1986: O ano definitivo da música pesada

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Luis Fernando Ribeiro, Fonte: Encyclopaedia Metallum
Enviar correções  |  Comentários  | 

A década de 80 foi marcante para o Rock e o Heavy Metal em geral e teve no ano de 1986 o seu auge, marcado por lançamentos de peso por todo o mundo, em especial no Thrash Metal, que teve neste ano o lançamento de alguns de seus discos mais importantes.

516 acessosIron Maiden: assista "The Book Of Souls: Live Chapter" na íntegra5000 acessosBateristas: os trinta mais ricos do mundo

O mais engraçado é que 1986 tinha tudo para ser um ano a ser esquecido, afinal, logo no 4° dia de janeiro a notícia da morte de Phil Lynott, ex-frontman do THIN LIZZY, aos 36 anos, pegava todos de surpresa. A causa teria sido relacionada ao consumo excessivo de drogas. Mas, apesar desta tragédia logo no início do ano, o ano de 1986 ficaria realmente marcado pelo lançamento de grandes discos e pela consolidação de várias bandas.

Em termos musicais, o ano inicia com o lançamento de “Seventh Star”, décimo segundo álbum de estúdio do BLACK SABBATH. Com a saída do baixista Geezer Butler, o guitarrista Tony Iommi se tornaria o único membro da formação original da banda e teve ao seu lado o renomado baixista e vocalista Glenn Hughes. O lançamento ocorreu em 28 de Janeiro e não obteve o mesmo sucesso comercial dos primeiros discos da banda, com Ozzy Osbourne no vocal.

No mês de Fevereiro ocorreu o lançamento de três grandes discos, um deles talvez o mais importante do ano. A 17 de Fevereiro, KING DIAMOND lança seu primeiro disco solo após sair do MERCYFUL FATE. No disco nomeado “Fatal Portrait”, constam clássicos como “The Candle” e “Halloween”, além do bônus track “No Presents for Christmas”.

Ozzy Osbourne, com sua carreira solo já consolidada após o lançamento de “Blizzard of Ozz”, “Diary of a Madman”, “Bark at the Moon”, viria a lançar em 22 de Fevereiro o polêmico “The Ultimate Sin”. Muitos consideram esse um álbum clássico do Madman assim como os anteriores, mas muitos o julgam negativamente por ser bem diferente dos lançamentos anteriores de Ozzy. Não obstante, músicas como "The Ultimate Sin", "Killer of Giants" e "Shot in the Dark" se tornaram clássicos incontestáveis do vocalista.

Quase no final do mês de Fevereiro de 86 temos o lançamento daquele que se tornaria um dos maiores clássicos da história do Heavy Metal. “Master of Puppets”, terceiro disco do METALLICA, foi lançado em 24 de Fevereiro e se tornou logo um clássico absoluto, tendo a maior vendagem para discos de Thrash Metal até aquele momento. Este disco consolidou tanto a banda, quanto o estilo musical que praticavam e influencia músicos de todos os estilos de Heavy Metal até os dias de hoje. Nele constam verdadeiros hinos do Metal como "Battery", "Master of Puppets", "Welcome Home (Sanitarium)" e "Orion".

Em Março ocorreu o lançamento de um dos álbuns mais marcantes do VOIVOD, o magnífico “Rrröööaaarrr”. Mas foi o lançamento de “5150” do VAN HALEN que marcou este mês. Lançado em 24 de Março, “5150” tem a entrada do vocalista Sammy Hagar no lugar de David Lee Roth e apesar da mudança drástica, este foi o maior sucesso comercial da banda até aquele momento e rendeu clássicos instantâneos como "Why Can't This Be Love", "Dreams", "Love Walks In", "Best of Both Worlds" e "Summer Nights".

Em Abril ocorrem os lançamentos do polêmico “Turbo” do JUDAS PRIEST, do Power/Thrash “Malicious Intent” do RAZOR e de “Russian Roulette” do ACCEPT, que marcaria a saída do vocalista Udo Dirkschneider.

No mês de Maio temos o lançamento de “The Force” do ONSLAUGHT, os alemães do RAGE lançam seu álbum de estréia “Reign of Fear” e o AC/DC lança “Who Made Who”, trilha sonora do filme “Maximum Overdrive”, escrito e dirigido por Stephen King. O maior destaque desse mês fica para o lançamento de “The Final Countdown” do EUROPE, de onde saiu o maior clássico da banda, a faixa título do álbum, conhecida até por quem não é fã do gênero.

Junho inicia com o lançamento do clássico máximo do Doom Metal, “Epicus Doomicus Metallicus” do CANDLEMASS. O disco de estréia dos suecos definiria os alicerces para a vertente mais melancólica do Heavy Metal em músicas como "Solitude", "Demons Gate" e "Crystal Ball". Ainda em Junho temos o lançamento de “Change of Address” do KROKUS, “Fight for the Rock” do SAVATAGE e do Ao Vivo “Intermission” do DIO.

Entramos na segunda metade do ano de 1986 com muitos lançamentos simultâneos. Julho foi o mês em que mais ocorreram lançamentos neste ano e muitos deles são alguns dos melhores discos de 86.

O primeiro lançamento de Julho fica a cargo do TANKARD, com seu melhor disco: “Zombie Attack”, com petardos como "Zombie Attack", "Empty (Tankard)" e "Thrash 'till Death". Logo em seguida, mais precisamente em 4 de Julho, o FLOTSAM AND JETSAM lança seu disco “Doomsday for the Deceiver”, seguido de perto pelo QUIET RIOT, que no dia 6 de Julho lançaria o maravilhoso “QR III”. No dia seguinte foi a vez DAVID LEE ROTH lançar seu disco de estréia em carreira solo “Eat 'Em and Smile”, acompanhado por ninguém menos que Steve Vai e obter um sucesso estrondoso, especialmente em faixas como as insanas "Yankee Rose" e "Goin' Crazy!".

Em 12 de Julho, os alemães do DESTRUCTION lançam a obra-prima “Eternal Devastation”, eternizando clássicos como "Curse the Gods", "Life Without Sense" e "Eternal Ban". O álbum é considerado até hoje como um dos principais discos do Thrash Metal europeu. Este mesmo dia também ficou marcado pelo clássico show do QUEEN em Wembley, considerado como um dos melhores concertos de Rock da história.

Ainda teríamos em Julho o lançamento de “Rage for Order” do QUEENSRŸCHE, que precedeu o histórico “Operation: Mindcrime e do segundo álbum do MEGADETH, o clássico “Peace Sells... but Who's Buying?”, que marca a evolução da banda e a eleva ao nível de mega-banda. As principais músicas do disco (não necessariamente as melhores) são "Wake Up Dead", "Peace Sells" e "My Last Words".

O mês de Agosto foi totalmente Hard Rock, com o lançamento de “Night Songs” do CINDERELLA, “Look What the Cat Dragged In” do POISON (aquele mesmo da capa que parece capa de revista de cabeleireiro) e “Dancing Undercover” do RATT. Do lado totalmente oposto a este estilo tivemos ainda o lançamento de “Orgasmatron” do MOTÖRHEAD. Por fim, voltando ao Hard Rock, a 18 de Agosto os americanos do BON JOVI lançam o consagrado “Slippery When Wet”, onde foram gravados alguns de seus maiores sucessos, como "You Give Love a Bad Name", "Livin' on a Prayer" e "Wanted Dead or Alive". Este disco é considerado por muitos o melhor da banda e um dos mais influentes na história do Hard Rock.

O mês de Setembro de 1986 ficou e ficará na memória de qualquer Headbanger, mesmo os que não eram nascidos ainda. Este mês é marcado por uma das maiores fatalidades da história do Heavy Metal, a morte o baixista Cliff Burton, do METALLICA. A tragédia ocorreu durante uma turnê, enquanto a banda viajava pela Suécia. Segundo o motorista, o ônibus da banda havia derrapado no gelo acumulado na estrada e com isso capotado, Cliff foi jogado para fora do ônibus, que caiu por cima dele, matando-o. Apesar da tragédia, a banda logo voltaria para a estrada com o baixista Jason Newsted substituindo Burton.

O mês de Setembro ainda teve o lançamento de dois álbuns importantes: “Constrictor” de ALICE COOPER e o magnífico, mas subestimado, “Somewhere in Time” do IRON MAIDEN. O disco obteve excelente sucesso comercial, mas foi massacrado pela mídia e pelos fãs, que acusavam a banda de estar se tornando mais comercial devido ao uso de sintetizadores na gravação do álbum. Anos mais tarde esse se tornaria um dos muitos clássicos da Donzela.

Outubro foi o mês do Thrash/Death Metal, apenas com lançamentos acima da média, que se tornariam referências no estilo. Neste mês tivemos o NUCLEAR ASSAULT lançando o seu melhor disco, “Game Over”, o METAL CHURCH lançando “The Dark”, o POSSESSED lançando “Beyond the Gates” e por fim, um dos mais importantes discos da história do Thrash Metal, o influente “Reign in Blood” do SLAYER, classificado pela maioria dos fãs até hoje como o melhor disco da banda e presença carimbada no TOP 5 da maioria dos fãs de música pesada em geral. O disco é tão intenso e coeso que é quase impossível citar uma ou outra música, mas isso seria uma injustiça com as clássicas “Angel of Death” e “Raining Blood” que se tornaram verdadeiros hinos do Thrash Metal.

Como este ano foi marcado em especial por lançamentos de Thrash Metal, em Novembro não poderia ser diferente, com o lançamento de “Pleasure to Kill” do KREATOR, mais um marco na história do Thrash Metal europeu. Ainda tivemos em novembro o virtuosismo de YNGWIE MALMSTEEN em “Trilogy”, o lançamento de “Inside the Electric Circus” do W.A.S.P., “Awaken the Guardian” do FATES WARNING e o influente “Darkness Descends”, disparadamente o melhor disco do DARK ANGEL.

Por fim, sinto-me na obrigação de abrir um parágrafo apenas para falar da inclusão do Brasil na cena Heavy Metal mundial, com o lançamento de “Morbid Visions”, do SEPULTURA. Os irmãos Cavalera, acompanhados de Jairo Guedez na guitarra e Paulo Jr. no baixo, fariam história com o lançamento deste disco que colocaria o Brasil definitivamente na briga por um lugar ao sol nesta cena musical tão disputada. Este disco abriu muitas portas para o SEPULTURA, bem como para várias outras bandas brasileiras. Não existe nenhum verdadeiro hino neste disco (Talvez “Troops of Doom”), mas sua importância está no seu pioneirismo e na categoria dos músicos. Um lançamento histórico!

Ainda no Brasil, o ano de 1986 é marcado pelo lançamento de grandes clássicos do rock nacional: “Longe Demais das Capitais”, do ENGENHEIROS DO HAWAII, “Cabeça Dinossauro” dos TITÃS, “Dois” da LEGIÃO URBANA, “Selvagem?” dos PARALAMAS DO SUCESSO, “Vivendo e Não Aprendendo” do IRA, “Capital Inicial” do CAPITAL INICIAL e “Rádio Pirata Ao Vivo” do RPM.

Outros lançamentos importantes:
BEOWÜLF – “Beowülf”
BLACK 'N BLUE – “Nasty Nasty”
FASTWAY – “Trick or Treat”
HELSTAR – “Remnants of War”
MORTAL SIN – “Mayhemic Destruction”
KEEL – “The Final Frontier”
KICK AXE – “Rock the World”
LIZZY BORDEN – “The Murderous Metal Roadshow, Menace To Society”
TONY MACALPINE – “Edge Of Insanity”
RACER X – “Street Lethal”
R.E.M – “Lifes Rich Pageant”
SADUS – “D.T.P.”
SOUND BARRIER – “Speed of Light”
STRYPER – “To Hell with the Devil”
TAROT – “Spell of Iron”
TESLA – “Mechanical Resonance”
VINNIE VINCENT INVASION – “Vinnie Vincent Invasion”
WARLOCK – “True as Steel”

O ano de 1986 definitivamente está cravado a ferro e fogo na história da música pesada, sendo lembrado com saudosismo pelos que viveram e com nostalgia para aqueles que ouviriam as histórias sendo contatadas. Um ano que nunca será esquecido por Roqueiros e Headbangers.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Iron MaidenIron Maiden
Assista "The Book Of Souls: Live Chapter" na íntegra

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Bruce reclama de fã que não largava o smartphone durante o show

Cláudia LeiteCláudia Leite
Musa do Axé adora Led Zeppelin e Iron Maiden

Iron MaidenIron Maiden
16 fatos sobre o "Powerslave"

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Europe"0 acessosTodas as matérias sobre "Kreator"0 acessosTodas as matérias sobre "Destruction"0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"0 acessosTodas as matérias sobre "Candlemass"0 acessosTodas as matérias sobre "Tankard"0 acessosTodas as matérias sobre "Bon Jovi"0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"


BateristasBateristas
Celebrity Networth lista os trinta mais ricos do mundo

VozVoz
10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas (Parte I)

Futebol e rockFutebol e rock
As paixões de Harris, McCartney, Daltrey e outros

5000 acessosAgressividade: 21 caras que fizeram a história do rock pesado5000 acessosAustin Dickinson: ouça filho de Bruce em cover do Metallica5000 acessosHeavy Metal: 10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhos5000 acessosGN'R: Site diz que Axl já recusou centenas de milhões por reunião4835 acessosShagrath: Se eles assistem Dimmu Borgir no youtube, eu sinto pena5000 acessosAC/DC: Brian conta como fluidos comeram o seu ouvido por dentro

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 26 de outubro de 2016


Sobre Luis Fernando Ribeiro

Estudante de Programação de Computadores e Analista de sistemas. Fui apresentado ao Heavy Metal aos 14 anos, quando através do intermédio de um amigo, gravei algumas fitas do Metallica, Destruction e Blind Guardian.

Mais matérias de Luis Fernando Ribeiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online