Soulfly: mais agressivo, mais extremo, mais Sepultura

Resenha - Conquer - Soulfly

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcus Vinicius Leite
Enviar correções  |  Ver Acessos


Max Cavalera vinha prometendo. Ao longo de todos os álbuns de Soulfly, notava-se certa evolução no sentido de tornar o som mais bruto, mais agressivo, mais extremo, mais "Sepultura" do inicio dos anos 90 (a boa fase da banda).

Sepultura: banda divulga clipe de "Isolation" gravado no Rock in RioPantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

"Dark Ages" de 2005, foi um bom álbum, mas faltava-lhe manter o mesmo nível desde o inicio até ao fim. Aliás, é isso que tem falhado nos últimos CDs dos projetos de Max Cavalera.

"Conquer" vem por um termo final nisso. Max foi buscar inspiração em bandas como Slayer, Bolt Thrower e Napalm Death e disse que o último álbum da banda, "Dark Ages", iria parecer um álbum pop. "Conquer" é um álbum "bem-feitinho". A produção deixou o som bem cristalino, sem abrir mão do peso, um som bem Thrash Metal com misturas de groove como tanto o Max gosta. As músicas estão bem "redondas", certinhas, sem nenhum exagero tanto no experimentalismo quanto nas durações. Sabe quando tudo está muito bem encaixado, balanceado, moldado e etc.? Então, "Conquer" está assim. E é aí que mora o problema.

"Blood Fire War Hate", que conta com a participação de David Vincent do Morbid Angel, é bem executada e faz lembrar logo os velhos clássicos de Sepultura. "Unleash", primeiro single que está disponível para download no MySpace da banda, segue o mesmo estilo. Pesada, um estilo já mais Groove, torna-se numa faixa viciante de se ouvir. "Paranoia" é outra música que faz lembrar Sepultura. Início mais lento e pesado, com excelentes riffs para entrar numa velocidade capaz de nos fazer levantar o volume das colunas ao máximo. "Warmageddon" e "Enemy Rough" seguem com grande estilo e "Rough" traz-nos grandes "guitarradas" com uns vocais excelentes de Max Cavalera. "Fall of the Sycophants", "Doom" e "For Those About to Rot" são as melhores faixas do álbum juntamente com "Blood Fire War Hate" e "Paranoia". Rápidas e a mostrar o que esta banda sabe melhor fazer. "Touching the Void" é uma faixa mais groove e possui excelente trabalho de guitarras e mais uma vez, Max esmera-se nos vocais. O álbum termina com "Soulfly VI", a habitual faixa sem vocais, onde Max gosta de fazer música para descontrair. Uma boa faixa ao mesmo estilo da "Soulfly III" de "Dark Ages".

Deixando o lado metal de lado e falando dos experimentalismos, quase todas as músicas têm algumas pequenas surpresas, se é que se pode chamar assim. "Paranoia" tem trechos de hardcore e passagens acústicas; "For Those About to Rot" tem uns tambores egípcios e atmosfera que lembram o Nile; em "Rough" aparecem alguns sons eletrônicos, quase um industrial; e em "Doom" uma levada mais reggae deixa a agressividade de lado e traz a calmaria. Essas pequenas fugas do metal são até interessantes e diferenciam o trabalho do Soulfly de milhares de outras bandas.

Este é um dos melhores álbuns lançado por Max Cavalera desde que saiu dos Sepultura em 1996, e o melhor álbum do Soulfly, largando por completo o Nu-Metal e mais aquelas experiências dos primeiros álbuns. Um trabalho para os amantes da música pesada, em especial de Thrash Metal e Death Metal e para os amantes de Sepultura antigo. Esperemos que Max Cavalera continue a fazer boa música, como podemos ouvir neste "Conquer". Para quem ainda faz aquelas comparações e discussão em fóruns de quem é melhor... Daqui pra frente é aguardar o novo do Sepultura, bem como uma enxurrada de comparações e votações sobre qual é o melhor lançamento.

Soulfly - Conquer
Data de lançamento: Julho de 2008
Género: Thrash Metal
Editora: Roadrunner Records

"Blood Fire War Hate" - 4:59
"Unleash" - 5:10
"Paranoia" - 5:31
"Warmageddon" - 5:22
"Enemy Ghost" - 3:02
"Rough" - 3:27
"Fall of the Sycophants" - 5:09
"Doom" - 4:58
"For Those About to Rot" - 6:47
"Touching the Void" - 7:25
"Soulfly VI" - 5:20


Outras resenhas de Conquer - Soulfly

Soulfly: A banda elevou a potência de seu som em 2008Soulfly: Versatilidade musical soberba no "Conquer"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Soulfly"Todas as matérias sobre "Sepultura"


Sepultura: banda divulga clipe de Isolation gravado no Rock in RioSepultura
Banda divulga clipe de "Isolation" gravado no Rock in Rio

Luis Mariutti: Andreas Kisser e convidados em clássicos do metal com violões

Max Cavalera: seu disco menos Metal preferidoMax Cavalera
Seu disco "menos Metal" preferido

Mike Portnoy: assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileirosMike Portnoy
Assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileiros

Sepultura: duas drum cam de Eloy Casagrande no Rock in Rio

Sepultura: novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideiaSepultura
Novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideia

Sepultura: banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in RioSepultura
Banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in Rio

Sepultura: no Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeosSepultura
No Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeos

Rock in Rio 2019: horários do dia do metal passam por pequena alteraçãoRock in Rio 2019
Horários do "dia do metal" passam por pequena alteração

Sepultura: Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festivalSepultura
Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festival

Sepultura: gravações do novo álbum já foram concluídas pela bandaSepultura
Gravações do novo álbum já foram concluídas pela banda

Sepultura: Faleceu pai de Eloy Casagrande

Sepultura: Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in RioSepultura
Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in Rio

Paralimpíadas: nadador se empolga com Sepultura e esquece provaParalimpíadas
Nadador se empolga com Sepultura e esquece prova

Zeca Pagodinho: com Max e Igor Cavalera no Altas HorasZeca Pagodinho
Com Max e Igor Cavalera no Altas Horas

Derrick Green: Você é o que come!Derrick Green
"Você é o que come!"


Pantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag DarrellPantera
O surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogasVícios
As 10 melhores músicas sobre drogas

Instagram: as fotos mais legais do perfil de James HetfieldInstagram
As fotos mais legais do perfil de James Hetfield

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGNPunk Rock
Os 25 melhores discos segundo o site IGN

Exodus: Rick Rubin é uma verdadeira fraude, diz Gary HoltExodus
"Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt

Black Sabbath: Ozzy explica por que o 1° disco é tão bomBlack Sabbath
Ozzy explica por que o 1° disco é tão bom

Fotos de Infância: Layne Staley, do Alice In ChainsFotos de Infância
Layne Staley, do Alice In Chains


Sobre Marcus Vinicius Leite

Tentou ser guitarrista e baixista e viu que não era tão simples fazer acordes como o Malmsteen. Jornalista, trabalha em duas empresas ligadas à comunicação diária e se aventura na escrita e no trombone. Também escreve roteiros e assessora uma companhia de comédia.

Mais informações sobre Marcus Vinicius Leite

Mais matérias de Marcus Vinicius Leite no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336