Matérias Mais Lidas

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

Anitta explora rock e punk em nova música Boys Don't Cry, segundo revistaAnitta explora rock e punk em nova música "Boys Don't Cry", segundo revista

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

Black Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de Eternal IdiotBlack Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de "Eternal Idiot"

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Testament: Gene Hoglan não é mais o baterista da bandaTestament: Gene Hoglan não é mais o baterista da banda

Não havia ninguém como Meat Loaf, afirma Alice Cooper"Não havia ninguém como Meat Loaf", afirma Alice Cooper

Kiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; contando minutos pra voltarKiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; "contando minutos pra voltar"

Altona Floor Jansen relembra trabalho com produtor mais alto e experiente que elaAltona Floor Jansen relembra trabalho com produtor mais alto e experiente que ela

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

O álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do NightwishO álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do Nightwish


Comando Nuclear: Metal Nacional com muito orgulho

Resenha - Guerreiros da Noite - Comando Nuclear

Por Júlio Verdi
Fonte: readytorockroll.blogspot.com
Em 09/11/11

A música rock nesses últimos 50 anos passou por muitas mudanças. Mesclou tendências, adquiriu riquezas de arranjos, flertou com outros estilos. Desenvolveu sub-estilos. E no metal também não foi diferente. A música pesada, com riffs simples e melodias grandiosas de gente como Sabbath, Judas e Maiden ganhou velocidade, arranjos variados, incursões eruditas, gerando assim novas tendências e por conseguinte, nova classe de consumidores. Mas a simplicidade genial e seminal dos mestres ainda é (e sempre será) reverenciada como a mais pura e objetiva arte da música pesada. Nesse contexto, muitas bandas hoje em dia praticam seu metal embasando seu direcionamento nos elementos básicos do estilo.

E isso ocorre com a banda paulistana Comando Nuclear. O título da banda e suas letras, criados em nossa língua pátria, os trabalho melódico das músicas e seu teor lírico agressivo transmitem ao ouvinte aquele cheiro de metal primordial criado em nossa terra no início dos anos 80. A rispidez de nomes como Harppia, Centúrias, Dorsal, Taurus e outras instituições de nossa música pesada, vem logo à mente quando ouvimos as canções do CD "Guerreiros da Noite".

As músicas, muito bem compostas e dispostas numa ótima produção, nos dão aquele prazer nostálgico de apreciar metal direto, pesado e rústico. Aí que reside a graça da coisa.

Ron Cygnus (vocal), Filippe Lawmaker (guitarra), Rodrigo Exciter (baixo) e Guilherme Incitatus (bateria) conceberam temas que grudam na memória. Remetem ao metal mais veloz praticado por bandas como Running Wild, Digger, Maiden e Manowar.

As quatro primeiras faixas ("Unidos pelo Metal", "Princesa Infernal", "Guerreiros da Noite" e Ritual Satânico") são velozes e certeiras, e com certeza o destaque do play. O ponto alto pra mim é a faixa-título, com um excelente riff. As demais faixas seguem no pique, mas com mais cadência, Um detalhe curioso é "Ritual Satânico", A empresa responsável pela prensagem do CD recusou a fazê-lo, mesmo com contrato assinado, alegando que a música "fazia apologia à violência e sacrifícios humanos". Censura barata e sem sal. O instrumental soa perfeito e limpo, onde os solos de guitarra se mostram melódicos, com aquele cheiro maravilhoso dos 80, e os vocais, peça tão importante nesse tipo de metal clássico, soam honesto e interessante, respeitando seus limites.

Este é o segundo trabalho da banda, que já havia lançado "Batalhão Infernal" em 2006. Isso mostra que é possível criar música que soa nova e nostálgica ao mesmo tempo. Pra alguns vão ser taxados de cópia e até de ingênuos, para outros - onde me insiro - é uma saudável reverência e honestidade em favor da satisfação sonora do metal. Sabe aqueles CDs que você não cansa de ouvir? Este é um, muito mais interessante do que muito trabalho novo de megabanda por aí. Em tempo: ouvi muito mais "Guerreiros da Noite" do que "The Final Frontier".

Contatos:

http://www.myspace.com/comandonuclear
[email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal Nacional: a nova geração do Heavy Metal em portuguêsMetal Nacional
A nova geração do Heavy Metal em português

Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecerMetal Brazuca
Algumas bandas que você precisa conhecer


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Júlio Verdi

Júlio Verdi, 45 anos, consome rock desde 1981. Já manteve coluna de rock em jornal até 1996, com diversas entrevistas e resenhas. Mantém blogs sobre rock (Ready to Rock e Rock Opinion) e colabora com alguns sites. Em 2013 lançou o livro ¨A HISTÓRIA DO ROCK DE RIO PRETO¨, capa dura, 856 páginas, trazendo 50 de história do estilo na cidade de São José do Rio Preto/SP, com centenas de fotos, mais de 250 bandas, estúdios, bares, lojas, festivais e muitos outros eventos. Curte rock de todas as tendências, em especial heavy metal e thrash metal.

Mais matérias de Júlio Verdi.