Música para não-músicos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Ok, você descobriu repentinamente que sua vida é a música... seus pensamentos transitam em sua mente como obras ritmadas e sua respiração é em forma de compassos...

Rockstars: Tatuagens que possivelmente geram arrependimentoRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"MAE! QUERO SER MÚSICO? ME COMPRA UMA GUITARRA NO NATAL?"

Parte I (de... acho que X)

Tudo em sua vida lembra música: a simples arte de acordar, se espreguiçar, o seu dia a dia na escola e/ou trabalho, e seja num momento de alegria, tristeza, melancolia, euforia, depressão ou loucura sempre haverá uma música que irá vir a sua cabeça... depois de refletir sobre tudo isso o que você faz?

FORMA UMA BANDA! (APLAUSOS, POR FAVOR!)

Errr... não era para escrever música primeiro? Pegar as suas idéias, o que te influencia, o que te inspira, e levar para o mundo das notas, compassos e letras? Não seria expor sua fúria, alegria, raiva, tristeza e sentimentos diversos numa folha de papel e num violão (afinal, você não tem ainda uma guitarra... mas quem disse que você será um guitarrista?).

Esse seria um dos passos iniciais que viu nascer várias boas bandas mundo afora, mas no novo milênio, com a tecnologia a mil, a internet literalmente salvando nossas vidas (você não estaria lendo essa besteira que eu escrevi não fosse o santo mundo virtual), não há mais necessidade de seguir a cansativa trajetória que bandas como Iron Maiden. The Who, Black Sabbath e Led Zeppelin, assim com bandas dos anos 80 como Poison, Def Leppard, Helloween e até mesmo Stratovarius e Hammerfall mais recentemente fizeram. Basta apenas um clique e sua banda está formada! Seus problemas acabaram!(e não estamos falando do "Band On The Run Creator Tabajara").

Acabou essa história de ficar ensaiando dias a fio na garagem de casa ou em estúdios vagabundos para apenas definir o seu som, vocês não precisam mais ficar pesquisando nomes de bandas em jornais, dicionários, revistas, até mesmo nos quadrinhos, e sequer precisam batalhar shows para poderem mostrar seu material, torcendo que um olheiro de uma gravadora se encante pelo seu som e resolva lhes dar uma chance de mostrar seu talento. Demo Tape? K7? Nem pensar... os tempos são outros meu amigo. Você pode até se dar ao luxo de não tocar em clubes fumacentos para meia dúzia de bêbados ou um cachorro apenas pelo simples prazer de tocar? Quer a prova? Está aí o lendário CBGB's Club em Nova York a beira da falência!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora ficou tudo mais fácil... e nestas poucas linhas que você verá a seguir não está o mapa do tesouro, nem o arco-íris para o pote de ouro, ou até mesmo o caminho para o Eldorado. Apenas algumas idéias bem realistas para você poder formar uma banda, divulgá-la, sair por aí dizendo que tem um grupo e até mesmo fazer uns showzinhos para se divertir, afinal, o palco ainda tem sua importância (embora algumas bandas estejam querendo provar o contrário).

Primeiramente vamos ao básico:


Descoberta a vocação (ou a vontade insana sem saber se isso vai dar certo) para ser músico, você precisa decidir o que vai tocar.


Se você vai ser guitarrista lembre-se de que neste caso a guitarra é realmente importante, assim como o baixo para o baixista e a bateria para o baterista. Ter o instrumento é fundamental... tocá-lo é outro estágio.


Se você decidiu ser vocalista, parabéns... você sabe usar a voz... sabe? O que você sabe fazer? Cantar no chuveiro? Ser o desafinado abafado por milhões de vozes numa rodinha de violão? Ou apenas quer ser o "frontman" ou "frontwoman" de uma banda? Afinal as luzes se voltam para o vocalista, e ele fala né?


Decidida sua posição na banda, escolha seus "bandmantes" (colegas de banda). Ninguém precisa saber tocar... afinal, nenhum dos músicos do Ramones sabia quando começaram (e há quem diga que 3 morreram sem saber) e os músicos do U2 já admitiram que nem sabiam o que iam fazer quando formaram a banda. Alguns colegas podem ajudar, desde que eles atendam ao quesito inicial: ter a vocação (?).


Espalhe aos quatro cantos que você tem uma banda. Meios rápidos, de fácil manuseio e de custo baixo (a maioria de custo zero) para tal não faltam:

a) Fotolog (a câmera digital é primordial). - Não se esqueça de atualizá-lo diariamente e com as mais variadas fotos: ensaios, passeios, ou até mesmo bizarrices de plantão, afinal estamos no show-business!

b) Comunidade no Orkut

c) Blog

d) Espaços virtuais para hospedagem de músicas.

e) Lembre-se também de avisar aos amigos que têm banda que você está formando a sua, afinal a propaganda é a alma do negócio (e os fotologs de amigos também).


Decida seu estilo musical: isso é importante, afinal tem música no meio, e você precisa decidir o que vai tocar.

a) Se você não quer ter trabalho de compor muito, comece tocando alguns covers de bandas que você gosta, mas isso vai requerer alguns ensaios, afinal se o original rala muito para criar a obra, não vai ser um reles fã que irá destruí-la.

b) Se você quer ter sua identidade (?) musical e ao mesmo tempo tem idéias de composições em mente (você estuda música?), escolha um estilo seguindo os critérios abaixo:

c) Você ouve Stratovarius? Metal Melódico!

d) Você ouve Iron Maiden? Metal Melódico! (não que o Maiden seja uma banda de melódico, mas você não vai querer ficar perdendo tempo né?).

e) Você ouve música eletrônica? gótico! (afinal... o som eletrônico fica para os DJ's).

f) Você não ouve nada? Thrash ou Punk... afinal, você é revoltado e precisa de estilos mais agressivos... sugiro considerar o hardcore também.


Decidido o estilo (não confunda Metal com Thrash, Death com Doom, Black com Death e Punk com hardcore... é tudo música mas os fãs do novo milênio se ligam muito nessa rotulação musical) você pode partir para finalmente compor suas músicas... será?

NAO!

Você ainda precisa fazer uma seção de fotos... afinal o fotolog e um futuro site oficial vão precisar de fotos oficiais da banda. Para tal escolha um fotógrafo competente (ou se vire com uma digital bem transada) e tire fotos com figurino adequado e PRINCIPALMENTE: não esqueça da cara de mau, malvado, terrorista, assassino, carcará sanguinolento... isso é exigência do mercado (você já viu uma foto de uma banda de black metal com os caras sorrindo?).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois disso, sua banda já estará com uma base publicitária bem estabelecida. As pessoas começarão a comentar suas fotos e ler seu blog. E irá surgir a eterna pergunta... quando rola o primeiro show? SHOW? COMO? Nem temos músicas!

Neste momento entra a parte mais dura do processo: compor... afinal você precisa saber escrever algo, nem que seja sua carta de demissão da banda (por divergências musicais... essa cola sempre), e para tal comece a ouvir músicas que possam lhe inspirar, já que você está tentando criar sua identidade. Seguem abaixo algumas sugestões bem usadas nos últimos 5 anos.

a) Metal: Iron Maiden e Megadeth (principalmente os riffs de guitarra - procure não copiar descaradamente, mas se não der paciência).

b) Punk: Ramones (se você quer um punk mais punk e menos hardcore) ou Agnostic Front (para os hardcorianos).

c) Thrash: Slayer... não tente o Exodus, você jamais irá conseguir fazer as linhas de guitarra de Gary Holt mesmo... mas uma ou outra música do Anthrax sempre é bem vinda.


Decidida a parte musical vamos nos dedicar as letras: PARA TUDO!

A BANDA TEM QUE TER UM NOME!

Putz... esqueci! Como deixar de mencionar o nome da banda? Algumas bandas se inspiram em filmes, outras em histórias reais, e outras em inspirações doentias que nem mesmo seus membros sabem do que se trata, logo, seguem abaixo algumas fontes bem usadas nos últimos 5 anos e que poderão ajudar.

a) Senhor Dos Anéis

b) Star Wars

c) Harry Poter

d) Xena

e) Pica-Pau

f) Letras de músicas de bandas famosas (só não escolham o Iron Maiden e Judas Priest por favor... muitas bandas já o fizeram... não seja apenas mais um).

g) Uma boa ida ao banheiro para um fax pode ajudar a pensar num nome aleatório, difícil de pronunciar, e que chame a atenção do povo... isso é importante... mais do que ser coerente, chamar a atenção, ou você acha que "Filhos da Sociedade Abandonados Pelos Pais" funcionaria nos dias de hoje? (se a banda existir que me desculpe...).


Ok... você tem seu nome, seu estilo, seus músicos... e suas músicas? Bem... deve ter pelo menos duas né? Uma? Até passa... procure um site que hospeda músicas gratuitamente e coloque a maldita lá... não esqueça de avisar a todos em seus flogs, blogs, orkut e emails... afinal seu som precisa ser ouvido.

Dicas para composição:

a) Vocal

- Lírico: imite a Tarja Turunen.
- Agressivo: urre... sem critério.
- Melódico: Michael Kiske, Bruce Dickinson, Geoff Tate.
- Punk: Joey Ramone (esse sempre cola)

b) Guitarras

- Metal: riffs do Dave Mustaine (Megadeth), bases do Iron Maiden ou Judas Priest, e se for uma banda de thrash (lembre-se que Megadeth é metal!) escolha o Slayer.

