Slash: A "transa" de Slash com Rocks do Aerosmith

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fotoboard Tramparia, Fonte: Slash - Anthony Bozza
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nos tempos de piá, SLASH conheceu uma guria mais velha. A prioridade do garoto era dar uns malhos e cair fora.

Morbid Angel: "banda satânica, eu jamais voltaria", diz SandovalChester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell

Numa noite em que os pais da menina viajaram, "Slashinho" percebeu que tinha a chance de beijar uma moça mais experiente do que ele.

Seu Cifro, vestido com a camiseta branca do SLASH, da marca Brutal Wear Acessories.
Seu Cifro, vestido com a camiseta branca do SLASH, da marca Brutal Wear Acessories.

Porém, descobriu algo de grande valia no quarto da garota Laurie, em meio à coleção de discos, estava o álbum Rocks, lançado pela banda AEROSMITH em 1976, responsável por fazer o garoto esquecer os desejos carnais.

Esse foi o estopim que determinou uma nova abordagem do guitarrista, influenciando sua maneira de tocar e até mesmo a imagem adotada nos palcos.

A sequência da historieta supracitada, está no trecho retirado da biografia de SLASH com o co-autor Anthony Bozza.

Local de Publicação: São Paulo| Ano: 2008 | Páginas: 448 | Editora Ediouro | Capa: James L. Iacobelli
Local de Publicação: São Paulo
Ano: 2008
Páginas: 448
Editora Ediouro
Capa: James L. Iacobelli

Rocks continua sendo tão poderoso para mim quanto foi naquela época: os vocais rasgados, as guitarras pesadas e o ritmo marcante são rock and roll com um toque de blues e foram feitos para serem ouvidos.

Havia algo na adolescência crua do Aerosmith que estava em perfeita sintonia com meu desenvolvimento interior na época; aquele disco soava exatamente da maneira como eu me sentia.

Depois da oportunidade que perdi com Laurie, dediquei-me a aprender a tocar Back in the Saddle.

Roubei a fita cassete e uma revista de músicas do Aerosmith, e toquei-a repetidamente até saber os riffs.

Aprendi uma lição valiosa durante o processo: revistas de músicas não ensinam uma pessoa a tocar direito.

Eu aprendera razoavelmente a ler partitura e, assim, pude ver que as notas na revista não eram as mesmas que estavam sendo tocadas no disco. Fazia sentido.

Eu me esforçara durante horas, e ainda não conseguia tocar de acordo. Assim, larguei as revistas e continuei tentando até aprender de ouvido.

Aprendi qualquer outra música que quis tocar desse modo dali em diante.

Enquanto ia aprendendo cada nota de Back in the Saddle, dei-me conta de como Joe e Brad tocam de maneira idiossincrática e de como ninguém pode realmente tocar como qualquer outra pessoa a não ser ela mesma.

A imitação deve permanecer como uma etapa para que um músico encontre sua própria voz, mas nunca deve se tornar uma voz.

Ninguém deve idolatrar seus ídolos a ponto de imitá-los nota por nota. A guitarra é uma forma de expressão pessoal demais para isso; deve ser exatamente o que é uma extensão única do músico.

Sobre Anthony Bozza: Foi co-autor das biografias de TOMMY LEE, baterista do MÖTLEY CRÜE, EMINEM, MICK FLEETWOOD, da banda FLEETWOOD MAC e dos grupos AC/DC e INXS. Além disso, escreveu por anos para a revista Rolling Stone.

Essa matéria faz parte da categoria Trecharias BioRockers e da Biblioteca Cifranegriana - Portalblog cifranegramisterial.com

Landslide | Álbum: Ain't Life Grand (2000) | SLASH'S SNAKEPIT



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Sexo"Todas as matérias sobre "Slash"Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"Todas as matérias sobre "Aerosmith"


Guns N' Roses: banda tem um dos 10 clipes mais caros do mundo (vídeo)Guns N' Roses
Banda tem um dos 10 clipes mais caros do mundo (vídeo)

Axl Rose: sugerindo prática oral sexual a Paul StanleyAxl Rose
Sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley


Morbid Angel: banda satânica, eu jamais voltaria, diz SandovalMorbid Angel
"banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

Chester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris CornellChester Bennington
A tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell


Sobre Fotoboard Tramparia

Fotógrafo artístico que registra e cria cenários com objetos ligados a cultura pop/rock, como CDs, livros, camisetas etc. Edita textos, fotos e divulga bandas no Portalblog cifranegramisterial.com. Desde os tempos de guri, ouve Led Zeppelin, The Cult, Rush, AC/DC, Iron Maiden, Guns N' Roses, Alice In Chains, entre outras inúmeras lendas do rock/metal. Toca piano e teclado, pratica esportes e está sempre em busca de energia rock and roll e da natureza.

Mais matérias de Fotoboard Tramparia no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin