Resenha - Massacration (Bar Opinião, Porto Alegre, 12/08/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Logo que surgiu no programa de humor "Hermes e Renato" da MTV, o Massacration virou mania nacional. Mesmo no canal que era especializado em música, não se via o som pesado na programação. Os atores do programa eram fãs de heavy metal e visto que tiravam sarro de tudo, o estilo de música favorito deles não ficou de fora, sendo uma das poucas maneiras do estilo receber visibilidade pela emissora. Tudo começou com pequenos vídeos com músicas satirizando o estilo, seja na letra, nas roupas ou no estilo de Detonator para cantar. A brincadeira deu tão certo que mais adiante gravaram os discos "Gates of Metal Fried Chicken of Death" (2005) e "Good Blood Headbangers" (2009) e inclusive excursionaram pelo país. Agora, o Massacration está com a "Metal Milf World Tour" (apenas no Brasil), e a passagem em Porto Alegre aconteceu no clássico bar Opinião.

Massacration: Tosco, politicamente incorreto e absurdamente engraçadoFotos de Infância: Cradle Of Filth

Ao apagar das luzes, o primeiro a subir ao palco foi o personagem Boça (vivido pelo ator Felipe Torres, que teve outras aparições no decorrer do show). Boça disse que teria uma boa e uma má notícia. A boa é que ele teria sido contratado para apresentar a banda e contar algumas anedotas. A má é que o show atrasaria 2 horas, pois a banda estaria na boate "Gruta Azul". No maior estilo Kenny G, Boça pegou um saxofone. Enquanto tocava, apareceu o Joselito Sem-Noção (pelo ator Adriano Pereira, que é também o guitarrista Headmaster), deu uma pancada no Boça, assumiu o microfone e chamou o Massacration para o palco.

O teatro heavy metal entrou em ação com Detonator (vocais, por Bruno Sutter), Metal Avenger (baixo, por Marco Antonio Alves) e os mascarados El Muro (baixo) e El Perro Loco (bateria, por Ricardo Confessori, ex- Shaman e Angra). A primeira do repertório foi "Metal is the Law", após ela Detonator disse: "Boa noite Porto Alegre. Somos a banda da galera. Vocês terão uma noite de muitos clássicos. Caso vocês queiram aprender inglês, as nossas músicas ensinam". Apresentou "Metal Milkshake" que teve a participação de Michael Jackson dançando no meio da música, onde o grupo tocou um trecho de "Beat It". Antes de "The Mummy", Detonator disse que a música se trata de um amigo que foi mumificado há 2 mil anos, e agora ele só quer vingança, só quer transar, gerando gargalhadas gerais.

Nesse momento apareceu Headmaster, comentando que o seu atraso foi em função do trânsito de Porto Alegre. Detonator aproveitou a situação e apresentou os seus colegas de banda, mencionando o upgrade que Metal Avenger recebeu, saindo do baixo e assumindo as guitarras principais. Detonator proporcionou uma homenagem ao ex-guitarrista Blondie Hammet, que deixou de existir junto com o ator que o representava, Fausto Fanti, gerando muitos aplausos por parte da plateia.

Para introduzir "Cereal Metal", Detonator mencionou os headbangers desnutridos, que chegam cedo na fila de show, não comem nada, entram em coma alcoólico por beberem demais e acabam não assistindo aos shows (fato extremamente comum). Ao término da canção o volume foi sendo diminuído e os músicos se atirando no palco. Então Detonator disparou, dizendo que o Massacration é a única banda que faz "fade out" ao vivo.

Um dos amigos de Detonator subiu no palco e disse que ele estava cantando muito mal. O amigo (personagem de Felipe Torres), chamou um garçom (interpretado por Franco Fanti), e como se estivessem em um bar encenaram a música que fala sobre traição, "The Bull". "Quem bater palma receberá uma maldição", disse Detonator. O público inteiro bateu palmas, e o frontman noticiou que todos perderiam os seus dentes. "Metal Dental Destruction" foi executada, com a participação de um dentista escroto correndo atrás de Detonator, para arrancar os seus dentes.

O vocalista teve a ideia de ir para a boate "Gruta Azul", mas algum fã mencionou outra boate, a "Tia Carmen". Detonator falou que todos iriam de ônibus, perguntou o valor da passagem, e ao saber que está custando R$4,05 disse que é mais barato ir para a terra do metal. "A passagem era R$1,00, porém com o reajuste está custando R$1,25", disse o filho do Deus Metal. Essa cena introduziu "Let's Ride to the Metal Land (The Passage Is R$1,00) " que teve a participação especial de Roberto Carlos distribuindo flores.

O irmão de Blondie Hammet esteve presente também, Red Head Hammet (por Franco Fanti, irmão verdadeiro de Fausto), encenou e ajudou nos vocais das canções seguintes. Detonator pediu para que 7 meninas subissem ao palco, porém subiram mais do que isso e ainda um menino como intruso, que foi ridicularizado o tempo inteiro. O líder do grupo pediu para que elas cantassem "lindo, tesão, bonito e gostosão" após o refrão. O seu pedido deu certo e ele agradeceu as Massacretes pela participação. Antes da última menina sair, Detonator perguntou a sua idade e perguntou a respeito de sua mãe, ele estava falando de "Metal Milf" que contou com outro convidado especial, Defecator (Fredi Chernobyl, guitarrista da Comunidade Nin-Jitsu) que ficou junto do Massacration até o final da apresentação.

As músicas finais foram os clássicos "Metal Massacre Attack (aruê, aruô) ", aquela primeira música que apareceu no programa "Hermes e Renato" e "Metal Bucetation", com Detonator anunciando que seria um final estupendo, pedindo para a plateia erguer as mãos e fazer o símbolo que dá nome a música.

De um modo geral, uma ótima apresentação, onde o grupo conseguiu misturar o humor e o heavy metal em uma fantasia que se tornou uma grande festa. O público esteve maior do que em diversos shows de bandas renomadas, lotando o bar Opinião. Pessoas de todas as idades estavam presentes, desde os velhos fãs de "Hermes e Renato", até jovens que não tiveram a oportunidade de vivenciar os programas na TV. Para fechar o evento, a clássica foto da banda com o público.

Set-list completo:

Metal Is the Law
Metal Milkshake
The Mummy
Cereal Metal
Metal Glu-Glu
The Bull
Metal Dental Destruction
Let's Ride to the Metal Land (The Passage Is R$1,00)
Evil Papagali
Massacration
Metal Milf
Metal Massacre Attack (Aruê Aruô)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Massacration"Todas as matérias sobre "Detonator"


Resenha - Massacration (Bar Opinião, Porto Alegre, 16/10/2019)Resenha - Massacration (Bar Opinião, Porto Alegre, 16/10/2019)
Resenha - Massacration (Bar Opinião, Porto Alegre, 16/10/2019)

Massacration: dois shows no final de semana do rock

Massacration: um Steel Panther mais afetado, diz site gringoMassacration
Um Steel Panther mais afetado, diz site gringo

Andre Matos: Fotos raras e inéditas, fazendo cosplay de DetonatorAndre Matos
Fotos raras e inéditas, fazendo cosplay de Detonator

Hermes & Renato: Unidos com Bruno Sutter, Comitiva e o Caralho a QuatroHermes & Renato
Unidos com Bruno Sutter, Comitiva e o Caralho a Quatro


Fotos de Infância: Cradle Of FilthFotos de Infância
Cradle Of Filth

Teoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?Teoria da Conspiração
Slipknot troca membros em shows ao vivo?

Eddie Van Halen: Eddie Van Halen
"Eruption foi um acidente"

Papai Truezão: astros do Heavy Metal em fotos com seus filhosSaúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroBobbie Brown: a vida mundana e devassa da musa mor do hard rockQueen: Bowie, Mercury e a história de Under Pressure

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336