Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemTony Iommi diz que Geezer Butler sofreu acidente de barco e quebrou costela

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte III


Stamp

Resenha - If You Want Blood, You've Got It - AC/DC

Por André Toral
Em 31/07/00

Podem dizer o que for, que o AC/DC é sempre igual, sem músicos virtuosos, etc., mas nós, fãs, até nos orgulhamos disso, pois a banda prefere manter-se fiel ao seu estilo original, sem se arriscar em inovações duvidosas, no sentido de preservar seus fãs antigos e arrebanhar novos apreciadores do mais puro rock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Literalmente, esta é uma banda que em poucos minutos de música empolga uma multidão de fãs ao redor do mundo, o que não ocorre com uma série de outros grupos, digamos, "atualizados". Mas isto não é de agora, já que desde o início o AC/DC vem trazendo esta empolgação refletida em seus álbuns, inclusive nos que são ao vivo, como If You Want Blood You’ve Got It.

Ao comentar este petardo, faz-se necessário defini-lo como sendo puro rock, na veia! Foi um álbum que festejou os cinco primeiros trabalhos da banda, na seguinte ordem: High Voltage, T.N.T, Dirty Deeds Done Dirt Cheap, Let There Be Rock e Powerage.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De início, temos a super badalada Riff Raff, com Angus Young executando um dos riffs mais poderosos da história do rock and roll; somando-se a isso, Bon Scott solta seu vocal nervoso, rouco e enlouquecido. Logo após, temos um hit muito famoso que é Hell Ain’t A Bad Place To Be, com uma pegada que se destaca por estar melhor do que em estúdio - aliás, esta é uma característica presente em quase todas as músicas, para não dizer que é geral. Para incendiar a pobre platéia presente neste show, nada melhor do que a potentíssima Bad Boy Boogie, onde Angus Young ataca a platéia como ainda o faz, ou seja, estabelecendo um diálogo entre sua guitarra e as pessoas presentes - realmente incrível! A festa continua com a sacana e blueseira The Jack, cantada por todos com uma empolgação absoluta; além disso, Bon Scott mostra uma raça fora do absurdo ao interpretar esta canção. Mas não paramos por aqui, como é típico em se tratando de AC/DC, pois damos de cara com outro hit incontestável, que se chama Problem Child; a energia emanada de toda a banda é o destaque especial, bem como sua interpretação ao vivo, soando fiel ao som de estúdio - isto é uma marca registrada. Quando já não sabemos mais o que esperar, vem justamente uma das canções mais rock and roll existentes em toda a história do estilo, ou seja, Whole Lotta Rosie; impressionante como percebemos que o sentimento ao escutá-la é o de estarmos presentes dentro do show - If You Want Blood You’ve Got It é todo assim, tenham certeza! Já Rock‘n’Roll Damnation se afirma como um som marginal, com uma batida empolgante e excelente performance. Com High Voltage, Let There Be Rock e Rocker, enfim, finaliza-se um álbum poderoso, cujo principal atrativo é o de se sentir dentro do próprio espetáculo. Atualmente podemos dizer que tal façanha está se tornando rara. Tudo isso sem contar que essas canções ao vivo passaram a ter mais energia do que as originais de estúdio - imagina só!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vale dizer que a produção está excelente, considerando-se a época.

Pode até ser que If You Want Blood You’ve Got It seja curto e que pudesse apresentar mais músicas, mas isso não o diminui, em hipótese alguma.

Portanto, se você se considera um tremendo fã de rock, não deixe de ouvir este álbum, de uma excelente banda, que vem impressionando o mundo a cada novo trabalho: e dá-lhe Stiff Upper Lip!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

AC/DC: Rick Rubin recorda a problemática produção de "Ballbreaker"

Lars Ulrich explica por que Bon Scott é seu vocalista preferido de todos os tempos

Músicos famosos fizeram teste para o AC/DC sem que ninguém soubesse, conta baterista

Além de Axl Rose, outros quatro vocalistas fizeram teste para o vocal do AC/DC

No AC/DC todos recebiam instruções do que devia fazer, ninguém criava nada

AC/DC: Angus Young explica no violão a composição de "High Voltage"

"Phil Rudd sempre foi um dos meus bateristas favoritos", afirma Charlie Benante

AC/DC: Para Angus Young "Malcolm é incrivelmente subestimado"

Dia Mundial do Rock: relembre 100 clássicos lançados na década de 90

Brian Johnson, do AC/DC, foi fotografado nos bastidores de show dos Rolling Stones

AC/DC: Angus Young comenta três dos guitarristas que mais o influenciaram

AC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

Vídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC

AC/DC: Angus Young comenta a capa de "Highway to Hell" e a morte de Bon Scott

O que disse Malcolm Young sobre Céline Dion cantando um clássico do AC/DC?

Slayer: King compara contratação de Holt a Brian Johnson no AC/DC

AC/DC: vocalista de banda cover que fez teste não aprova Axl

Roger Daltrey: "Axl Rose no AC/DC? Dá um tempo!"

Gibson: os 50 melhores covers da história do rock

Nirvana: Dave Grohl comenta sobre o funeral de Kurt Cobain


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral.