After Forever: evolução sem esquecer o passado

Resenha - After Forever - After Forever

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Dois anos após o bom “Remagine”, e depois de uma saída conturbada da Transmission Records, que lançou o duplo “Mea Culpa” com lados-b, raridades e faixas ao vivo, o After Forever nos apresenta seu novo CD, que leva apenas o nome do grupo, primeiro CD do novo contrato com a Nuclear Blast. Se em “Remagine” Floor Jansen e cia já se desvincularam ainda mais do metal gótico chegando em alguns momentos a flertar com o heavy tradicional, eis que a proposta se amplifica neste novo CD e ganha ares de estilo musical, dando a entender que da banda que gravou “Prision Of Desire” (1999), só sobrou o nome e as belas curvas de Floor Jansen, que evolui absurdamente como vocalista a cada CD lançado.
5000 acessosCannibal Corpse: o pescoço gigante de George Fisher5000 acessosÁlbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rock

“Discord” traz andamentos cadenciados, orquestras com pompa e circunstância, os vocais de Bas Maas e Floor se complementando e guitarras bem colocadas. “Evoke” é totalmente heavy tradicional, com Floor dando um show de vocalizações e os teclados de Joost sempre bem colocados, assim como a pesada “Transitory” (como a banda soa diferente a cada CD). Outros momentos de muito peso incluem a ótima “Equally Destrictive” e a cadenciada “Re-Enegized”, com Floor trabalhando muito bem seu lado de cantora lírica. Quem sente falta do período em que a banda soava gótica pode se deliciar com “Cry With A Smile” e a lenta “Empty Memories”.

A banda inova trazendo um épico de 11 minutos chamado “Dreamflight” (na opinião deste o melhor momento do CD, com Bas e Floor duelando em vocalizações soberbas), enquanto “Who I Am” traz a tona o flerte descarado com o heavy tradicional e a bônus “Lonely” se encaixa como uma bonita balada.

Um grande CD, na opinião deste um dos melhores da banda, coeso e principalmente tornando-se uma evolução consciente, sem esquecer o passado que consagrou a banda. Obrigatório.

After Forever – After Forever
2007 – Nuclear Blast/Laser Company (Nacional)

Formação:
Floor Jansen – Vocais
Sander Gommans – Guitarras
Joost van der Broek – Teclados
Luuk van Gerven – Baixo
Bas Maas – Guitarras/Vocais
Andre Borgman – Bateria

Faixas:
“Discord”
“Evoke”
“Transitory”
“Energize Me”
“Equally Destructive”
“Withering Time”
“De-Energized”
“Cry With A Smile”
“Envision”
“Who I Am”
“Dreamflight”
“Empty Memories”
“Lonely”

Site Oficial: http://www.afterforever.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de After Forever - After Forever

3121 acessosAfter Forever: centrado na poderosa voz de Floor Jansen2310 acessosTradução - After Forever - After Forever

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "After Forever"

NightwishNightwish
Floor e a dificuldade em lidar com lado suave da banda

Metal sinfônicoMetal sinfônico
Os 10 melhores segundo o TeamRock

NightwishNightwish
"Encontros com fãs são luxo, não obrigação", diz Floor

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "After Forever"

Cannibal CorpseCannibal Corpse
O impressionante pescoço gigante de George Fisher

Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Feias que me perdoemFeias que me perdoem
Musas do Rock e Heavy Metal

5000 acessosGuitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidos5000 acessosExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões5000 acessosAxl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anos5000 acessosAngra: anjo da capa de "Rebirth" aparece em outras duas?4098 acessosMetallica: decoração de Natal com "Enter Sandman"5000 acessosHeavy Metal: Você consegue identificar os 10 diferentes estilos sem olhar?

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online