Alice in Chains: Jerry Cantrell, genialidade sem virtuosismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Flávio Siqueira
Enviar correções  |  Comentários  | 


3671 acessosKurt Cobain: Com membros do AIC e Sepultura numa jam no Rio em 1993?5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

Um fato que sempre me chamou a atenção é a forma como alguns guitarristas prezam pela economia de notas, por uma melodia bem construída na qual cada nota é inserida em seu "devido lugar". Dentre tais guitarristas, podemos citar, por exemplo, David Gilmour e Eric Clapton. No entanto, quando se ouve o som pesado do Alice in Chains, o natural é que se espere solos em alta velocidade. E é aí que costumo pensar no quão genial é Jerry Cantrell: o cara provou que, para tocar numa banda recheada de riffs poderosos, não é necessário compor solos em rápido andamento.

Em "Dam That River", por exemplo, caberia perfeitamente um daqueles solos "à la" Zakk Wylde, mas o que se ouve é um solo comedido marcado em certo momento por bends uníssonos. Com Jerry Cantrell, "menos é mais". Claro que em alguns momentos da carreira ele compôs solos com certa velocidade, mas geralmente Cantrell escolhe cada nota de forma bastante inteligente; um guitarrista que consegue ser genial sem ser virtuose.

E, pra finalizar, um solo simples em lá menor, mas carregado de feeling:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 09 de fevereiro de 2013
Post de 20 de dezembro de 2015

Kurt CobainKurt Cobain
Com membros do AIC e Sepultura numa jam no Rio em 1993?

1542 acessosHeart: "As bandas de Seattle festavam direto na minha casa"2553 acessosAlice in Chains: "a canção Would é em homenagem a Andy Wood"1815 acessosAlice In Chains: "abençoados" por terem William DuVall1364 acessosL7: apresentação ao vivo na Rádio Cidade, antes perdida, ressurge0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alice In Chains"

Alice in ChainsAlice in Chains
Jerry Cantrell, genialidade sem virtuosismo

VíciosVícios
As 10 melhores músicas sobre drogas

SlayerSlayer
Kerry King revela seus 5 álbuns favoritos com guitarras

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Alice In Chains"

MirandaMiranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

DoorsDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

AngraAngra
A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída da banda

5000 acessosSeparados no nascimento: Lady Gaga e Eddie5000 acessosIron Maiden: conheça parte da equipe e dos parentes5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosSharon Osbourne: sexo oral em Principe Charles por título?5000 acessosMetallica: Alvo de críticas pesadas da banda Mogwai5000 acessosRod Stewart: intimidado pelo tamanho do pênis de outros rockstars

Sobre Flávio Siqueira

Nascido e criado em Brasília, aos 14 anos pegou emprestado um "The Best of" do Pink Floyd. O choque foi tão grande que resolveu aprender guitarra somente para executar o solo de "Time". De lá pra cá vem estudando guitarra e apreciando bandas de stoner, grunge e rock progressivo, além de muito blues e algumas coisas de jazz e música erudita. Atualmente toca guitarra numa banda que mescla influências de stoner, grunge e uma pitada de rock psicodélico.

Mais matérias de Flávio Siqueira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online