Spiritual Beggars: banda mostra boa forma e lança ótimo disco

Resenha - Earth Blues - Spiritual Beggars

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

10


Após a saída do vocalista J.B., muitos questionaram se o SPIRITUAL BEGGARS conseguiria encontrar um vocalista a altura de sua sonoridade, ainda mais com a escolha de Apollo Papathanasio para seu lugar, pois o vocalista sempre foi conhecido por participar de bandas de power metal, estilo totalmente diferente do Stoner praticado pela banda. Contudo, com o lançamento de "Return to Zero", a banda não só provou que ainda estava em plena forma, como lançou um dos melhores discos de sua carreira. E agora retornam com um novo álbum, novamente tendo Apollo como frontman, e mais uma vez conseguem surpreender o ouvinte.

Guns N' Roses: a família brasileira de Axl Rose

Phil Anselmo: mandou um "White Power" mas nega ser racista

Se em "Return to Zero" a banda voltou a sua sonoridade mais viajada e psicodélica, mas mantendo o peso mais ressaltado, sendo um divisor de águas em sua carreira, em "Earth Blues" os caras potencializaram ainda mais essas características, consolidando essa sua nova fase e lançando outro discaço, que fatalmente figurará entre os preferidos de seus fãs.

Aqui é possível perceber aquele peso mais ressaltado vislumbrado em álbuns como "Demons" e "On Fire", mas também aqueles elementos mais psicodélicos e lisérgicos presentes em discos discos "Ad Astra" e "MantraIII", tudo de forma bem equilibrada e intensa, e que fazem de "Earth Blues" uma obra bem orgânica e de audição muito prazerosa.

Claro que o destaque fica para o guitarrista e líder Michael Amott, que mais uma vez dá uma aula de bom gosto, seja nos riffs classudos e inspirados criados, seja nos solos marcantes que exara em cada uma das 12 faixas do disco. Além disso, Apollo se mostra ainda mais acostumado com a sonoridade da banda, com uma performance irrepreensível. Alias, a banda sempre teve ótimos vocalistas de stoner metal, como Spice e J.B., e Apollo, que vêm de outra escola do metal, não deixa nada a desejar no SPIRITUAL BEGGARS.

"Wise as a Serpent" que abre o trabalho, é uma faixa bem direta e curta, e tem uma ótima levada. Já "Turn the Tide" é um das melhores do disco, mostrando todo o talento de Per Wiberg como compositor, além de contar com uma ótima letra de Michal Amott, tratando dos problemas ambientais causados pelos seres humanos, e tem um dos melhores refrãos do disco. As pesadíssimas "Sweet Magic Pain" e "Kingmaker" mostram outro lado da banda, mais direto e agressivo, com Amott dando um show na execução de seus riffs.

Outro grande destaque fica para "Hello Sorrow", com uma levada muito legal, que lembra a clássica "Jailbreak", do THIN LIZZY, e para "Too Old to Die Young", uma faixa épica e dividida em 3partes bem distintas, e que mostra toda a versatilidade da banda. Há ainda um excelente cover para "Dreamer", de Jerry Zaremba,que ficou bem viajado e experimental.

A qualidade de gravação também ajuda muito o resultado final do disco, tendo sido realizada por Michael, que deixou tudo bem cru e retro, como se tivesse sido lançado em meados dos anos 70, mas com muita qualidade, em especial no timbre dos instrumentos.

A versão especial do trabalho ainda conta com um disco ao vivo, gravado no Loud Park, no Japão, no ano de 2010, e que é muito legal, e permite aos fãs que verem como Apollo se sai cantando alguns dos maiores clássicos da banda, como "Left Brain Ambassadors", "Wonderfull World" e "Euphoria".

Assim, podemos concluir que "Earth Blues" é mais um grande registro do SPIRITUAL BEGGARS, que sem dúvida figura entre as melhores bandas de stoner metal de todos os tempos. Na humilde opinião deste que vos escreve, até o momento este é o melhor disco de 2013. Altamente recomendado.

Earth Blues – Spiritual Beggars
(2013 – Inside Out - Importado)

Track List:

CD 1:
1. Wise as a Serpent
2. Turn the Tide
3. Sweet Magic Pain
4. Hello Sorrow
5. One Man s Curse
6. Dreamer
7. Too Old to Die Young
8. Kingmaker
9. Road to Madness
10. Dead End Town
11. Freedom Song
12. Legends Collapse

CD 2:
Loud Park festival in Japan, 2010:
1. Left Brain Ambassadors
2. Beneath the Skin
3. One Man Army
4. Wonderful World
5. Fools Gold
6. Star Born
7. Concrete Horizon
8. Euphoria




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: a família brasileira de Axl RoseGuns N' Roses
A família brasileira de Axl Rose

Phil Anselmo: mandou um White Power mas nega ser racistaPhil Anselmo
Mandou um "White Power" mas nega ser racista


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin