Grandes mestres: Qual a hora de parar?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fabio Reis
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Tenho o costume de ir separando os álbuns que vou escutando e que considero acima da média. Desde janeiro já vou esboçando uma possível lista de melhores do ano e conforme vão aparecendo lançamentos dignos, vou substituindo uma ou outra banda. Através deste hábito que adquiri a alguns anos, venho notando um fato que de certa forma me perturba um pouco.

1205 acessosBlend Guitar: em vídeo, os dez melhores duelos de guitarra5000 acessosTemperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

O que vem acontecendo sempre é que na lista final, muitas bandas novas aparecem em destaque e as já consagradas, os dinossauros acima de qualquer suspeita, vem perdendo espaço. Muitas vezes pela qualidade das novas bandas mas, na maioria das vezes, por lançarem trabalhos aquém de sua importância e capacidade.

Este ano vem acontecendo a mesma coisa, enquanto os grandes destaques do ano vem ficando a cargo de bandas como Grand Magus, Skull Fist, Suicidal Angels, Hatriot, Voodoopriest entre outras da nova geração, apenas o Grave Digger, representando as bandas consagradas, lançou um álbum que certamente estará entre os melhores do ano.

De alguns anos pra cá, os grandes representantes do Metal Mundial vem se dividindo em dois grupos: Os que ainda conseguem demonstrar um certo fôlego e lançar bons álbuns e os que vem concebendo trabalhos medianos ou fracos seguidamente.

É claro que tudo é uma questão de gosto, porém bandas mais veteranas tem tido uma dificuldade muito grande de emplacar um grande álbum. O Iron Maiden vem sofrendo críticas já há um bom tempo devido a seus últimos registros. O grande Black Sabbath, apesar de eu, particularmente, ter gostado bastante de "13", foi bem criticado tanto pela produção limpa como pelo fato de muitos fãs terem achado uma autocópia. Judas Priest lançou este ano um trabalho que não chega a ser ruim em momento algum, porém está muito longe de ser um álbum digno da brilhante carreira da banda.

O Deep Purple talvez seja o maior exemplo de uma banda com um passado glorioso, mas que não consegue enxergar que o tempo passou. Um descanso merecido não seria a melhor solução, ao invés de se manter na ativa sem as mínimas capacidades físicas necessárias?

Sei que muitas pessoas não concordarão comigo, não pretendo ser o dono da verdade e sim expor fatos, sinceramente não me lembro o último álbum do Purple que seja ao menos uma unanimidade entre os fãs da banda. O que dizer então dos Rolling Stones? Do Queen, que mesmo sem seu ícone maior, Fredie Mercury, fez há alguns anos atrás uma série de shows com o excelente Paul Rodgers, e agora escolhe Adam Lambert (???) para dar sequência a uma carreira que a muito tempo terminou.

Não sei a opinião de vocês, mas acredito que chega uma hora em que não dá mais pra continuar. É muito difícil e muitos não conseguem ter a percepção dessa hora, mas quando o físico não executa mais o que a mente quer, as coisas começam a dar errado. Vale a pena um artista que goze de grande respeito e admiração de todos se expor desnecessariamente, com trabalhos e performances muito abaixo do aceitável?

Não estou aqui neste texto dizendo que o Maiden, Judas ou Sabbath devam encerrar as suas lendárias carreiras, mas sim expondo uma ideia. Por mais que gostemos de determinadas bandas, devemos entender que em certos casos não adianta mais insistir. Alguns nunca mais conseguirão ser como antes. Os fãs mais "xiitas" criam condições e justificativas para se convencer de que sua banda preferida ainda é capaz, mas na maioria das vezes, é pura ilusão.

Triste ver nossos ídolos encerrando suas carreiras? Sim. É triste. Mas prefiro vê-los fazendo isso com dignidade, reconhecendo que seus serviços prestados a música chegaram ao fim, do que ver grandes lendas se arrastando pelos palcos e não executando seus imortais clássicos como se deve.

Em atividade ou aposentados, vivos ou mortos. A música e o legado deixado pelos grandes mestres será imortal. Pensem nisso!

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Iron MaidenIron Maiden
"Caught Somewhere In Time" em novo vídeo de Val Andrade

1205 acessosBlend Guitar: em vídeo, os dez melhores duelos de guitarra677 acessosIron Maiden: "Caught Somewhere In Time" por Val Andrade2112 acessosIron Maiden: Garrafas especiais para show na Escócia0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Brasileiros recriam "Somewhere in Time"

NoisecreepNoisecreep
As 10 músicas mais subestimadas do Iron Maiden

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Salvo pelo Deus Metal ainda no útero da mãe

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de julho de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"0 acessosTodas as matérias sobre "Queen"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"

Temperatura MáximaTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

RockstarsRockstars
Os piores empregos que eles tiveram antes da fama

Metal/HardMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

5000 acessosGreen Day: 10 coisas que você não sabe sobre a banda5000 acessosMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas5000 acessosMonsters of Rock: o que o festival nos ensina sobre preconceito5000 acessosAjustes e Consertos em Baixos e Guitarras3553 acessosDuran Duran: top 5 de covers feitos por bandas de Rock/Metal5000 acessosAs regras da NWOBHM

Sobre Fabio Reis

Paulista, 32 anos, Editor do Blog Mundo Metal, fã de Rock Clássico e Diversos subgêneros do Metal. Banda favorita: Megadeth. Conheceu o Rock ainda quando criança por intermédio dos pais (amantes de Beatles) e com 11 anos já ia na galeria do Rock comprar seus primeiros LP's, desde sempre fez do Metal seu estilo de vida e até os dias de hoje essa paixão pela música só aumenta.

Mais matérias de Fabio Reis no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online