Matérias Mais Lidas

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemDez ótimas músicas do Iron Maiden escritas pelo agitado guitarrista Janick Gers

imagemRegis Tadeu se garante e não retira uma palavra do que disse sobre Di'Anno e Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA "traumática" e "desagradável" experiência de ser preso, segundo Arnaldo Antunes

imagemQuando Chorão, do Charlie Brown Jr, quase levou porrada do Rick Bonadio

imagemA inesperada música do Whitesnake que serviu de inspiração para "Carry On" (Angra)

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemA opinião de Herbert Vianna sobre a crítica musical e sua imagem de "bom moço"

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemA estratégia usada por Mille Petrozza, do Kreator, para "reaprender" músicas antigas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagemAC/DC: Angus Young recorda como fazia para ouvir rock em seus tempos de garoto

imagemHelloween divulga vídeo de "Best Time", com participação de Alissa White-Gluz

imagemThe Rolling Stones: 5 músicas para provar que Mick Taylor é um gênio


Stamp

After Forever: centrado na poderosa voz de Floor Jansen

Resenha - After Forever - After Forever

Por Ricardo Seelig
Em 08/05/08

publicidade

Nota: 7

Formado na cidade holandesa de Reuver em 1995, o After Forever chega ao seu quinto álbum de estúdio em sete anos. Auto-intitulado, o novo disco traz aquilo que os fãs estão acostumados a ouvir: um Heavy Metal com passagens sinfônicas, centrado na poderosa e bela voz de sua vocalista, Floor Jansen.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Tecnicamente perfeito, "After Forever" traz doze faixas repletas de passagens climáticas e emocionais, e mostra que o grupo não estava muito afim de arriscar neste novo trabalho. A maioria das músicas, ainda que cativantes e com um ar ligeiramente mais feliz que o habitual, vão pelos mesmos caminhos sonoros explorados nos quatro discos anteriores, mas sem a força e o brilho de um álbum como "Decipher", lançado em 2001 e até hoje o melhor momento do grupo.

Canções como "Cry With A Smile", "Discord" e, principalmente, a dupla formada pela longa "Dreamflight" e "Empty Memories" mostram alguns elementos interessantes e se diferenciam das demais, mas confesso que eu esperava mais do grupo. Talvez a ótima aceitação por parte dos fãs tenha deixado os músicos um pouco acomodados, mas o fato é que este novo disco, por mais que se esforce, poucas vezes consegue sair do lugar comum, lugar esse já explorado com muito mais talento e brilhantismo pela própria banda em um passado bastante recente.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"After Forever" é um trabalho melhor que "Remagine", mas está abaixo da capacidade que a banda já provou possuir. Talvez a saída esteja em focar mais no aspecto "metal" de sua música, deixando o lado comercial para a peleja agressiva envolvendo nomes como Lacuna Coil, Within Temptation e Nightwish. Entendendo o seu público, ouvindo os seus fãs, que sempre deram apoio e suporte ao grupo, o After Forever tem tudo para, em um próximo trabalho, alcançar um resultado final muito melhor do que o mostrado neste disco.

Faixas:
1. Discord
2. Evoke
3. Transitory
4. Energize Me
5. Equally Destructive
6. Withering Time
7. De-Energized
8. Cry With A Smile
9. Envision
10. Who I Am
11. Dreamflight
12. Empty Memories

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal


Outras resenhas de After Forever - After Forever

Resenha - After Forever - After Forever

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig.