Neil Armstrong: homenagem ao astronauta falecido ontem

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Wikipedia
Enviar Correções  

Neil Alden Armstrong é o nome de um dos mais admirados homens do século 20. Outros 11 homens repetiram o seu feito, ou melhor dizendo, apenas 11 outros foram capazes de segui-lo e pisar no satélite que há milênios tem causado admiração e fantasia nos seres humanos: a Jaci de nossa mitologia indígena, a dita controladora de marés e do humor de muitas pessoas, o sol noturno, aquela que, quando cheia, transforma os licantropos em lobisomens, a Isil (ou Ithil) de Tolkien, a "Ua" do meu filho, João Daniel.

publicidade

E até hoje, ainda há quem conteste a veracidade dos fatos com teorias de conspiração que dariam um bom plot de hollywood. Mas, estas teorias eu prefiro não comentar.

Se hoje ainda nem planejamos uma ida às Fossas Marianas (o ponto mais baixo do oceano terrestre) e ainda ensaiamos timidamente a conquista de Marte com o Curiosity, que não é o primeiro Hover na superfície do planeta vermelho, mas é o que de melhor e mais avançado já foi feito até hoje nesta iniciativa, Neil Armstrong explorou a última fronteira (até agora) do nosso tempo, da geração de nossos pais e, muito possivelmente, da nossa.

publicidade

Antes dele, houve Gagarin, mandado ao espaço pela Rússia, ironicamente escolhido por ser "dispensável", precedido por uma cadela, Laika, enviada para morte certa, sem retorno. Retrocedendo ainda mais no tempo, temos os competidores pela Antártida, Amundsen e Scott (este que além de perder o posto de primeiro homem a pisar no polo sul ainda perderia a vida na tentativa) e o símbolo de resistência, Ernest Shackleton, e sua valente tripulação do Endurance (Nota: pesquise sobre este guerreiro. Vale a pena).

publicidade

Antes deles, os Colombos, Cabrais e Vespúcios, os fenícios, os primeiros homens a se lançar sobre o mar, o primeiro homem a sair de sua caverna.

Cada um desses indivíduos deu grandes passos. E em 25 de agosto de 2012, o coração do homem que, em suas palavras, deu um pequeno passo, mas um salto para a humanidade, parou de bater.

Segundo a Wikipedia, o colega de missão de Armstrong, Michael Collins, que não chegou a pisar na Lua, teve uma canção escrita em sua homenagem pelo JETHRO TULL, "Michael Collins, Jeffrey and Me", do disco "Benefit" (1970) fala dos sentimentos de um homem no cumprimento de seu dever, deixado para trás por outros dois (Armstrong e Buzz Aldrin) que tiveram o privilégio de andar na face da Lua e ele não.

publicidade

Para Armstrong, não sabemos de nenhuma homenagem em forma de música, mas, ainda assim, o homenageamos com algumas canções que falam de homens do espaço, como Armstrong, Aldrin e Collins, ou, direta ou indiretamente, falam do corpo celeste que o tornou imortal ou outras aventuras pelas estrelas. Adicione a esta lista qualquer música do HAWKWIND. Se você conhece mais alguma canção com temas como esse, fique a vontade para indicar nos comentários.

publicidade

SMASHING PUMPKINS - "Tonight Tonight" (Nota: o clipe tem como base o filme "Le Voyage dans la Lune", do também pioneiro cineasta Georges Méliès)

publicidade

NICK DRAKE - "Pink Moon"

publicidade

THE WHITE STRIPES - "White Moon"

ECHO & THE BUNNYMEN - "The Killing Moon"

DAVID BOWIE - "Starman"

ELTON JOHN - "Rocket Man"

R.E.M. - "Man on The Moon"

THE POLICE - "Walking on The Moon"

THE BYRDS - "Mr. Spaceman"

HARRY NILSSON - "Spaceman"

DAVID BOWIE - "Space Oddity"

THE BEATLES - "Across The Universe"

PINK FLOYD - "Interestelar Overdrive"

PINK FLOYD - "Astronomy Domine"

PINK FLOYD - "Set The Controls For The Heart of The Sun"

PINK FLOYD - "Eclipse"

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Zakk Wylde: foto do arsenal de guitarras do músicoZakk Wylde
Foto do arsenal de guitarras do músico

Pink Floyd: The Wall é uma obra de arte conceitualPink Floyd
The Wall é uma obra de arte conceitual


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin