Matérias Mais Lidas

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemRitchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foi 1º encontro de Nando Reis e Cássia Eller, ocorrido na casa de Marisa Monte

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer


Stamp

Cranberries: o legado de saudade que não tive a coragem de curtir

Por Rodrigo Contrera
Em 17/01/18

Escrevo no Whiplash há quase dois anos. Neste período, os poucos ou nem tão poucos que me lêem sabem muito bem que não entendo tanto de rock nem de heavy metal como pode parecer. Pois, embora conheça bastante bem algumas bandas, como o Motörhead e o Iron Maiden, tenho lacunas enormes em muitos setores do rock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dos motivos para isso é que sou muito idiossincrático e que, como antigo garoto chorão, tenho real medo de alguns tipos de músicas, que me fazem emocionar. Pois quando percebo isso fujo da música como o diabo da cruz. Realmente me incomoda me emocionar com música de qualquer tipo.

Ocorre que agora surgiu um motivo a mais para comentar mais uma morte. Pois é, mais uma. A da vocalista do Cranberries, Dolores O'Riordan. Putz, é foda perceber como a ida para sempre de uma vocalista é também a ida para sempre de uma voz. De algo que fazia a nossa fixação. E que era assim porque nos tocava a tal ponto que nos fazia fugir da emoção.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Refiro-me a Linger, cantada por ela. Acabo de ver um show que ela deu cantando essa pequena jóia. Uma pequena jóia que me extasiava mas que eu não sabia classificar. E que eu mantinha escondida no meu baú, até ter coragem de poder enfrentá-la. Agora não dá mais. Agora ela se foi, e tudo ficou como lembrança.

Os nossos ídolos do rock ou da música de forma geral são assim. São estrelas cadentes, já de chofre, que se vão e que nos deixam órfãos. Como o Raul Seixas, que vi pessoalmente no final dos anos 80 já alquebrado pela bebida, sendo que eu nem sabia quem ele era. Ou como outros, que vim a conhecer somente após morrerem. Pois no caso do rock é como se a vida fosse rápido demais. Como se não tivéssemos tempo para vê-los conosco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não minto que eu sofra tanto, agora. Meu sentimento é mais de um lamento. Por mim e por ela. Por nós, que vemos o mundo avançando, sem que nossos ídolos consigam resistir a ele. Enquanto isso, nós ficamos vendo-os indo embora, com saudade.


Morte de Dolores O'Riordan

Cranberries: morre a vocalista Dolores O'Riordan

Cranberries: A morte de Dolores O'Riordan deixa o mundo da música menos colorido

imagemCranberries: Dolores O'Riordan tentou suicídio em 2013

imagemCranberries: veja como foi o último show de Dolores O'Riordan

imagemCranberries: Dolores morreu antes de gravar com banda de metal

Cranberries: polícia divulga comunicado sobre morte de Dolores

Cranberries: namorado lamenta morte de Dolores e diz estar perdido

Cranberries: ouça versão de "Zombie", do Bad Wolves, que teria Dolores

Cranberries: laudo sobre morte de Dolores sairá em alguns meses

Cranberries: Youtubers prestam tributos a Dolores O'Riordan

Cranberries: Dolores é homenageada em cerimônia com caixão aberto

Cranberries: Dolores O'Riordan é enterrada após funeral fechado

Cranberries: Disco com inéditas de Dolores O'Riordan será lançado

Cranberries: causa da morte de Dolores O'Riordan é revelada

Todas as matérias sobre "Morte de Dolores O'Riordan"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Emocionantes: 50 músicas que arrancam lágrimas e mexem com o coração de qualquer pessoaEmocionantes: 50 músicas que arrancam lágrimas e mexem com o coração de qualquer pessoa


Cranberries: causa da morte de Dolores O'Riordan é revelada


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Rodrigo Contrera

Rodrigo Contrera, 48 anos, separado, é jornalista, estudioso de política, Filosofia, rock e religião, sendo formado em Jornalismo, Filosofia e com pós (sem defesa de tese) em Ciência Política. Nasceu no Chile, viu o golpe de 1973, começou a gostar realmente de rock e de heavy metal com o Iron Maiden, e hoje tem um gosto bastante eclético e mutante. Gosta mais de ouvir do que de falar, mas escreve muito - para se comunicar. A maioria dos seus textos no Whiplash são convites disfarçados para ler as histórias de outros fãs, assim como para ter acesso a viagens internas nesse universo chamado rock. Gosta muito ainda do Iron Maiden, mas suas preferências são o rock instrumental, o Motörhead, e coisas velhas-novas. Tem autorização do filho do Lemmy para "tocar" uma peça com base em sua autobiografia, e está aos poucos levando o projeto adiante.

Mais matérias de Rodrigo Contrera.