Matérias Mais Lidas

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemDavid Bowie recusou (mais de um) convite para produzir o Red Hot Chili Peppers

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"


Stamp

Aria: conheça uma "Família" de bandas da Rússia

Por Bruno Rocha
Fonte: Encyclopaedia Metallum
Em 23/01/17

Década de 80. A Guerra Fria parecia esfriar-se mais ainda. O regime comunista da União Soviética dava seus primeiros sinais de agonia. Mikhail Gorbatchev anunciava medidas de abertura econômica para tentar salvar o barco já furado e prestes a afundar. Culturalmente falando, o regime fechado da URSS ainda impunha suas censuras a tudo que viesse do Ocidente. Incluindo aí o Heavy Metal. Mesmo assim, sob condições precárias de acesso, quase sempre pelo "mercado negro", algumas primeiras bandas começaram a trilhar os caminhos malditos do Rock Pauleira (anos 80, não é?) na Rússia. Dentre elas, uma se sobressaiu fortemente e hoje é uma das mais bem sucedidas formações musicais daquele país. Falo do "Iron Maiden russo", o ARIA.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Quem já conhece a banda sabe que o ARIA tem uma discografia com 12 álbuns de músicas inéditas, além de diversos trabalhos ao vivo, EP"s e coletâneas. E sua sonoridade remete diretamente aos clássicos da NWOBHM, em especial ao IRON MAIDEN. Entretanto toda essa conquista veio sob duras penas. Ao longo de seus mais de 30 anos de atividades, o ARIA passou por muitas mudanças de formação, duas delas em especial bastante traumáticas, já que, nas duas, mais da metade da banda resolveu cair fora junto. O lado bom de tantas separações foi o surgimento de várias ótimas bandas da poderosa safra russa. Convencionou-se chamar de "Família Aria" o conjunto de todas estas bandas que são ramificações do ARIA. Se seu conhecimento do Heavy Metal russo se restringe somente ao "pai" desta família, vale a pena conhecer os "filhos". Deixe-me ajudá-lo. Para facilitar o entendimento, já que todas as bandas da "Família" cantam no complexo idioma russo, nomes de músicas aparecerão em inglês.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

MASTER: não confundir com a homônima pioneira do Death Metal liderada por Paul Speckmann. Esta instituição do Thrash Metal russo foi o fruto da primeira separação dolorosa ocorrida no ARIA. Depois de dois álbuns de estúdio onde a banda oferendou ao Heavy Metal sua competente interpretação da sonoridade da NWOBHM, alguns dos integrantes se sentiram com vontade de fazer um som mais rápido e agressivo, o que ensejou o litígio. O líder desta debandada foi o baixista fundador do ARIA Alik Granovsky, que saiu de sua banda e levou consigo o guitarrista Andrey Bolshakov, o baterista Igor Molchanov e até o tecladista contratado, o finado Kirill Pokrovsky. Ou seja, contando com o tecladista, dois terços dos integrantes saíram de uma vez só, o que deu origem ao MASTER. Coube aos remanescentes Vladimir Holstinin (guitarra) e Valery Kipelov (vocais) reerguer o ARIA depois deste baque. Confira abaixo a música "Beware", do debut autointitulado do MASTER de 1988.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

SERGEY MAVRIN: banda que leva o nome de seu líder, Sergey Mavrin (ah, vá...). Mavrin é uma espécie de "Kiko Loureiro russo", devido seu reconhecimento ao longo dos tempos como o melhor guitarrista daquelas terras. Tocou no ARIA entre 1987 e 1995 e foi um dos protagonistas do reerguimento da banda depois da saída dos membros que fundaram o MASTER, gravando inclusive os maiores clássicos do ARIA. Sua banda já se chamou MAVRIK, e depois, MAVRIN. Veja a seguir a música "While Gods Are Sleeping" e constate todo o virtuosismo de Sergey Mavrin, com sua peculiar técnica de sempre solar com a mão direita usando "tapping".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

KIPELOV: a banda originada do segundo grande êxodo do ARIA. Em 2002, tensões que já cresciam desde a metade dos anos 90 culminaram com a saída de Valery Kipelov do posto de vocalista do ARIA, posto este que ele ocupava desde a fundação da banda, em 1985. As desavenças surgiram pelo o fato de Kipelov querer mais espaço dentro do processo de composição do ARIA, que sempre ficou a cargo do baixista Vitaly Dubinin desde sua chegada (tá vendo porque este é o "Iron Maiden" russo?) e, em menor escala, de Vladimir Holstinin. Kipelov sempre foi o responsável somente pelas baladas (lindas, por sinal). Acompanhando o cantor de timbre idêntico ao de Klaus Meine (ouça as baladas de sua banda e verifique), deixaram o ARIA o fiel escudeiro do vocalista, o baterista Alexsander Maniakin, e o guitarrista Sergey Terentiev. Novamente o guitarrista Vladimir Holstinin se viu na responsabilidade de ressuscitar sua banda, desta feita ao lado de Dubinin, que integra o ARIA desde 1987. Quando os três desertores conversavam a respeito do nome da nova banda, o baterista sugeriu: "chame a banda de KIPELOV mesmo". E nasceu assim a rivalidade mais sadia do Heavy Metal. Tal qual METALLICA e MEGADETH, as duas bandas disputam hoje a supremacia do Metal russo, porém os atritos do passado já foram apagados hoje as bandas se portam amigavelmente. Ouça a música "We Will Fight Again", do álbum de 2011 "Live Against".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ficou curioso pelas baladas de Valery Kipelov? Tudo bem. Segue a balada "I"m Here", do álbum "Rivers Of Time" (2005).

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

ARTERIA: um ano após co-fundar o KIPELOV, o guitarrista Sergey Terentiev resolve seguir seus próprios passos e fundar sua banda, o ARTERIA. Desde 2003 a banda lançou três álbuns de estúdio, o último chamado "2014". Confira o clipe da faixa nº 2 deste álbum, "We".

ARTUR BERKUT: Em substituição a Valery Kipelov, é recrutado Artur "Berkut" Mikheev, um veterano cantor da cena Rock russa. De voz potente que nos remete a Tim "Ripper" Owens, este exímio cantor gravou dois álbuns de estúdio com o ARIA. Decide sair em 2011 para dar início a seu projeto solo. Mas também o que se seguiu foram brigas judiciais com o ARIA, pois Artur foi acionado na justiça por cantar com sua banda solo músicas antigas do ARIA, anteriores a sua chegada ao grupo de Holstinin. Maiores detalhes desta pendenga se encontram no link abaixo:

Aria: russos quebram o pau com o ex-vocalista

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Seu projeto solo caminha neste momento em direção a um Pop-Rock insosso. Confira então uma de suas músicas gravadas com o ARIA, o Power Metal de "Last Sunset", do álbum "Armageddon" (2006).

Sob a exceção de Artur Berkut, todos os membros e ex-membros da "Família ARIA" convivem em harmonia hoje em dia. De vez em quando os "irmãos" se visitam: Berkut já cantou na banda de Sergey Mavrin, que já tocou no KIPELOV, que por sua vez já cantou no MASTER, cujo ex-guitarrista, Sergey Popov, toca hoje no ARIA! E todo mundo de vez em quando visita o papai ARIA. Veja no vídeo abaixo toda a família reunida, menos Berkut, o filho pródigo. Em 2015, no Aria Fest, festival organizado anualmente pelo ARIA em Moscou, todos os membros e ex-membros citados aqui se juntaram para tocar a música "Torero", do debut "Megalomania" (1985). Dois cantores, quatro guitarristas, dois baixistas (teve até harmonia de baixo. Um certo baixista acolá que se cuide! Vocês sabem quem.) e dois bateristas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A formação atual do ARIA conta, além dos já citados Vladimir Holstinin na guitarra e Vitaly Dubinin no baixo, com Mikhail Zhitniakov nos vocais, Sergey Popov na guitarra e Maxim Udalov na bateria.

Esta família é muito unida, e também muito ouriçada... Opa...!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Paganini e o Heavy Metal: a onipresença do "Capriccio nº 24" no Heavy Metal


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Bruno Rocha

Cearense de Caucaia, professor e estudante de Matemática, torcedor do Ferroviário e cafélotra. Entrou pelas veredas do Heavy Metal na adolescência e hoje é um aficionado e pesquisador de todos os gêneros mais tradicionais desta arte e de suas épocas. Tem como forte o Doom Metal, não obstante o sol de sua terra-natal.

Mais matérias de Bruno Rocha.