Resenha - Rock - Sinhá Vitória

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos


Formado em 2000, os paranaenses do Sinha Vitoria já tem em seu curriculo um cd lançado e vários shows pelo país. "Rock", o segundo cd, nasce após algumas mudanças de formação, e preza pelo bom e velho rock brazuca, com pitadas regionais, mas bem diferente do que fazem bandas como Raimundos e Jumenta Parida. Estes aqui querem mesmo é o rock, sem muita frescura.

Heavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gêneroBruce Dickinson: "Prefiro errar letras a usar monitores!"

"Admirável Gado Novo", de Zé Ramalho, ganhou uma roupagem rock, ficando interessante, se adequando a proposta da banda de fazer um rock regionalista. Já "Eu e Minha Solidão" é um rock altamente influenciado pelos Paralamas, inclusive nos vocais. Rocks como "Um Barco Estrangeiro" (com belas guitarras), o leve "Superman" e "A Cena" são convites a uma audição agradável, aonde falta peso, mas sobra competência para o quarteto, que capricha no instrumental e nas letras, sempre abordando temas sobre a existência humana.

O destaque do cd fica para a pop "Aquelas Ruas" (muito similar aos Titãs de "O Blesq Blom") e para a faixa título, que encerra o cd, aonde vemos mais peso nas guitarras e uma levada mais agressiva, mostrando que a banda manja mesmo de rock bem feito.

Um bom cd. Uma banda que merece atenção, porque nestes tempos aonde bandas adotam estilos derivados de bandas estrangeiras, uma banda que investe no rock brazuca é sempre bem-vinda.

Site Oficial: http://www.sinhavitoria.com


Outras resenhas de Rock - Sinhá Vitória

Resenha - Rock - Sinhá Vitória




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Sinhá Vitória"


Heavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gêneroHeavy Metal
As piores capas dos grandes artistas do gênero

Bruce Dickinson: Prefiro errar letras a usar monitores!Bruce Dickinson
"Prefiro errar letras a usar monitores!"


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336