Korzus: sonoridade mais íntegra e inabalável do que nunca

Resenha - Discipline Of Hate - Korzus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Sem gravar um álbum desde 2004, a banda brasileira KORZUS ressurge em 2010 com "Discipline Of Hate", trazendo sua tradicional sonoridade, mais íntegra e inabalável do que nunca, em 13 faixas de um Thrash Metal brutal, empolgante e muito em produzido.

Thrash Metal: em vídeo, o top 5 das bandas mais rápidas do BrasilHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988

Confesso que sequer havia ouvido o CD "Discipline Of Hate" quando li a resenha publicada neste site pelo colega redator Ben Ami Scopinho, em agosto passado (leia abaixo).

Korzus: mais um clássico do poder-de-fogo verde e amareloKorzus
Mais um clássico do poder-de-fogo verde e amarelo

Diante dos rasgados elogios por ele atribuídos ao disco, só me restou mesmo ouvir o novo CD do KORZUS e concluir: o cara estava certo! Não tem sensação melhor do que a de poder afirmar que o citado redator acertou na mosca ao resenhar o álbum.

Com "Discipline Of Hate", o KORZUS orgulha novamente os brasileiros com um Thrash Metal muito bem tirado, aliando velocidade, riffs de peso e uma "cozinha" de qualidade. O que se tem em "Discipline Of Hate" é um som agressivo que induz o ouvinte a aumentar o volume e "bater cabeça"!

Para este que vos escreve, o principal destaque é de longe "Truth" que, apesar de ser mais cadenciada e não tão veloz quanto às demais, arrepia o ouvinte, com um riff ótimo central e excelentes "backing vocals". "Enemy" também agrada bastante, com um começo que lembra o Thrash Metal da Bay Area dos anos 80, sem contar "Raise Your Soul" e "You Reap What You Sow". Mas todo o disco merece ser ouvido com igual dedicação e pincelar algumas músicas dentre tantas interessantes que fica difícil.

Lançado mundialmente pela gravadora AFM Records, "Discipline Of Hate" certamente terá a repercussão que merece e os paulistanos do KORZUS podem ter a certeza de que o álbum será um dos grandes destaques desse ano. A espera dos fãs desde 2004 por um novo álbum do KORZUS valeu a pena! Corra atrás do seu!

Nacional - Laser Company Records

Mais informações:
http://www.korzus.com.br

Banda:
Marcello Pompeu - voz
Heros Trench - guitarra
Antonio Araújo - guitarra
Ricardo 'Dick' Siebert - baixo
Rodrigo Oliveira - bateria

Track List:

01.Discipline Of Hate
02. Truth
03. 2012
04. Raise Your Soul
04. My Enemy
06. Revolution
07. Never Die
08. Slavery
09. Last Memories
10. Under His Command
11. You Reap What You Sow
12. Hell
13. Hipocrisia

Bônus: Truth (clipe)


Outras resenhas de Discipline Of Hate - Korzus

Korzus: História de luta pelo amor ao Heavy Metal

Korzus: mais um clássico do poder-de-fogo verde e amareloKorzus
Mais um clássico do poder-de-fogo verde e amarelo

Korzus: Um monstro difícil de segurar foi criadoKorzus: Uma das bandas mais injustiçadas do underground




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Korzus"


Thrash Metal: em vídeo, o top 5 das bandas mais rápidas do BrasilKorzus: veja entrevista de Marcello Pompeu ao Ovo Graúdo

Rodrigo Oliveira: Não temos só vermes que vivem o rock/metal!Rodrigo Oliveira
"Não temos só vermes que vivem o rock/metal!"

Heavy Metal: as dez melhores bandas sul-americanas do gêneroHeavy Metal
As dez melhores bandas sul-americanas do gênero


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1988

Jack Bruce: Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!Jack Bruce
"Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

adClioIL