Edguy: ainda mais hard rock do que seu antecessor

Resenha - Tinnitus Sanctus - Edguy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago El Cid Cardim
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Sujeito corajoso este tal de Tobias Sammet. Quando todos os fãs de seu projeto-paralelo Avantasia esperavam por um terceiro disco totalmente power metal como os anteriores, ele envereda por uma levada completamente hard rock, fazendo quase como uma rendição à ópera rock de um camarada chamado Meat Loaf. Aí, Tobias resolve lançar o novo disco de estúdio de sua banda, o Edguy. E justamente quando seus fãs mais hardcore clamavam por uma espécie de continuação de “Mandrake”, surge “Tinnitus Sanctus” – que é ainda mais hard rock do que seu antecessor, “Rocket Ride”, e portanto totalmente distante de “Mandrake”. Hard rock com pegada mesmo, que vai da levada setentista do Deep Purple ao som cheio de marra de oitentistas como o Mötley Crüe, passando até pop e grudenta produção recente do Aerosmith (escute “929”e depois a gente conversa). Para quem gosta, “Tinnitus Sanctus” é um prato cheio. E adivinha só se eu não tenho ouvido o danado do CD repetidamente?
353 acessosEdguy: confira "Out of Control" ao vivo em São Paulo, do novo DVD5000 acessosGuitarristas: os sete mais influentes de todos os tempos

A canção que abre o disco é o primeiro single, “Ministry of Saints”, um hard ‘n’ heavy energético com um empolgante refrão milimetricamente construído para ser cantado a plenos pulmões. Na seqüência, para não deixar dúvidas sobre a proposta, o riff contagiante e a letra esperta de “Sex Fire Religion” – por sinal, os carolas devem ficar longe de “Tinnitus Sanctus”, pois ele reflete novamente a obsessão de Tobias Sammet por sacanear os temas religiosos de maneira sutil e bem-humorada.

Completando o quarteto de músicas que inicia a bolacha, vêm a pegada pesada de “Nine Lives” (na qual Tobias se esgoela até o limite, para desespero de seus detratores) e “The Pride of Creation”, um rockaço poderoso e envolvente, totalmente para cima, ao mesmo tempo em que questiona a tal força superior que nos teria criado à sua imagem e semelhança. De longe, o maior destaque do álbum. Mas não o único: em “Dead or Rock”, Tobias presta uma homenagem evidente aos irmãos Young do AC/DC, fazendo um verdadeiro hino roqueiro de acordes simples e diretos ao ponto. E depois de nos apresentar, nos últimos anos, baladas como “Forever” e “Save Me”, agora é a vez de “Thorn Without A Rose”, daquelas rasgadas e de peito aberto e exposto, no que parece ser uma resposta a “Every Rose Has Its Thorn”, do Poison.

Mas, apesar de “Tinnitus Sanctus” ser um passo evidente na evolução musical da banda se analisarmos todo o contexto que vieram montando com “Hellfire Club” e “Rocket Ride”, este não deixa de ser o Edguy que todos conhecem. A velocidade e os pedais duplos do power metal alemão ficam bastante evidentes na longa “Speedhoven” ou mesmo nos contornos épicos de “Dragonfly”. Heavy metal, e dos muitos bons, sem sombra de dúvidas.

Para encerrar, nada melhor do que a curtinha “Aren't You A Little Pervert Too?”, uma daquelas piadas musicais que o frontman do Edguy adora e que, aqui, conta com a participação especial do músico e comediante italiano – que atualmente mora na Alemanha – Granato Rambocco. O tema? Num ritmo meio country, é claro que não poderia ser outro senão as pequenas perversões que as pessoas teimam em esconder mas que, entre quarto paredes, revelam sem maiores problemas.

Tobias Sammet e seus fiéis parceiros nunca foram uma unanimidade no meio do metal, isso todo mundo sabe. A cada disco, conforme iam desenhando sua identidade musical, eles foram ganhando cada vez mais fãs por um lado...mas também uma parcela ainda mais grossa de gente que não os suporta. E isso mesmo entre aqueles que curtem metal melódico/power metal/speed metal ou como você prefira chamá-los. Tenho uma ligeira suspeita de que “Tinnitus Sanctus” vai contribuir para que o cenário se torne ainda pior – se depois de “Lost in Space”, single do terceiro Avantasia, já estavam chamando o cara de “Bon Jovi” alemão, imagine então o que vão falar dele nestas circunstâncias. Sinceramente? Sammet não deve estar ligando a mínima para isso. E eu muito menos. Em que grupo você se encaixa?

Line-Up:
Tobias Sammet - Voz
Jens Ludwig - Guitarra
Dirk Sauer - Guitarra
Tobias Exxel - Baixo
Felix Bohnke – Bateria

Tracklist:
01. Ministry Of Saints
02. Sex Fire Religion
03. The Pride Of Creation
04. Nine Lives
05. Wake Up Dreaming Black
06. Dragonfly
07. Thorn Without A Rose
08. 929
09. Speedhoven
10. Dead Or Rock
11. Aren't You A Little Pervert Too?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

353 acessosEdguy: confira "Out of Control" ao vivo em São Paulo, do novo DVD691 acessosEdguy: Lyric video da faixa "Open Sesame"1270 acessosEdguy: confira "King Of Fools" ao vivo em São Paulo, do novo DVD791 acessosEdguy: lyric video de "Wrestle the Devil"1312 acessosEdguy: disponível novo vídeo de "Ravenblack"898 acessosEdguy: "lyric" vídeo para a faixa "Ravenblack"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Edguy"

Musos do Rock e Heavy MetalMusos do Rock e Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

Kai HansenKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Unisonic & EdguyUnisonic & Edguy
Michael Kiske trollando Tobias Sammet

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Edguy"

GuitarristasGuitarristas
Os sete mais influentes de todos os tempos

HumorHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

MetalheadMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal

5000 acessosAC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de Angus5000 acessosMMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal5000 acessosRockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus5000 acessosNightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs5000 acessosTragédias: 10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal5000 acessosPink Floyd: as 10 melhores escolhidas pela Ultimate Classic Rock

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre Thiago El Cid Cardim

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online