Fear Factory: uma dádiva no Rock é saber ousar

Resenha - Fear Factory (Espaço Lux, São Bernardo do Campo, 04/12/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Adriano Coelho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Uma dádiva no mundo do rock é saber ousar, e não ter medo de fazer misturas ou coisas diferentes. Punk com metal, punk com hard rock, gótico com metal... Mas fazer o famoso som industrial é a maior ousadia de todas, pois a pegada sempre vai cair para o lado eletrônico, e os radicais podem não gostar.

Religião: Top 10 citações sobre Deus e o DiaboDeep Purple: o riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

O Fear Factory veio ao Brasil pela primeira vez. A banda americana trouxe expectativa. Prova de que era uma banda eclética ficava com o público. Era comum avistar nas camisetas estampas do Napalm Death, Nirvana, Ramones, Dimmu Borgir, ou seja, a variação era muita.

Quatro bandas brasileiras se encarregaram de abrir o show, destaque para o Threat, e o Embrioma (essa tinha mais a ver com os americanos). Um dia antes a banda fez um especial no Manifesto Bar, e segundo os comentários, o vocalista Burton não e dos mais simpáticos.

Expectativa grande, o palco cheio de fumaça, e a banda entra em cena, abrindo com "Shock", deixando o público extasiado. O nome de Dino Casares era o mais gritado, mas era impressionante a velocidade e a precisão do baterista Hoglan (que já tocou no Death). O mais engraçado era perceber o peso da banda (não em relação à música). Com excessão do vocalista, todos os músicos estão bem acima do peso.

O publico, que sinceramente pensei que seria maior, agitou e cantou todas as músicas. Os álbuns "Demanufacture" e "Soul of a New Machine" foram os mais lembrados, já que foram tocadas apenas duas músicas do "Digimortal", uma do "Transgression" e nenhuma do penúltimo álbum "Archetipe".

os destaques foram "Crash Test", "Pisschrist", "Zero Signal", "Self Bias", "Linchpin" (a que mais levantou), "Martyr" e "Flashpoint". A banda fez a sua parte, e pareceram felizes com a visita. Tenho certeza que eles retornam ao país em breve. Parabéns à organização, e nota zero aos seguranças, que expulsaram uma garota que estava sendo folgada, mas na seqüência agrediram dois garotos que não fizeram nada.


Outras resenhas de Fear Factory (Espaço Lux, São Bernardo do Campo, 04/12/2009)

Fear Factory: espera de vinte anos recompensada




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Fear Factory"


Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

Capas: mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
Mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhos

Roadrunner: os álbuns mais desprezados de todos os temposRoadrunner
Os álbuns mais desprezados de todos os tempos


Religião: Top 10 citações sobre Deus e o DiaboReligião
Top 10 citações sobre Deus e o Diabo

Deep Purple: o riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
O riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

HailMetal.com: Os cinqüenta melhores álbuns de Death MetalHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal

Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaMulheres e guitarras: as mais importantes segundo a GibsonIron Maiden: crianças reproduzem show ao vivo e fica muito legalAndré Sikora: A coleção do presidente do fã clube do Nazareth no Brasil

Sobre Adriano Coelho

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.