Tradução - Dawn Of Victory - Rhapsody

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Caio Beraldo, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[LUX TRIUMPHANS]

"At the court of king Chaos
Only blood can write
Its own tragedy..."

Mighty warriors from the silver hills
March, all led by golden winds
Elves and trolls from holy mystic woods
Run through the last snow

He's now coming from the middle lands
Handling proud his magic sword
Glory, pride and honor ride with him
Burns the flame of north

They will all meet in the Kazar ruins
Not so far from Ancelot
In the temple of the fallen one
Their hope will be born...

Born from the ashes of ancient glory...
Born!

They all hail the mighty chosen one
Reaching the skies with their cry
They are ready to reach Ancelot
Arwald's calling loud...

"Glory ride with us!
Lux Triumphans!
Magic and steelgods
Lead us to a new dawn..."

[TRIUNFO DA LUZ]

"Na corte do rei Caos
Apenas o sangue pode escrever
Sua própria tragédia..."

Guerreiros poderosos das colinas de prata
Marcham, guiados pelos ventos dourados
Elfos e trolls das florestas sagradas e místicas
Correm através da última nevasca

Ele está vindo agora das terras centrais
Segurando com orgulho sua espada mágica
Glória, orgulho e honra cavalgam com ele
Queimam a chama do norte

Eles irão se encontrar nas ruínas de Kazar
Não muito longe de Ancelot
No templo daquele que caiu
Suas esperanças nascerão...

Nascerá das cinzas de uma glória antiga...
Nascerá!

Todos eles saúdam o poderoso escolhido
Alcançando os céus com seus lamentos
Eles estão prontos para chegar a Ancelot
Arwald está chamando alto...

"Glória, cavalgue conosco!
Triunfo da luz!
Magia e deuses de aço
Nos conduz a um novo amanhecer

[DAWN OF VICTORY]

Fire is raging on the battlefield
While Arwald is fighting
The war of the kings
The army of Dargor
The thunder, the storm...
So people are calling
The brave and his sword
No time left to save
The wise throne!

Shades of a past
Not so far to forget...
The rise of the demons
From their bloody hell!
So come mighty warrior
To light the lost hope
For Tharos the dragon
And your cosmic soul...
Now handle your emerald sword!

For Ancelot
The ancient cross of war
For the holy town of gods
Gloria, gloria perpetua
In this dawn of victory

The ride of the dead
And their practice of pain
Is pounding in him as a terrific quake
You're closer and closer
Now follow their smell
With your holy armour
The steel in your hand
Fly angel of bloody revenge!

For Ancelot
The ancient cross of war
For the holy town of gods
Gloria, gloria perpetua
In this dawn of victory

Tragic and furious
The clash of the steel of the gods
And so magic the power,
The sword in his valorous hands
Oceans of fire are blasting
The throne of the demons
And from distant red skies
The thunders are calling his name
The name of the master of pain!

For Ancelot
The ancient cross of war
For the holy town of gods
Gloria, gloria perpetua
In this dawn of victory

[AMANHECER DA VITÓRIA]

O fogo arde no campo de batalha
Enquanto Arwald está lutando
A guerra dos reis
O exército de Dargor
O trovão, a tempestade...
Então pessoas estão chamando
O valente e sua espada
Não há mais tempo para salvar
O trono sábio!

Sombras de um passado
Não tão distante para esquecer...
A ascensão dos demônios
De seu inferno sangrento
Então venha guerreiro poderoso
Acender a esperança perdida
Por Tharos o dragão
E sua alma cósmica...
Agora empunhe sua espada de esmeralda

Por Ancelot
A antiga cruz da guerra
Pela cidade sagrada dos deuses
Glória, glória eterna
Neste amanhecer da vitória

A cavalgada dos mortos
E sua prática da dor
Está atingindo-o como um terrível terremoto
Você está cada vez mais próximo
Agora siga seu cheiro
Com sua armadura sagrada
O aço em sua mão
Voe anjo da vingança sangrenta!

Por Ancelot
A antiga cruz da guerra
Pela cidade sagrada dos deuses
Glória, glória eterna
Neste amanhecer da vitória

Trágico e furioso
O encontro do aço dos deuses
E também da magia, do poder
A espada em suas mãos valorosas
Oceanos de fogo estão explodindo
O trono dos demônios
E de um céu vermelho distante
Os trovões estão chamando seu nome
O nome do mestre da dor

Por Ancelot
A antiga cruz da guerra
Pela cidade sagrada dos deuses
Gloria, glória perpétua
Neste amanhecer da vitória

[TRIUMPH FOR MY MAGIC STEEL]

Flies to where old dragons are lying
The cry for the triumph for my magic sword
Burns the pride of my mighty conscience
While rises the scepter
Of our wise lord
So thunder and storm
The rage of the sword
The fury of my war
The axe of the dwarf
The blood on the stone
The scream for the eternal

Rage in the wind
At the triumph for my magic steel
You will taste the blade
Of the ancient sword... and
Rage in the wind
At the triumph for my magic steel
Led by hundreds of mighty
And fallen lords

Dead, laments and unholy sorrow
The heads of the fallen
Are staining the snow
May this be the last hated cruel war
I'm looking at my skies but they answer not!
So thunder and storm
The rage of the sword
The fury of my war
The axe of the dwarf
The blood on the stone
The scream for the eternal

Rage in the wind
At the triumph for my magic steel
You will taste the blade
Of the ancient sword... and
Rage in the wind
At the triumph for my magic steel
Led by hundreds of mighty
And proudly fallen brave lords

Old cathedrals dusty graves
Where nest the seeds of holy victory
Blood from old crypts gushing out
To drown the deadly cosmic enemy
Steel all around for the king and his crown
Winds of the dawn are caressing us all...
Ancelot smiles at the knights' epic cry
Thanks to the old and their emerald sword
The kingdom is now
Hailing the triumph over Dargor
And he the man from Loregard
He stands in front of all... of all!

[TRIUNFO PARA MEU AÇO MÁGICO]

Voa para onde estão os velhos dragões
O grito pelo triunfo de minha espada mágica
Queima o orgulho de minha poderosa consciência
Enquanto ergue o cetro
De nosso sábio senhor
Então trovão e tempestade
A ira da espada
A fúria de minha guerra
O machado do anão
O sangue na pedra
O grito pelo eterno

Fúria ao vento
No triunfo para meu aço mágico
Você irá provar da lâmina
Da espada antiga... e
Fúria ao vento
No triunfo para meu aço mágico
Guiado por centenas de poderosos
E senhores caídos

Mortos, lamentos e mágoa profana
As cabeças dos caídos
Estão manchando a neve
Esta pode ser a última guerra cruel
Eu olho para os céus mas eles dizem não!
Então trovão e tempestade
A ira da espada
A fúria de minha guerra
O machado do anão
O sangue na pedra
O grito pelo eterno

Fúria ao vento
No triunfo para meu aço mágico
Você irá provar da lâmina
Da espada antiga... e
Fúria ao vento
No triunfo para meu aço mágico
Guiado por centenas de poderosos
E orgulhosamente caídos senhores

Velhas catedrais, tumbas empoeiradas
Onde ficam as sementes da vitória sagrada
Sangue saindo das velhas criptas
Para afogar o inimigo cósmico mortal
Aço em toda parte para o rei e sua coroa
Ventos do amanhecer acariciam a todos nós
Ancelot sorri ao brado épico do cavaleiro
Obrigado ao velho e sua espada esmeralda
O reino está agora
Saudando o triunfo sobre Dargor
E o homem de Loregard
Está na frente de todos... de todos!

[THE VILLAGE OF DWARVES]

The dwarves of Lork
Are showing all their honour
When you walk
On the Gandor secret hill

The dance for fire and wind
And the stories about old kings
Are pleasing our brave lords
Down in the village of dwarves

The elves are playing
Under timeless willows
While blue and red paint
All my beloved land

The dance for fire and wind
And the stories about old kings
Are pleasing our brave lords
Down in the village of dwarves

The eagle's eye
Is hiding something tragic
But in this night
The red wine rules in me

The dance for fire and wind
And the stories about old kings
Are pleasing our brave lords
Down in the village of dwarves

And all night long me Arwald and Aresius
We speak, we laugh, we honor our king

The dance for fire and wind
And the stories about old kings
Are pleasing our brave lords
Down in the village of dwarves

And time has come now to ride
Before the end of the night
The march of the swordmaster
To the unholy fight

[A VILA DOS ANÕES]

Os anões de Lork
Estão mostrando toda a sua honra
Quando você anda
Na colina secreta de Gandor

A dança pelo fogo e vento
E as histórias sobre velhos reis
Estão agradando nossos bravos senhores
Na vila dos anões

Os elfos estão tocando
Sob salgueiros perenes
Enquanto de azul e vermelho pintam
Toda a minha amada terra

A dança pelo fogo e vento
E as histórias sobre velhos reis
Estão agradando nossos bravos senhores
Na vila dos anões

O olho da águia
Está escondendo algo trágico
Mas nesta noite
O vinho tinto manda em mim

A dança pelo fogo e vento
E as histórias sobre velhos reis
Estão agradando nossos bravos senhores
Na vila dos anões

E por toda a noite eu, Arwald e Aresius
Conversamos, rimos, honramos nosso rei

A dança pelo fogo e vento
E as histórias sobre velhos reis
Estão agradando nossos bravos senhores
Na vila dos anões

E chegou a hora de cavalgarmos
Antes do fim da noite
A marcha do mestre de espadas
Até a luta profana

[DARGOR, SHADOWLORD]
[OF THE BLACK MOUNTAIN]

Mighty and brave is the fighter of shade
He's prince of the darklands...
Dargor his name
Adopted by Vankar, old wizard of Helm
Disciple of evil he twisted his brain

Fire burns between pride and honour
Steel wild pounds
In his dragonheart
Face to face with the cult of evil
Prince of lands of the darkest dream

We sing to the wind the legend of the kings
To spread our heart
To the kingdom of dust
Where heroes are lost
Where's reigning the shadowlord

Power and glory but for the wrong side
For his tragic past
He disowned the sunlight
But Akron knows well
All the truth of that day
He needs him as fighter
A warrior so brave

Fire burns between pride and honour
Steel wild pounds
In his dragonheart
Face to face with the cult of evil
Prince of lands of the darkest dream

We sing to the wind the legend of the kings
To spread our heart
To the kingdom of dust
Where heroes are lost,
Where's reigning the shadowlord

[DARGOR, SENHOR DAS SOMBRAS]
[DA MONTANHA ESCURA]

Poderoso e corajoso é o lutador da sombra
Ele é o príncipe das terras escuras...
Dargor é seu nome
Adotado por Vankar, velho mago de Helm
Discípulo do mal, ele perverteu sua mente

O fogo queima entre o orgulho e a honra
O aço selvagem bate
Em seu coração de dragão
Cara a cara com o culto do mal
Príncipe das terras do sonho mais obscuro

Nós cantamos para o vento a lenda dos reis
Para espalhar nosso coração
Para o reino do pó
Onde os heróis estão perdidos
Onde está reinando o senhor da sombra

Poder e glória mas para o lado errado
Por seu trágico passado
Ele recusou a luz do sol
Mas Akron sabe bem
Toda a verdade daquele dia
Ele precisa dele como um lutador
Um guerreiro bastante corajoso

O fogo queima entre o orgulho e a honra
O aço selvagem bate
Em seu coração de dragão
Cara a cara com o culto do mal
Príncipe das terras do sonho mais obscuro

Nós cantamos para o vento a lenda dos reis
Para espalhar nosso coração
Para o reino do pó
Onde os heróis estão perdidos
Onde está reinando o senhor da sombra

[THE BLOODY RAGE OF THE TITANS]

Between my trees the unicorn runs
From the highest mountains the water falls
Flowers and plants now caress my eyes
Along these holy valleys
Kissed by light
And I am victim of this spell
Wonderful symphony of enchanted lands...

The whisper of spring
Is now carried by winds
The winds from the land of the fire
Where peace is a gift
From the king of the kings
It seems so strongly unreal... unreal!

Dragons and demons beware!
It's the rage of the titans...
Is the titans' bloody rage!
Warlords and steelgods beware!
It's the rage of the titans...
Is the titans' bloody rage!

The oak, my sister, smiles at the sun
Now free from the weight of winter
The eagles fly from mountain to mountain
Enchanting my heart... brave heart!

Dragons and demons beware!
It's the rage of the titans...
Is the titans' bloody rage!
Warlords and steelgods beware!
It's the rage of the titans...
Is the titans' bloody rage!

[A FÚRIA SANGRENTA DOS TITAS]

Entre minhas árvores o unicórnio corre
Das montanhas mais altas a água cai
Flores e plantas agora acariciam meus olhos
Ao longo destes vales sagrados
Beijados pela luz
E eu sou vítima deste feitiço
Maravilhosa sinfonia das terras encantadas

O sussurro da primavera
É agora carregado pelos ventos
Os ventos da terra do fogo
Onde a paz é uma dádiva
Do rei dos reis
Parece tão fortemente irreal... irreal!

Dragões e demônios, cuidado!
É a fúria dos titãs...
É a fúria sangrenta dos titãs!
Guerreiros e deuses da espada, cuidado!
É a fúria dos titãs...
É a fúria sangrenta dos titãs!

O carvalho, minha irmã, sorri para o sol
Agora livre do peso do inverno
As águias voam de montanha em montanha
Encantando meu coração... bravo coração!

Dragões e demônios, cuidado!
É a fúria dos titãs...
É a fúria sangrenta dos titãs!
Guerreiros e deuses de aço, cuidado!
É a fúria dos titãs...
É a fúria sangrenta dos titãs!

[HOLY THUNDERFORCE]

Face me evil bastard
Smell the hate of angels
Glory, pride and bloodshed
Cowards and beholders
Rapers of my wisdom
Mix of dust and bones
Go back to your abyss
Algalord will not fall
But your heads will soon roll
Test the blade of heroes
Fury of the thunder
Hit my golden shield

So we'll fight against the wind
For the glory of the kings
To defeat the evil enemies
And we'll ride with our lord
For the power and the throne
In the name of holy thunderforce

Arwald and Aresius
With the nordic warrior
On their way to Hargor
Chaos and oblivion
Turmoil and disorder
Will have now their name
The last fallen heroes
Will defeat your forces
Thousand spirits calling
On the furthest mountain
I will see your fire
Quenched by holy frost!

So we'll fight against the wind
For the glory of the kings
To defeat the evil enemies
And we'll ride with our lord
For the power and the throne
In the name of holy thunderforce

[FORÇA SAGRADA DO TROVAO]

Encare-me, bastardo maligno
Sinta o cheiro do ódio dos anjos
Glória, orgulho e derramamento de sangue
Covardes e observadores
Estupradores de minha sabedoria
Mistura de poeira e ossos
Volte para seu abismo
Algalord não cairá
Mas suas cabeças rolarão em breve
Teste a lâmina dos heróis
Fúria do trovão
Atinge meu escudo dourado

Então nós lutaremos contra o vento
Pela glória dos reis
Para derrotar os inimigos malignos
E nós cavalgaremos com nosso senhor
Pelo poder e pelo trono
Em nome da força sagrada do trovão

Arwald e Aresius
Com o guerreiro nórdico
Em seu caminho para Hargor
Caos e esquecimento
Tumulto e desordem
Agora terão seu nome
Os últimos heróis caídos
Derrotarão suas forças
Mil espíritos chamando
Na montanha mais distante
Eu verei seu fogo
Extinto pela geada sagrada!

Então nós lutaremos contra o vento
Pela glória dos reis
Para derrotar os inimigos malignos
E nós cavalgaremos com nosso senhor
Pelo poder e pelo trono
Em nome da força sagrada do trovão

[TROLLS IN THE DARK]

(Instrumental)

[TROLLS NA ESCURIDAO]

(Instrumental)

[THE LAST WINGED UNICORN]

The seven red flames of the cave
Are lightning the horrible torture
Constricted to see he regrets
To have had the life from his god
Airin sheds black tears
Supporting the terrible rape
The fury of the sons of the thunder
Is breaking the mystical chain

Arwald falls so to his knees
While Akron the black king is laughing
The princess falls down on the stones
With no breath of life anymore
May your ambition lead you
To the unholy name
So my soul
Will fight you forever
In one of the many new hells

From the holy sea of golden flames
Flies the last winged unicorn
With its magic breath of innocence
Rising to the crystal throne

Skies are spitting holy fire
Wisdom cries and deadly whispers flow
Flow down to silent mystic shores
Shores of spirits thirst for vengeance
Waiting for their holy crystal gate
Gate to the sunny holy lands

"Lands of a timeless world...
An enchanted timeless world like no other...
There were magic flowers
Paint the cosmic landscape
And no one knows the word... pain!"
Tears of blood and sadness
Formed the wonderful silent lake
Swans and birds in water games
Will call Airin's name... her name!

And now is the time to decide
On a way to escape from the cavern
The old silver chains on the wall
Are now also trapping their souls
Airin my princess
I can not endure all my pain
But I swear to you on my proud name...
You'll open the mystical gate!

From the holy sea of golden flames
Flies the last winged unicorn
With its magic breath of innocence
Rising to the crystal throne

[O ÚLTIMO UNICÓRNIO ALADO]

As sete chamas vermelhas da caverna
Estão iluminando a horrível tortura
Comprimido para vê-lo se arrepender
Por ter tido a vida de seu deus
Airin derrama lágrimas negras
Suportando a terrível violação
A fúria dos filhos do trovão
Está quebrando a corrente mística

Arwald cai de joelhos
Enquanto Akron, o rei negro, está rindo
A princesa cai sobre as pedras
Sem mais nenhum sopro de vida
Talvez sua ambição o leve
Até o nome profano
Então minha alma
Irá combatê-lo para sempre
Em um dos muitos novos infernos

Do mar sagrado de chamas douradas
Voa o último unicórnio alado
Com seu sopro mágico de inocência
Erguendo-se até o trono de cristal

Os céus estão cuspindo fogo sagrado
Gritos de sabedoria e sussurros mortais fluem
Fluem até praias silenciosas e místicas
Praias de espíritos sedentos por vingança
Esperando por seu portão de cristal sagrado
Portão para as terras sagradas e ensolaradas

"Terras de um mundo imortal...
Um mundo encantado como nenhum outro...
Lá havia flores mágicas
Pinte a paisagem cósmica
E ninguém conhece a palavra... dor!"
Lágrimas de sangue e tristeza
Formaram um maravilhoso lago silencioso
Cisnes e pássaros brincando na água
Chamarão o nome de Airin... o nome dela!

E agora é hora de decidir
Um modo de escapar da caverna
As velhas correntes prateadas na parede
Agora também estão prendendo suas almas
Airin minha princesa
Eu não posso suportar toda a minha dor
Mas eu juro a você em meu nome orgulhoso...
Você abrirá o portão místico!

Do mar sagrado de chamas douradas
Voa o último unicórnio alado
Com seu sopro mágico de inocência
Erguendo-se até o trono de cristal

[THE MIGHT RIDE]
[OF THE FIRELORD]

Cruel Akron bloody bastard
I now spit on you
You can turn my bones to black ash
But I'll move the moon
I will light your evil kingdom
And your heart will burn in flames
Mutilated or dismembered
We'll soon rise
To eat your brain
You will pay for your victims
And for Airin's bloody rape
For Arwald my dear friend
And all my crying wasted land
I call the rage of my dead
I call the black angels' tears

Also Dargor can't endure all...
Goes out from the cave
While the demons take the hero
For their tragic game
Gods of earth save me from madness
From these rites of total shame
While descending in the red flame
Arwald dies but not in vain
They will pay for this nightmare
For the symphony of pain
For Airin, my dead friend
And all my crying wasted land
I call the Tharos' fire
I call the thunder roar

Raise your voice and ride all
Ride all brave
Raise your sword to the sky
And sing the epic symphony
For the mighty and proud firelord

Arwald's acid broke
The silver chains
Before his very last breath
Akron laughing really doesn't know
What now waits for him...
Gods are raging
Leading my red steel
Heads and limbs are falling down
It's in me the mystic messenger
Bringer of revenge
"Black angel, I call you!
King Chaos is raging
In the torment of my heart...
I call the holy earthquake
To end this bloody hell!"
Gods are raging
Leading my red steel
Heads and limbs are falling down
It's in me the mystic messenger
Bringer of revenge
While she comes, beloved sunlight

On the river known as Aigor
Our hero found his way
All the demons desperately
Search for him now but in vain
They will pay for this nightmare
For the symphony of pain
For Airin, my dead friend
And all my crying wasted land
I call the Tharos' fire
I call the thunder roar

Raise your voice and ride all
Ride all brave
Raise your sword to the sky
And sing the epic symphony
For the mighty and proud firelord

[A PODEROSA CAVALGADA]
[DO SENHOR DO FOGO]

Akron cruel, bastardo sangrento
Eu agora cuspo em você
Você pode transformar meus ossos em cinzas
Mas eu moverei a lua
Eu iluminarei seu reino maligno
E seu coração queimará em chamas
Mutiladas ou desmembradas
Nós em breve nos ergueremos
Para comer os seus miolos
Você irá pagar por suas vítimas
E por ter violentado Airin
Por Arwald meu caro amigo
E toda a minha terra devastada em choro
Eu invoco a ira dos meus mortos
Eu invoco as lágrimas do anjo negro

Também Dargor não pode suportar tudo...
Sai da caverna
Enquanto os demônios pegam o herói
Para seu jogo trágico
Deuses da terra salvem-me da loucura
Destes rituais de total vergonha
Enquanto descendendo da chama vermelha
Arwald morre mas não em vão
Eles irão pagar por este pesadelo
Pela sinfonia da dor
Por Airin, meu amigo morto
E toda a minha terra devastada em choro
Eu invoco o fogo de Tharos
Eu invoco o estrondo do trovão

Erga sua voz e cavalguem todos
Cavalguem todos os corajosos
Ergam suas espadas para o céu
E cantem a sinfonia épica
Pelo poderoso e orgulhoso senhor do fogo

O ácido de Arwld rompeu
As correntes de prata
Antes de seu último suspiro
Akron, rindo, realmente não sabe
O que agora espera por ele...
Deuses enfurecidos
Guiando meu aço vermelho
Cabeças e membros então caindo
Em mim está o mensageiro místico
O portador da vingança
"Anjo negro, eu o invoco!
O rei Caos está enfurecido
No tormento de meu coração...
Eu chamo pelo terremoto sagrado
Para acabar com este inferno sangrento!"
Deuses enfurecidos
Guiando meu aço vermelho
Cabeças e membros então caindo
Em mim está o mensageiro místico
O portador da vingança
Enquanto ela vem, amada luz do sol

No rio conhecido como Aigor
Nosso herói encontrou seu caminho
Todos os demônios desesperadamente
Procuram por ele agora em vão
Eles irão pagar por este pesadelo
Pela sinfonia da dor
Por Airin, meu amigo morto
E toda a minha terra devastada em choro
Eu invoco o fogo de Tharos
Eu invoco o estrondo do trovão

Erga sua voz e cavalguem todos
Cavalguem todos os corajosos
Ergam suas espadas para o céu
E cantem a sinfonia épica
Pelo poderoso e orgulhoso senhor do fogo

RHAPSODY:

Fabio Lione - Vocais
Alex Staropoli - Teclados, vozes
Luca Turilli - Guitarra, vozes
Alessandro Lotta - Baixo
Alex Holzwarth - Bateria
+
Robert Hunecke-Rizzo - Vocais
Thomas Rettke - Vocais
Michael Rodenberg (Miro) - Vocais
Cinzia Hunecke-Rizzo - Vocais
Florinda Klevisser - Vocais
Constanze Backes - Vozes
Laurence Vanryne - Vozes
Maggie Ardorf - Violino
Nadja Bellir - Vozes

Produzido por Sascha Paeth e Miro




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Rhapsody"


Rhapsody: o metal melódico sinfônico da banda italiana (vídeo)Rhapsody: o ápice da primeira fase no brilhante Dawn of VictoryTurilli-Lione Rhapsody: banda anuncia quatro shows no Brasil em 2020

Rhapsody: não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca TurilliRhapsody
Não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca Turilli

Rhapsody: o Angra reabriu as portas do metal, diz Luca TurilliRhapsody
O Angra reabriu as portas do metal, diz Luca Turilli

Heavy Metal: clipes de metal que marcaram uma geraçãoHeavy Metal
Clipes de metal que marcaram uma geração


Brian May: eu não sabia que Freddie era GayBrian May
"eu não sabia que Freddie era Gay"

Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritasMetallica
Hetfield elege as suas dez músicas favoritas

Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Fotos de Infância: Janis JoplinFotos de Infância
Janis Joplin

Fotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron MaidenFotos de Infância
Bruce Dickinson, do Iron Maiden

Nikki Sixx: ele não se lembra de estupro em livro, que pode ter partes inventadasNikki Sixx
Ele não se lembra de estupro em livro, que pode ter partes inventadas

Phil Anselmo: Pouco se fudendo se o Pantera vai se reunirPhil Anselmo
Pouco se fudendo se o Pantera vai se reunir


Sobre Caio Beraldo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Caio Beraldo no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336