atualmente é o editor do blog "Crônicas de PH". Fã assíduo de Rock é vocalista de duas bandas goianienses, a Opus Hominis (Power Metal) e Black Griffin (Hard Rock e Heavy Metal).

Mais matérias de Paulo Henrique de Assis Faria.