Trivium: muita energia e pescoços quebrados em Brasília

Resenha - Trivium (Ginásio Nilson Nelson, Brasília, 07/09/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Brandão
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Como todos sabem, a banda estadunidense TRIVIUM, realiza sua primeira turnê na América do Sul e consequentemente no Brasil. O primeiro show foi realizado em Brasília, com muita energia e pescoços quebrados.

118 acessosTrivium: vocal faz cover para "If I Could Turn Back Time", de Cher5000 acessosAvenged Sevenfold: "The Rev" dizia que não passaria dos 30

Marcado para as 0h10, o show da banda de abertura SLOW BLEEDING, terminou mais cedo do que o programado. O show do TRIVIUM, marcado para às 1h10 começou conforme o programado.

As luzes se apagaram, fazendo com que o público todo gritasse com todas as suas forças: ''TRIVIUM! TRIVIUM!''. Quando começa a tocar ''Capsizing The Sea'', a intro do show, os gritos foram mais intensos ainda, a espera havia acabado, o show do TRIVIUM ia começar. Logo após a intro, a banda entra no palco e logo pede a ajuda do público para cantar a primeira frase em solo brasileiro, e começam a tocar a energética música ''In Waves'', levando o público ao delírio. A banda estava bem animada, ao término de ''In Waves'', o vocalista MATT HEAFY arriscou algumas palavras em português como: ''E aí Brasília!'' e depois voltou ao inglês pedindo a força total do público para o show inteiro.

Logo após as duas primeiras músicas e o pedido do vocalista, foi anunciado que seria tocada uma música de um dos melhores álbuns do TRIVIUM, ''Ascendancy'' ''Pull Harder on The Strings of Your Martyr'' que junto com ''Rain'' levou o público ao delírio com muito peso. Influenciado diretamente pelo thrash metal, naquele momento o TRIVIUM fazia história.

A próxima música, ''Down From The Sky'' conseguiu agitar mais ainda, pois é do álbum ''Shogun'', preferido de muitos presentes no show. Após essa música, voltaram ao álbum ''In Waves'' tocando a música ''Built to Fall'', MATT HEAFY pediu para que o público cantasse junto com ele o refrão, e a cada música, pedia mais ainda a atuação do público no show, cantando, pulando e gritando.

Depois, viriam três músicas cheias de peso pra fazer a roda de mosh girar mais rápido: ''The Deceived'', ''Dusk Dismantled'' e ''Detonation''. Todas fizeram a roda de mosh girar mais rápido. Um momento especial estaria por vir, tocar uma música do primeiro álbum ''Ember To Inferno'', tocando a faixa-título ''Ember To Inferno'', onde apareciam trechos com vocais limpos e o público do Ginásio Nilson Nelson inteiro cantou junto.

Com ''Like Light To The Flies'' a banda adicionou mais peso ao show. Tocando ''Caustic Are The Ties That Blind'' a banda mesclou peso com vocais limpos e melodias mais limpas, deixando o público cantar em forma uníssona esses trechos.

Após o momento ''menos pesado'', a banda retornou ao peso total tocando ''A Gunshot to the Head of Trepidation'' e ''Torn Between Scylla An Charybdis'', essa última do álbum ''Shogun'', onde um homem do meu lado gritava desesperadamente para tocarem outra música do ''Shogun'', seu pedido foi atendido. E pra fechar o show (infelizmente), a música ''Leaving This World Behind''.

A banda TRIVIUM fechou seu magnífico show, cheio de muito peso, energia e alegria. A banda está promovendo um pequeno concurso, qual país será o melhor da turnê, pelo show em Brasília, eles acham que o Brasil será o melhor e deram uma pequena pista de que voltarão em breve.

SETLIST:

Intro - Capsizing The Sea
1. In Waves
2. Pull Harder on the Strings of Your Martyr
3. Rain
4. Into the Mouth of Hell We March
5. Down From the Sky
6. Built to Fall
7. The Deceived
8. Dusk Dismantled
9. Detonation
10. Ember to Inferno
11. Like Light to the Flies
12. Caustic Are the Ties That Bind
13. A Gunshot to the Head of Trepidation
14. Torn Between Scylla and Charybdis
15. Throes of Perdition
16. Leaving This World Behind

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 12 de setembro de 2012

118 acessosTrivium: vocal faz cover para "If I Could Turn Back Time", de Cher0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Trivium"

MetalcoreMetalcore
13 músicas que um fã de death metal deve gostar

TriviumTrivium
A emoção de Matt ao ver Kirk tocar com sua guitarra

TriviumTrivium
Confira paródias de metal feitas pelo baixista da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Trivium"

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
"The Rev" dizia que não passaria dos 30

Time MagazineTime Magazine
Os 100 maiores álbuns de todos os tempos

SlipknotSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Metal

5000 acessosLars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' Roses5000 acessosEm 16/01/1993: o Nirvana fazia um show catastrófico no Brasil5000 acessosMetallica: as 10 melhores músicas segundo a Loudwire4540 acessosBlack Sabbath: vocalista de 10 anos faz cover de "War Pigs"5000 acessosKiss: Gene Simmons não usa drogas nem bebe por respeitar a mãe5000 acessosKiss: a trágica história que inspirou "Detroit Rock City"

Sobre Guilherme Brandão

Estudante, 15 anos, entrei no meio musical quando minha mãe veio ao quarto e me deu um CD ao vivo do Van Halen e daí pra frente, não parou mais. Não consigo achar banda pra tocar, então aprendi a tocar guitarra, baixo, bateria e faço minha própria banda. Comecei a colaborar no Whiplash.Net quando percebi que a cena (underground) do Distrito Federal merecia ser reconhecida e respeitada, posto apenas coisas relacionadas à cena daqui. Viva DF!

Mais matérias de Guilherme Brandão no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online