Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemIron Maiden: Bruce fala sobre groupies; "parei de transar com elas quando me apaixonei"


Resenha - Arion - Arion

Por Marcos A. M. Cruz
Em 22/02/02

Nota: 9

Progressivo Sinfônico Clássico em pleno século XXII, feito no Brasil e de altíssima qualidade? Wow!!!

Os primeiros comentários que li sobre este trabalho davam conta de uma banda fortemente inspirada pelo Renaissance, comparação obviamente surgida pela presença da vocalista Tania Braz, assim como é costume comparar toda banda de Progressivo calcada nos 70's que possui flauta ao Jethro Tull... de fato, as duas primeiras faixas lembram um pouco Annie Haslam & Cia, e poderiam perfeitamente pertencer ao "Prologue" ou ao "Ashes Are Burning"; entretanto, aos meus ouvidos, o timbre vocal de Tania é um bocado diferente de Annie, e em momentos me lembrou um pouco Inga Rumpf, do Frumpy - provavelmente pelo fato de ambas não estarem cantando em sua língua natal, e com isso possuírem um certo sotaque proeminente...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os arranjos são maravilhosos, e tudo é feito na medida certa, a instrumentação soando "redonda", sem os excessos que algumas bandas do gênero e derivados cometem, fazendo solos auto-indugentes ou experimentalistas de 20 minutos de duração, que podem até ser interessantes ao vivo, mas servem somente para cansar o ouvinte numa audição caseira - a não ser que ele esteja "aditivado"... :o))

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas na realidade, a parca descrição acima é insuficiente para relatar a variedade de nuances e climas criados pela banda, sem sombra de dúvida um dos melhores lançamentos que ouvi nos últimos tempos dentro do gênero.

Duas são as possíveis críticas que podem surgir: o fato dos vocais serem em inglês (com excessão da última faixa, de autoria do compositor e poeta Thyaga, e cantada por ele mesmo), fato plenamente justificado pela ânsia da banda em atingir o mercado externo, pois infelizmente não dá para viver de Prog no Brasil...

"Arion de Lesbos existiu de fato: foi um poeta e músico que ganhou uma fortuna na corte do Rei Periandro de Corinto; porém, ele não nascera lá, e um dia pediu permissão ao Rei para visitar sua terra natal. Durante a viagem pelo Mediterrâneo, Arion aumentou ainda mais sua fortuna, graças ao seu talento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entretanto, isto despertou a cobiça dos marinheiros, que acabaram por lançá-lo ao mar com o objetivo de roubar o seu tesouro. Sentindo que o fim estava próximo, Arion começou a cantar um belíssimo hino a Apolo, que gostou muito da canção, acabando por enviar um golfinho para salvá-lo.

Quando os marinheiros retornaram à Corinto, o Rei os chamou para que explicassem a ausência do poeta. Eles então disseram que ele havia decidido ficar na Sicília; mas eis que Arion surge inesperadamente, vivo e ileso, e os tripulantes acabaram sendo presos e executados, tendo Arion recuperado seus bens."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A outra possível crítica seria a "ausência de novidades" para aqueles ouvintes que acham que, pelo fato de se enquadrar na categoria de "Rock Progressivo", as bandas devem obrigatoriamente apresentar algo de novo, fazendo jus ao sentido da palavra (=progressão), ou mesmo apresentando compassos intrincados em 7/8 ou algo do gênero...

a estes, um recado: deixem seus conceitos matemático-musicais e semânticos de lado e façam como Apolo: deixem a maravilhosa música do Arion penetrar os seus corações, ouvidos e mentes!

Tania Braz (voices) / Luciano Soares (guitar) / Sergio Paolucci (keyboards) / Carlos Linhares (bass) e Nelson Rosa (drums)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Marcos A. M. Cruz

Fanático por rock setentista.

Mais matérias de Marcos A. M. Cruz.