Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemIggor Cavalera manda ver em "Dead Embryonic Cells" ao vivo; confira drumcam

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemTobias Forge, do Ghost, diz que ABBA deveria receber um Prêmio Nobel

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil


Resenha - Chapter & Verse - Uriah Heep

Por Rodrigo Werneck
Em 18/11/05

Nota: 9

A banda inglesa Uriah Heep está comemorando 35 anos de existência agora em 2005, e para comemorar tal fato a Sanctuary, dona de quase todo o catálogo do grupo (após adquiri-lo da finada Bronze Records), acaba de lançar uma caixa comemorativa contendo 6 CDs, mais uma réplica de um pôster antigo e um encarte com 60 páginas repletas de fotos, informações e entrevistas.

Nada mais justo para uma banda com o extenso currículo do Uriah Heep que o lançamento de uma caixa contendo 6 CDs com 80 minutos de duração cada, cobrindo toda a carreira da banda e incluindo algum material pré-Heep, além das festejadas faixas inéditas. O encarte é primoroso e dessa vez não estão presentes todos os erros que apareceram, por exemplo, na caixa "Time Of Revelation", lançada pela Castle em 1996. A pedido da Sanctuary e do produtor Robert Corich, eu próprio fiz a revisão final dos textos todos, assim como da lista de músicas, evitando algumas gafes e erros de digitação e de informação. Os textos dessa vez ficaram a cargo de Dave Ling, da revista inglesa "Classic Rock" e autor do livro "Wizards And Demons" (biografia do Uriah Heep), uma excelente escolha por sinal. Além disso, ele conduziu entrevistas com membros atuais e antigos do grupo, o que forneceu uma excelente perspectiva sobre todo o material.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas vamos à música. O primeiro CD engloba basicamente material antes do surgimento do Heep, ou seja, de bandas das quais foram oriundos seus integrantes Ken Hensley (The Gods, Toe Fat, Head Machine), Mick Box, David Byron e Paul Newton (Spice), Gary Thain (Keef Hartley Band), e Lee Kerslake (National Head Band, The Gods, Toe Fat). Vale a pena ressaltar que a música "Tôo Much Country Water" (da National Head Band) ainda não havia saído em CD até agora, e que a música "You Say You’re Together Now" (da Keef Heartley Band) apresenta o baixista Gary Thain num inédito lead vocal. Para complementar o primeiro CD, algumas músicas dos 2 primeiros discos do Heep, com destaque para a versão de "Dreammare" gravada na BBC londrina.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O segundo e o terceiro CDs seguem cronologicamente, incluindo material dos discos seguintes, e portanto da época mais clássica da banda (os anos 70), contando com David Byron nos vocais e os duelos da guitarra de Mick Box e o teclado e a guitarra de Ken Hensley. É difícil destacar-se algo, pois é um clássico atrás do outro. Algumas versões apresentadas são um pouco diferentes das originais, sendo interessantes para colecionadores (que não tenham as novas edições remasterizadas dos CDs de estúdio do grupo, pois essas versões também foram incluídas como faixas bônus nelas).

O quarto CD já mostra a fase que foi de meados dos anos 70 até o início dos 80, e que marcou o declínio de popularidade do grupo. Aqui, algumas das poucas (reais) raridades de fato incluídas nesse boxset: as músicas "Let It Ride" e "I Won’t Change", que fariam parte do que seria o quarto disco contando com John Lawton nos vocais principais (a ser supostamente chamado de "Five Miles"), assim como "LA Woman", que foi provavelmente a última música gravada com Lawton, em 1979. É bom frisar que ainda existem faixas inéditas dessa fase, que acabarão sendo incluídas em outros projetos. Posso citar alguns exemplos: "Endless Flight", "Life Is A Dream", "You And I", "That’s How I Am", "I’ll Never Forget", "Tonight", e "Fools". Uma pena que não tenham sido incluídas nesta caixa, mas para que "secar a fonte" se pode-se arrancar mais grana dos fãs e colecionadores com outros CDs mais à frente? Uma pena... O quarto CD finaliza com algumas faixas da fase com John Sloman no vocal principal, que só rendeu um disco de estúdio ("Conquest"), e acabou por resultar na saída do tecladista, guitarrista e principal compositor Ken Hensley. Mais uma vez, há material inédito que ficou de fora deste boxset: um disco inteiro de estúdio que chegou a ser gravado (mas nunca saiu!) com a lineup composta por John Sloman (vocal), Mick Box (guitarra), Trevor Bolder (baixo), Chris Slade (bateria) e Gregg Dechert (teclados). Fora um show gravado em 1980, ainda com a presença de Ken Hensley nos teclados, e do qual foram extraídas 2 músicas para inclusão no relançamento do disco "Best Of Uriah Heep – Part 2" (o show inteiro foi mixado e masterizado, mas permanece guardado na casa do produtor Robert Corich, e poucos privilegiados – eu incluído - já tiveram a chance de ouvir a gravação).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sloman foi substituído por Peter Goalby, e Dechert por John Sinclair (que depois viria a fazer parte da banda de Ozzy por anos), e o estilo mudou bastante, com o uso de mais riffs de guitarra, fruto da liderança natural de Mick Box dentro do conjunto após a saída de Hensley. O baixista Trevor Bolder saiu por uns tempos para se juntar ao Wishbone Ash, e quem assumiu as 4 cordas foi Bob Daisley, que veio da banda de Ozzy junto ao baterista Lee Kerslake (que desde então não mais deixou o Heep). O quinto CD desta compilação cobre bem essa fase, e inclui algumas versões ao vivo não lançadas anteriormente: "Too Scared To Run" e "That’s The Way That It Is", gravadas ao vivo na Austrália em 1983, e "Angel", gravada na Inglaterra em 1985. Com a substituição de Goalby e Sinclair por Bernie Shaw e Phil Lanzon em 1986, a formação do Heep se estabilizou finalmente, permanecendo inalterada até os dias de hoje. Neste CD estão presentes músicas dos últimos trabalhos da banda, que desde 1998 não lança um disco de estúdio. Ao que tudo indica, entre o final de 2005 e o início de 2006 será finalmente gravado o novo CD, com lançamento previsto para o próximo ano por uma gravadora de grande porte (a ser anunciada, embora os rumores de que seja a própria Sanctuary sejam bastante fortes!).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, o sexto CD inclui apenas registros ao vivo, cobrindo diversas fases entre 1973 e 2001. Dentre os destaques estão as versões inéditas (e sensacionais) das músicas "Look At Yourself", "Easy Livin’", "Stealin’", "Falling In Love" e "Woman Of The Night", gravadas em 1979 em Newcastle, Inglaterra, com Lawton no vocal. Mais recentes e não tão dignas de nota, mas mesmo assim de valor para colecionadores (por não terem saído em CD até agora), estão as versões ao vivo de "Rockarama" e "Bad Blood", gravadas em 1985 e com Goalby no vocal. Uma interessante entrevista de 1976 com Hensley, Box, Lawton e o produtor e manager Gerry Bron foi também inserida, assim como registros ao vivo mais recentes, gravados em eventos especiais: "Sympathy" contando com a participação de Lawton e Hensley (em 2001) e "Circus", esta com a participação da flauta mágica de Ian Anderson, do Jethro Tull (em 2000). Para finalizar o CD, mais 2 inclusões interessantes (a despeito da qualidade sonora, aceitável mas não excelente, por serem gravações feitas a partir das mesas de som): versões de "Free Me" em 1995 (com Lawton voltando temporariamente, no lugar de Bernie Shaw, que teve problemas na garganta antes da turnê sul-africana) e de "Gypsy" em 1997, no lendário Astoria de Londres (já com Shaw reassumindo seu posto).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Resumindo, trata-se de uma excelente coletânea dos maiores sucessos do Uriah Heep nesses 35 anos de carreira, com a inclusão de algumas raridades para os colecionadores. Se parte das raridades citadas houvesse sido incluída, seria um lançamento a ser ainda mais festejado, mas mesmo assim este boxset é um item imprescindível a qualquer colecionador da música do Uriah Heep, e para aqueles que buscam uma boa coletânea compreendendo toda a carreira da banda.