- Gótico: basta abaixar os tons e fazer algo bem lento.

- Melódico: guitarras a 200Km/H e solos virtuosos (só não imite Malmsteen - ele já é chato demais, nem Satriani e Vai - estes, apesar de ótimos guitarristas, não se encaixam no quesito).

- Hard Rock: pode ser o mesmo do metal, mas aí os riffs são mais suaves... clima de festa se possível.

c) Baixo

- Procure usar as mesmas dicas para as guitarras, adaptando é claro para o instrumento... se não conseguir fazer, toque qualquer coisa, e deixe as guitarras bem altas, para que seu baixo seja inaudível e pensem que você segura a onda com firmeza e tranquilidade.

d) Bateria:

- Bata, mas bata mesmo... todos os estilos gostam de espancadores de panelas com bíceps de marombeiros anabolizados. Apenas ouça algumas bandas consagradas do estilo, e lembre-se: "trigger" só quando você for famoso! ISSO É IMPORTANTÍSSIMO!

e) Teclado:

- Crie climas, use ritmos sombrios, ou simplesmente faça o DÓ-RÉ-MI variando de acordo com o potencial do seu equipamento. Sempre dá certo. Pegue uma música do Jean Michel Jarre e enfie na sua obra... funciona... acredite!


Bom... chegamos ao passo final: shows!

Talvez o passo mais fácil. Ou o mais difícil.

Lembre-se que sua base publicitária na internet agora precisará ajudar sua banda com suma importância.

Procure bandas de amigos e ofereça sua banda para tocar, nem que seja por 10 minutos, as 11 horas da manhã de um domingo de sol.

Faça o seu show, lembrando de fazer cara de mau, bater cabeça, se mover muito (esforço impressiona e emagrece) e exagerar sempre: vocais ao extremo, guitarras altíssimas (acima de 120 decibéis) e bateria a 320 Km/H. Se nisso tudo você ainda tocar um cover de bandas famosas e que estejam na moda instantânea, o show será barbada!

Sugestões para covers:

- "Tornado Of Souls" (Megadeth)

- "Flight Of Icarus" (Iron Maiden)

- "Blitkzkrieg Bop" (Ramones)

- "Caught In A Mosh" (Anthrax)

- "Crazy Train" (Ozzy) ou "Rainbow In The Dark" (Dio)

- "Painkiller" (Judas Priest)

- Qualquer uma do Slayer e Sepultura

- "Black Metal" (Venom) - Esse impressiona as menininhas e os garotinhos com camisetas do Nightwish metidos a thrashers!

- "Nemo" (Nightwish) - para os que querem ser góticos


Feito o primeiro show, deixe bem claro que sua banda se encontra em pré-produção (não precisa saber o que significa, apenas diga isso) do primeiro CD, que sairá em breve. Isso sempre funciona e se o CD não sair, sem problema, é só continuar em pré-produção.

No dia seguinte ao seu primeiro show, seu "debut", você irá postar de maneira insana fotos, comentários em blogs e orkut, e verá que mesmo não tocando nada e não impressionando ninguém, sua banda é foda, vocês mandam muito bem, e os mais afoitos dirão que "um grande nome está surgindo no cenário nacional"!

Uma boa sequência de shows, com bandas mais famosas, irá ajudar. Esse é o primeiro passo para no futuro você tentar abrir um show de uma banda internacional, ou até mesmo participar de shows fora de seu bairro, cidade e estado.


MAS, ME DIGA UMA COISA?

- O vocal não precisa fazer aulas de canto?

- Os guitarristas não precisam estudar?

- O baterista tem que aprimorar seu ritmo?

- O CD tem mesmo que sair?

- Eu não posso apenas ser um músico e usar a música como forma de expressão pessoal?

Neste mundo de hoje, moderno e facilitado por várias ferramentas criadas pelo homem, para que se esforçar? Aproveite, e olha que nem falamos de Pro Tools, Auto Tune, e a gravação do CD, fica para a próxima OK?


Obs: existem muitas bandas de qualidade que trilharam os caminhos acima descritos, e este redator não quer em nenhum momento desmerecer o trabalho destas, bem como jogar uma pá de cal e afirmar categoricamente que qualquer banda que siga estes passos seja ruim... deixa que o tempo faz isso prá mim!

Um abraço e nos vemos na próxima parte, aonde este colunista espera poder ajudar você, que quer ter uma banda e não está nem um pouco afim de fazer esforço, pensar, ou até mesmo tocar!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Rockstars: Tatuagens que possivelmente geram arrependimentoRockstars
Tatuagens que possivelmente geram arrependimento

Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesRockstars
18 roqueiros que já apareceram em filmes


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280