"Dio Years" faz justiça a ótima versão do Sabbath

Resenha - Dio Years - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Por mais que eu tenha que concordar que o Black Sabbath viveu seus dias de glória quando Ozzy Osbourne era seu vocalista, por mais que eu aceite que essa era é insuperável e inigualável, e por mais que o Sabbath sem Ozzy não tenha conseguido alcançar o mesmo sucesso (algo que pode ser questionado, mas tudo bem) que o obtido em seus primeiros anos, não abro mão de dizer que o período em que Ronnie James Dio foi o vocalista desta grande banda é disparado o meu favorito. Não sou contra Ozzy (pelo contrário), apenas prefiro a pegada mais veloz e a voz de Dio (indubtavelmente mais técnico). Esta coletânea (que inicialmente cogitou-se ser lançada em “box-set”) vem corrigir uma certa injustiça, já que toda e qualquer lançamento deste gênero em se tratando de Black Sabbath vem carregado de faixas com Ozzy.
285 acessosShow do Tiago: o chimarrão do Black Sabbath5000 acessosMaridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno

Para dar um gás no lançamento (que depois viria a ser divulgado numa externsa turnê, com a banda inteligentemente adotando o nome Heaven And Hell – aliás idéia brilhante) e para coroar a reunião de Tony Iommi, Geezer Butler, Dio e Vinny Appice (que tocou em pelo menos 75% do material aqui lançado), foram compostas 3 músicas novas (as primeiras desde que a banda lançou duas canções inéditas com Ozzy no CD ao vivo “Reunion”), das quais vamos falar agora, já que são de longe o grande atrativo deste lançamento: “The Devil Cried” é lenta, pesada, com Tony destilando riffs agressivos e Dio em grande forma (atentem para o refrão e a levada anos 70, perfeita!). “Shadow Of The Wind” é arrastada, uma prima “dark” de “Rainbow In The Dark” (compare o refrão e diga no fórum se você concorda comigo), enquanto “Ear In The Wall” é mais rápida, mais associada aos anos 80, de longe a melhor das três. Precisa dizer que o material ficou excelente? A produção, crua e primitiva, ajuda a deixar o clima ainda mais soturno e pesado

Já a seleção de faixas antigas não deixa por menos: “Neon Knights”, “Heaven And Hell”, “Lady Evil”, “Die Young” e “Lonely Is The World” (mais da metade do “Heaven And Hell”) são de dar dor em pescoços alheios, enquanto que “The Mob Rules”, “Turn Up The Night”, “Voodoo” e a maravilhosa “Falling Of The Edge Of The World” (de “Mob Rules”) mantém o nível, mas evidenciam a diferença entre os dois CDs. Do mais recente (e talvez um dos mais injustiçados CDs do Sabbath) “Dehumanizer”, a banda apresenta as lentas e maravilhosas “After All (The Dead)” (que tem sido o “opening act” dos shows), “I” e a rápida “TV Crimes”. Faltaram faixas de “Dehumanizer”, mas as que aqui são mostradas fazem valer a excelência do álbum. Curiosamente só a versão ao vivo de “Children Of The Sea” (do CD “Live Evil”) foi colocada na coletânea, provavelmente devido as divergências na produção do mesmo, que teriam sido uma das causas para a saída de Dio em 1983. Algumas ressalvas quanto à remasterização das faixas (as diferenças nas produções ficam muito evidentes) podem ser notadas, mas não comprometem o resultado final.

Um puta CD e que deixa os fãs loucos para uma passagem do Heaven And Hell por terras brazucas. Pelo nível das músicas novas, eu apostaria minhas fichas numa continuação deste projeto, mas infelizmente os egos de Iommi e Dio podem por tudo a perder. No mais, obrigatório.

Formação:
Ronne James Dio – Vocais
Tony Iommi – Guitarras
Geezer Butler – Baixo
Vinny Appice – Bateria
Bill Ward – Bateria (Faixas 01 a 05)

Faixas:

“Neon Knights”
“Lady Evil”
“Heaven And Hell”
“Die Young”
“Lonely Is The World”
“The Mob Rules”
“Turn Up The Night”
“Vodoo”
“Falling Of The Edge Of The World”
“After All (The Dead)”
“TV Crimes”
“I”
“Children Of The Sea” (Ao Vivo)
“The Devil Cried”
“Shadow Of The Wind”
“Ear In The Wall”

2007 – Rhino (IMPORTADO) – Lançamento Nacional no final de maio.

Site Oficial: http://www.black-sabbath.com

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

EstreiasEstreias
20 ótimas músicas que abrem discografias

285 acessosShow do Tiago: o chimarrão do Black Sabbath235 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands2431 acessosZakk Sabbath: banda de Zakk Wylde lança EP em junho609 acessosArquivo KZG: Gastão Moreira entrevista o Black Sabbath em 19920 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Dimebag DarrellDimebag Darrell
Em 1993, citando suas 12 músicas favoritas

BaixistasBaixistas
Steve Harris ganha de Cliff Burton em votação

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Eu e Bill Ward éramos soldados das drogas nos anos 70"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Maridos traídosMaridos traídos
Não adianta: todo mundo terá seu dia de dor-de-corno

David BowieDavid Bowie
Muito mais assustador do que Michael Jackson

Mascotes do MetalMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet

5000 acessosHeavy Metal: a música fica mais pesada quando a afinação é mais grave?5000 acessosAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"5000 acessosO Pestinha: o que o ator mirim do filme tem a ver com rock?5000 acessosJennifer Batten: Michael Jackson, Eddie Van Halen, machismo5000 acessosGlee N' Roses: veja W. Axl Rose na pegada Finn Hudson5000 acessosBento Araújo: A coleção de classic rock do editor do Poeira Zine

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online