Tracklist:

CD 1 (1968 - 1972)

1. Towards The Skies (The Gods)
2. Looking Glass (The Gods)
3. Lovely Anita (The Gods)
4. Too Much Country Water (National Head Band) (prev. unreleased on CD)
5. In Love (Spice)
6. What About The Music (Spice)
7. Astranaza (Spice) (prev. unreleased version)
8. Born In A Trunk (Spice) (prev. unreleased version)
9. I Can’t Believe (Toe Fat)
10. The First Time (Head Machine)
11. Not Foolish, Not Wise (Keef Hartley Band)
12. You Say You’re Together Now (Keef Hartley Band)
13. Gypsy
14. Real Turned On (prev. unreleased version)
15. Wake Up (Set Your Sights) (prev. unreleased version)
16. Dreammare (BBC Session)
17. I’ll Keep On Trying
18. Bird Of Prey (US Mix)
19. What’s Within My Heart (prev. unreleased version)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CD 2 (1971 - 1972)
1. Lady In Black (prev. unreleased edit version)
2. Time To Live
3. Tears In My Eyes (prev. unreleased extended version)
4. Look At Yourself
5. July Morning
6. Shadows Of Grief
7. Easy Livin’
8. Why (prev. unreleased version)
9. The Wizard
10. Circle Of Hands
11. Rain
12. Sunrise
13. Tales
14. The Magician’s Birthday

CD 3 (1973 - 1976)

1. Stealin’
2. If I Had The Time (prev. unreleased version)
3. Sweet Freedom
4. Seven Stars
5. Pilgrim (prev. unreleased extended version)
6. Wonderworld
7. Suicidal Man
8. Something Or Nothing
9. Return To Fantasy
10. Devil’s Daughter
11. A Year Or A Day
12. Shady Lady
13. One Way Or Another
14. Misty Eyes (prev. unreleased edited version)
15. Weep In Silence
16. Beautiful Dream (prev. unreleased demo version)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CD 4 (1977 - 1982)

1. Been Away Too Long
2. Who Needs Me
3. Sympathy
4. Wise Man
5. Free Me
6. Free ‘N’ Easy
7. Illusion
8. Come Back To Me
9. Fallen Angel
11. I Won’t Change (unreleased edited version)
12. La Woman (previously unreleased)
13. Think It Over (single version)
14. Carry On
15. Fools
16. It Ain’t Easy
17. I’m Alive Again (prev. unreleased version)
18. Sell Your Soul

CD 5 (1983 - 1998)

1. Too Scared To Run (prev. unreleased live version, 1983)
2. That’s The Way That It Is (prev. unreleased live version, 1983)
3. Weekend Warriors
4. The Other Side Of Midnight
5. Straight Through The Heart
6. Split Image (prev. unreleased version)
7. Angel (prev. unreleased live version, 1985)
8. Mr. Majestic (Live, 1987)
9. Cry Freedom
10. Blood Red Roses
11. Different World (acoustic live, 2000)
12. Against The Odds
13. Spirit Of Freedom
14. Dream On
15. Sail The Rivers
16. Time Of Revelation
17. Between Two Worlds

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CD 6 (1973 - 2005)

1. Sweet Lorraine (live, 1973)
2. So Tired (prev. unreleased live version, 1974)
3. Look At Yourself (prev. unreleased live version, 1979)
4. Easy Livin’ (prev. unreleased live version, 1979)
5. Stealin’ (prev. unreleased live version, 1979)
6. Falling In Love (prev. unreleased live version, 1979)
7. Woman Of The Night (prev. unreleased live version, 1979)
8. Rockarama (live, 1985) (prev. unreleased On Cd)
9. Angel (live, 1985) (prev. unreleased On Cd)
10. Sympathy (live, 2001)
11. Circus (acoustic live, 2000)
12. Interview (previously unreleased)
13. Free Me (prev. unreleased live version, 1995)
14. Gypsy (prev. unreleased live version, 1997)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Material cedido por:
Sanctuary Records
Site: www.sanctuaryrecords.co.uk/heep

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

The Mentulls, no espírito "não custa tentar", manda recado para Uriah Heep




Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D'Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck.