Resenha - Stage Fright - Motörhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Motörhead. 30 anos de história. Lemmy Kilmister, Phil Campbell e Mikkey Dee. 20 músicas. Clássico atrás de clássico. “Stay Clean”, “Over The Top”, “No Class”, “Sacrifice”, “Killed By Death”, “Iron Fist” “Ace Of Spades” e “Overkill”. Façam o que fizerem, no palco eles são os reis. No palco, ali, ao vivo, os caras são deuses.

1910 acessosFuturo Headbanger: Pai homenageia Lemmy e Mustaine em nome do Filho5000 acessosPower Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Quem disse que Lemmy não agüenta mais o tranco? Que Phil Campbell é apenas mediano ou que Mikkey Dee só faz o trivial? Heresia. Show do Motorhead é aquilo: som no talo, vigor rock n’ roll, músicas acachapantes e incredulidade no ar. O local é amplo, a iluminação é perfeita e a gravação idem (gosta de poder escolher vários ângulos? Eles estão aqui). Há uma grande simbiose entre banda-público (e até quem não gosta de punk joga os braços para o ar quando Lemmy saúda os Ramones).

Afora o show principal, temos making of do espetáculo, testemunhos de amantes do Motörhead e o mais interessante, um mini documentário intitulado “We Are The Road Crew”, contando tudo sobre o que cerca a banda. Os roadies de cada integrante, comentários dos mesmos, a preparação, detalhes do sistema de som, as exigências, o backstage antes do show e a turnê. Neste ínterim podemos ver a beleza da “vida saudável” que eles levam, com Mr. Kilmister devorando maços e mais maços de cigarro, dentro otras cósitas más. O cara está prestes a fazer 60 anos e nunca vi o título de “lenda viva” ser tão apropriado.

Como bônus, o segundo disco também traz algumas coisinhas para computador e celular, como papéis de parede, vídeos, slideshow e discografia. Claro que você precisa de um leitor de DVD no pc para poder apreciar tais coisas. As legendas vêm em inglês, alemão, francês, espanhol, português, italiano e sueco. Mas não se anime muito, pois o “português” aqui é a língua mater de Portugal, o que não é tão fácil de se compreender quanto parece (o mínimo de familiaridade é exigido).

Em suma, um material de altíssimo nível, com um concerto completo, uma boa tour pelo “mundo Motörhead” e ainda alguns presentinhos. Simplesmente o melhor material em vídeo que temos da banda. Faz tempo que não digo isso, mas aqui é impossível. Necessário ressaltar que a aquisição é obrigatória?

Site Oficial: www.imotorhead.com

Hellion Records – 2005.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Judas PriestJudas Priest
Lemmy significou muito para Rob Halford

1910 acessosFuturo Headbanger: Pai homenageia Lemmy e Mustaine em nome do Filho28 acessosEm 16/05/2000: Motorhead lança o álbum We Are Motörhead23 acessosEm 09/08/1986: Motorhead lança o álbum Orgasmatron13 acessosEm 04/06/1983: Motorhead lança o álbum Another Perfect Day7 acessosEm 11/07/1995: Motorhead lança o álbum Sacrifice0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

BeatlesBeatles
Montagem mostra como 2016 foi um ano duro para a música

Cééééérebros...Cééééérebros...
E se os rockstars virassem zumbis?

MotorheadMotorhead
Fã teve problema na escola por causa do "Snaggletooth"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"


Power MetalPower Metal
Os dez álbuns essenciais do gênero

Alfabeto do RockAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Em 02/02/1979Em 02/02/1979
Sid Vicious, do Sex Pistols, morre de overdose

5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"5000 acessosGuns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?5000 acessosAs regras do Black Metal5000 acessosLars Ulrich: a diferença entre o Purple, o Led e o Sabbath5000 acessos"Minha mulher não deixa não" em versão Metal5000 acessosEm 05/01/1974: Pink Floyd tenta fazer um álbum sem instrumentos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online