Bon Jovi: os vinte anos de "Keep The Faith"

Resenha - Keep The Faith - Bon Jovi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar Correções  


O Bon Jovi se tornou uma das maiores bandas do mundo ainda nos anos 1980. Os discos Slippery When Wet e New Jersey venderam feito água e os caipiras de Nova Jérsei mergulharam de cabeça na vida de estrelas do Rock. Essa seria a vida ideal se o desgaste também não fosse uma máxima nessa vida de luxúria. Ao fim da Jersey Sindicate Tour, que teve 16 meses de shows por todo o mundo, os integrantes estavam em seu limite físico e psicológico. Um hiato era necessário.

Grana: quanto renderam os artistas e bandas de rock mais bem pagos do último anoNew York Times: os 100 melhores covers de todos os tempos

Durante essa pausa nas atividades, os músicos se dedicaram aos seus projetos particulares, destacando-se as carreiras solo de Jon Bon Jovi e Richie Sambora. O descanso do "mundo Bon Jovi" teve fim no começo de 1992, quando um novo trabalho começou a ser registrado e os problemas internos foram resolvidos, bem como a demissão do empresário Doc McGhee aconteceu para que a própria banda assumisse as responsabilidades empresariais – nasceu, assim, a Bon Jovi Management. Musicalmente, também, uma nova postura era exigida da banda, pois o contexto Hair Metal no qual estavam inseridos havia saído do mainstream. Reinventar toda uma proposta sonora sem soar defasado é mais difícil do que se parece. Podemos dizer, no entanto, que o quinteto conseguiu tirar essa de letra.

Keep The Faith, quinto trabalho de estúdio do Bon Jovi, foi lançado há exatos 20 anos. Mas soa incrivelmente atual, justamente por essa proposta de se "reinventar" ter simplesmente saído melhor do que a encomenda. Nas doze faixas aqui presentes, a banda apresenta um Hard Rock reformulado, com doses de Pop Rock, Classic Rock e a intrínseca aura farofeira do grupo, que nunca saiu deles. O som começava a sair do básico emplacamento de hits para adotar uma postura mais elaborada e agregar mais influências.

É interessante ressaltar que, em Keep The Faith, Jon Bon Jovi tomou as rédeas da situação. Richie Sambora ainda estava focado em sua carreira solo quando as músicas começaram a ser feitas, então o vocalista assinou a maioria das composições selecionadas para compor o full-length. Diferente do que acontece de costume, Sambora co-escreveu apenas metade das faixas.

Seria, então, Jon o principal responsável pela nova cara do Bon Jovi? Quem sabe. É fato que o trabalho instrumental aqui apresentado também é invejável e exuberante. Tico Torres saiu do básico e passou a imprimir personalidade em suas linhas de bateria. David Bryan largou a pomposidade dos sintetizadores oitentistas para realmente tocar teclado. Richie Sambora deixou o Floyd Rose de lado e apostou em linhas de guitarra mais ligadas ao Rock clássico e ao Blues – algo que já estava aprente em seu disco solo, Stranger In This Town. Alec John Such, pra variar, apenas seguiu a orientação. Ressalto, ainda, a participação do excelente produtor Bob Rock, que também contribuiu para que o trabalho continuasse soando atual.

O saldo positivo de Keep The Faith se refletiu nas vendas. O padrão comercial caiu um pouco, pois trata-se de um disco transitório. Mas o trabalho chegou ao Top 10 das paradas de treze países. Nos Estados Unidos, um milhão de cópias foram vendidas em apenas dois meses. Seis singles foram lançados, sendo os três primeiros – a faixa título, "Bed Of Roses" e "In These Arms" – os de maior destaque.

O direcionamento adotado nos álbuns subsequentes passou a ter, de forma gradativa, a recepção comercial em primeiro plano. Sem muitas inovações musicais ou influência de outros estilos (com exceção de Lost Highway, de 2007, que tem um pé no Country). Crush, Bounce e outros trabalhos podem ser facilmente categorizados como Pop Rock – mais Pop do que Rock. Mas ainda há uma boa parcela de fôlego criativo em Keep The Faith. Talvez o último trabalho em que a banda realmente tenha almejado conseguir satisfação comercial e musical ao mesmo nível e tempo.

Jon Bon Jovi (vocal, guitarra)
Richie Sambora (guitarra)
Alec John Such (baixo)
Tico Torres (bateria, percussão)
David Bryan (teclados)

01. I Believe
02. Keep the Faith
03. I’ll Sleep When I’m Dead
04. In These Arms
05. Bed of Roses
06. If I Was Your Mother
07. Dry County
08. Woman in Love
09. Fear
10. I Want You
11. Blame It on the Love of Rock & Roll
12. Little Bit of Soul

Bon Jovi – Keep The Faith
Lançado em 3 de novembro de 1992


Outras resenhas de Keep The Faith - Bon Jovi

Resenha - Keep The Faith - Bon Jovi



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Grana: quanto renderam os artistas e bandas de rock mais bem pagos do último anoGrana
Quanto renderam os artistas e bandas de rock mais bem pagos do último ano

Jon Bon Jovi: cantando Someday I'll Be Saturday Night em live beneficente; assistaJon Bon Jovi
Cantando "Someday I'll Be Saturday Night" em live beneficente; assista

Bon Jovi: assista a banda tocando "It's My Life" durante evento on-line

Bon Jovi: transmissão do show no Hall of Fame 2018 com Sambora no Dia das MãesBon Jovi
Transmissão do show no Hall of Fame 2018 com Sambora no Dia das Mães

Richie Sambora: sem ele o Bon Jovi perdeu sua alma sonoraRichie Sambora
Sem ele o Bon Jovi perdeu sua alma sonora

Marcos e Belutti: dupla canta Always de Bon Jovi e rock nacional em liveMarcos e Belutti
Dupla canta "Always" de Bon Jovi e rock nacional em live

Bon Jovi: Jon canta música inédita em live que ajudou Nova Jersey; assistaBon Jovi
Jon canta música inédita em live que ajudou Nova Jersey; assista

Bon Jovi: Cancelando turnê que seria remarcada para ajudar fãs com reembolsoBon Jovi
Cancelando turnê que seria remarcada para ajudar fãs com reembolso

Jon Bon Jovi: surpreendendo crianças em aula online para compor com elasJon Bon Jovi
Surpreendendo crianças em aula online para compor com elas

Bon Jovi: lançamento do novo álbum 2020 é adiado devido à pandemiaBon Jovi
Lançamento do novo álbum 2020 é adiado devido à pandemia


Guitar World: os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80Guitar World
Os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80

Bon Jovi: guitarrista lista três músicas da banda para o sexoBon Jovi
Guitarrista lista três músicas da banda para o sexo


New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos

Anos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceuAnos 80
Bandas nacionais que o tempo esqueceu


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin