Biografias: apenas mais um motivo para gostar de rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Contrera
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Tente adivinhar quem é o tal de John.

230 acessosRio Rock City: Por que há poucas parcerias no Rock e no Metal?5000 acessosDe AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

"Naquele mesmo ano, outro colega de escola (...) tentara ensiná-los a dançar suíngue - ou kerbopping, como Pete e John o chamavam. Quando se tratava de dançar, ele tinha talento.
(...)
'Fazíamos os passos' (...), lembra Pete. 'Mas John era o pior dançarino do mundo, parecia uma caixa de papelão duro'. Pete ficava perplexo, sem saber por que seu amigo queria se torturar daquele jeito.
"Uma noite, assim que a música tinha terminado e os alunos começaram a dispersar-se, os rapazes voltavam ao vestuário para apanhar os casacos, quando de repente as luzes diminuíram até se apagar. Pete andava aos tropeços, (...) até que seus braços abraçaram (sic)algo suave e agradável; com confiança quase perfeita, uma garota o beijou com convicção na boca". (...) "Por fim, para sua decepção, as luzes se acenderam. Pete olhou em redor pela sala e viu John em pé - com um sorriso aberto - olhando para ele, com outra bela garota, que parecia ter a mesma disposição daquela, agarrada ao quadril. 'Foi então que percebi por que ele me arrastara para aquele lugar'."

Trecho de "The Beatles, A Biografia", de Bob Spitz, editora Lafonte, página 38. Isso me lembra quando eu tentava dançar na USP, nas aulas de um chileno, como eu, e da forma como a minha ex-esposa me conquistou, com um pequeno e tímido beijo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


BaixistasBaixistas
Quais são os dez mais ricos do mundo

230 acessosRio Rock City: Por que há poucas parcerias no Rock e no Metal?702 acessosClassic Rock: edição especial com os 100 melhores discos498 acessosAlta Fidelidade: vale a pena ir no show de Paul McCartney?1813 acessosVinil: álbum mais vendido nos EUA tem 50 anos de idade265 acessosSom De Peso: George Harrison, "Living In The Material World"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

The BeatlesThe Beatles
As 10 canções mais (injustamente) subestimadas

O Livro dos MortosO Livro dos Mortos
Dissecando a morte de sete Rockstars

Q MagazineQ Magazine
Leitores elegem as 100 Maiores Estrelas do Século XX

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"0 acessosTodas as matérias sobre "John Lennon"


AC/DC a ZZ TopAC/DC a ZZ Top
As origens dos nomes de bandas e artistas de rock e heavy metal

Metal RulesMetal Rules
Os 100 melhores discos da História do Metal

Bon JoviBon Jovi
Jon e Sambora viveram triângulo amoroso com atriz

5000 acessosSlash: uso excessivo de drogas chocou David Bowie5000 acessosNME: elegendo os 10 melhores frontmen do Heavy Metal5000 acessosMetallica: James Hetfield se irrita e chuta violão em show5000 acessosPitty: "Vocês não tem noção do tanto de gente louca que tem por aí"5000 acessosNoisecreep: as 10 melhores canções sobre sexo4775 acessosHeavy Metal: a história do estilo em uma única música

Sobre Rodrigo Contrera

Rodrigo Contrera, 48 anos, separado, é jornalista, estudioso de política, Filosofia, rock e religião, sendo formado em Jornalismo, Filosofia e com pós (sem defesa de tese) em Ciência Política. Nasceu no Chile, viu o golpe de 1973, começou a gostar realmente de rock e de heavy metal com o Iron Maiden, e hoje tem um gosto bastante eclético e mutante. Gosta mais de ouvir do que de falar, mas escreve muito - para se comunicar. A maioria dos seus textos no Whiplash são convites disfarçados para ler as histórias de outros fãs, assim como para ter acesso a viagens internas nesse universo chamado rock. Gosta muito ainda do Iron Maiden, mas suas preferências são o rock instrumental, o Motörhead, e coisas velhas-novas. Tem autorização do filho do Lemmy para "tocar" uma peça com base em sua autobiografia, e está aos poucos levando o projeto adiante.

Mais matérias de Rodrigo Contrera no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online