Resenha - For All Tid / Godless Savage Garden - Dimmu Borgir

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O Dimmu Borgir tornou-se, com méritos, um dos grandes nomes do cenário black metal atual, com cd's como "Puritanical Euphoric Misanthropia" e "Death Cult Armagedon" (o mais recente). Mas alguém se lembra de 1995, quando eles eram apenas uma banda a mais de black metal na Noruega? Quando eles ainda cantavam em seu idioma natal? Para que os fãs de hoje possam ter acesso a essa época, foi lançado um cd duplo, contendo o primeiro cd da banda, "For All Tid", de 1995, e o EP "Godless Savage Garden" de 1998. Ambos possuem conexão, pois o EP contém duas músicas do primeiro cd e outras raridades. Uma boa dica para os fàs de hoje verem como a banda desenvolveu seu estilo.

Heavy Metal: 5 músicos que não são metaleiros mas amam o estiloLed Zeppelin: as crianças da capa de "Houses Of The Holy"

"For All Tid" mostra uma banda mais contida e bem menos agressiva do que é o Dimmu Borgir hoje. Faixas como "Der Mye Riket" e "Under Korpeus Vinger" soam bem mais melódicas e suaves, com vozes limpas contrastando com vocais agressivos. A produção é meio tosca, mas eficiente. Os destaques ficam para "Stien" (com flautas e a mais brutal do cd), a (PASMEM!!!) suave "For All Tid" e a climática "Raabjorn Speiler Dragheimens Skodde" e as bônus "Inn I Ennighetens Marke Part I e II" (um exemplo de excelente black com pegada gótica de alto nível, aliada a uma segunda parte mais agressiva e black tradicional, com os famosos teclados que sempre caracterizaram o Dimmu Borgir).

Este primeiro cd mostra uma banda que se dividia entre o black e o gótico em várias passagens, colocando em suas músicas elementos de heavy e thrash. Era o Dimmu Borgir forjando sua personalidade, num começo muito interessante.

Já "Godless Savage Garden" foi lançado em 1998 entre os cd's "Enthroned Darkness Triumphant" e "Spiritual Black Dimensions". O mesmo trazia uma banda mais afiada e calcada no black, com uso pesado de teclados, como confere-se na pesada "Moonchild Domain" e na cadenciada "Chaos Without Suffering" (as únicas faixas inéditas). A banda se especializou em criar temas pesadíssimos e brutais, inserindo os teclados para aumentar a densidade de suas canções. Aqui a banda regrava dois temas de "For All Tid": "Hunnerkongen" e "Raabjorn Speiler Draugheimens Skodde", que ficaram excelentes com a nova produção e alguns novos arranjos, principalmente nos teclados. Vale ressaltar que a banda já sofrera algumas mudaças de formação, não sendo a mesma que gravara o "debut".

O cd traz ainda três temas ao vivo: "Stormblast", "Master of Disarmony" e "In Death's Embrace", com excelente produção e com o já consagrado estilo do Dimmu em ação (a banda é matadora ao vivo, pena que os brasileiros ainda não puderam conferir). Para o final deixei a música mais inusitada do EP: a versão para "Metal Heart" do Accept, gravada no "Tribute to Accept Vol. 1". Fãs confessos de Accept, os noruegueses praticamente transformaram a música para seu estilo, mantendo sua identidade, mas tornando-a o maior destaque do tributo.

Um baita presente para os fãs da banda e para fãs de heavy/death/black. O Dimmu Borgir já é uma banda grande, mas não custa nada acompanhar esse processo ouvindo sua evolução e notando que ali sim existia um potencial a ser explorado. Compre!

Line Up "For All Tid":
Shagrath - Vocais/Guitarras
Cristan - Baixo
Silenoz - Guitarra/Vocais
Aarstad - Teclados
Cjodalv - Bateria

Line Up "Godless Savage Garden":
Shagrath - Vocais
Nagash - Baixo
Tjodalv - Bateria
Astennu - Guitarras
Silenoz - Guitarras

Site Oficial: http://www.dimmu-borgir.com

Material Cedido Por:
Nuclear Blast/Century Media Brasil
Http://www.centurymedia.com.br



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dimmu Borgir"


Dimmu Borgir: Somos uma banda satânicaDimmu Borgir
"Somos uma banda satânica"

Dimmu Borgir: Não sou fã do Korn, mas respeito-os...Dimmu Borgir
"Não sou fã do Korn, mas respeito-os..."


Heavy Metal: 5 músicos que não são metaleiros mas amam o estiloHeavy Metal
5 músicos que não são metaleiros mas amam o estilo

Led Zeppelin: as crianças da capa de Houses Of The HolyLed Zeppelin
As crianças da capa de "Houses Of The Holy"


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.