Motorhead: Lemmy poderia ter sido um professor de história

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: AOL Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de Dean Goodman, publicada no AOL Música em 2014

LOS ANGELES (Reuters) - O mundo acadêmico perdeu, mas o heavy metal saiu ganhando. Ian Kilmister, vulgo Lemmy, vocalista do trio de rock inglês Motorhead, poderia ter sido um instigante professor de história, compartilhando com os alunos sua admiração relutante por Goering e seu desdém por "bastardos" como Hitler e Roosevelt.

4151 acessosBanda de abertura: para quem seu grupo favorito abria shows?5000 acessosRock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosa

Em lugar disso, porém, o músico ganhou fama e status de cult junto a gerações de metaleiros por cantar e compor hinos de fúria como "Osgasmatron" ou "Killed by Death".

Mas ele conserva seu fascínio com a 2a Guerra Mundial e gasta seu dinheiro colecionando objetos da era nazista, que lotam seu apartamento de dois quartos perto do Sunset Strip, em Los Angeles.

"Nasci em 1945, o ano em que tudo aquilo terminou", disse Kilmister em entrevista concedida em seu bar local predileto, o Rainbow Bar and Grill.

"Aquela época não é história antiga para mim, e não a enxergo apenas em termos de ingleses e norte-americanos bons e alemães ruins."

Suas opiniões já provocaram muita polêmica. No passado, Kilmister se dizia anarquista.

APOSENTADORIA

Seu amigo Ozzy Osbourne lhe deu um punhal da SS e algumas bandeiras, depois de decidir que não precisava de tantos elementos sombrios em sua vida.

O bem que ele mais preza é uma espada Damascus da Luftwaffe, que, segundo um marchand, pode valer pelo menos 10 mil dólares.

"Ela será minha aposentadoria," disse Kilmister, falando de sua coleção.

Por coincidência, o Motorhead, que ele fundou há 30 anos, tem seu maior número de fãs na Alemanha. E Kilmister nunca perde uma oportunidade de visitar locais históricos em toda a Europa, embora nunca tenho ido aos campos de concentração.

"É preciso distinguir entre o que você gosta de colecionar e o que aquele pessoal realmente fez", diz ele.

Kilmister diz que Herman Goering é o único nazista que ele admira um pouco, em parte porque o gordo líder da Luftwaffe criou a Gestapo, a polícia secreta nazista, e assumiu a responsabilidade por ela quando foi a julgamento em Nurembergue, após a guerra. Seu suicídio, horas antes de sua execução prevista por enforcamento, foi "fantástico", segundo o metaleiro.

Mas Kilmister inclui Adolf Hitler, Franklin D. Roosevelt, Neville Chamberlain e Josef Stalin todos na mesma categoria: a de "bastardos mentirosos e ladrões". O atual primeiro-ministro britânico, Tony Blair, também o irrita.

Kilmister diz que seu interesse por história e acontecimentos atuais lhe ensinou algo sobre a hipocrisia e a recusa das pessoas em aprender com o passado e que isso inspira suas canções.

"Sexo, guerra e morte, sem falar em injustiça -- acho que não vão me faltar temas no futuro", comentou.

Mas muitas de suas canções também são marcadas pelo humor, como é o caso de "Killed by Death", de 1984. E, não se sabe bem como, o Motorhead conseguiu incluir uma canção sua na trilha sonora do filme infantil "Bob Esponja".

FAVORITOS DO METALLICA

Kilmister é o único membro original remanescente do Motorhead. Ele canta e toca baixo ao lado do guitarrista Phil Campbell e do baterista Mikkey Dee.

Mas a influência exercida pelo Motorhead é enorme. O Metallica, por exemplo, foi tremendamente influenciado pelo trio, tendo incluído covers de quatro músicas dele no álbum "Garage Inc.", de 1998.

O Motorhead, por sua vez, gravou um cover da canção "Whiplash" num disco de tributo ao Metallica, com isso conquistando seu primeiro Grammy, no mês passado.

Kilmister já compôs as letras de alguns sucessos de Ozzy Osbourne, entre eles a balada "Mama, I'm Coming Home". Mas nunca conseguiu ficar rico, como Osbourne e o Metallica.

O cantor nunca se casou, mas desfruta a companhia de cinco mulheres na faixa dos 18 aos 25 anos, a quem pode convocar quando quiser.

No passado, ele chegou a dividir algumas namoradas com seu filho. "Mas nunca transei com a mulher dele", faz questão de deixar claro. "Era preciso traçar um limite em algum lugar."

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 17 de março de 2013
Post de 22 de abril de 2014
Post de 22 de abril de 2014
Post de 29 de dezembro de 2015


Banda de aberturaBanda de abertura
Para quem seu grupo favorito abria shows?

21 acessosEm 08/11/1980: Motorhead lança o álbum Ace of Spades18 acessosEm 22/10/2013: Motorhead lança o álbum Aftershock0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

MotorheadMotorhead
Lemmy no comercial da cerveja Kronenbourg 1664

Mikkey DeeMikkey Dee
Lemmy iria despedí-lo se ele experimentasse drogas

MotorheadMotorhead
Escolhido o nome de banda mais legal pela Spin

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"


Rock e MetalRock e Metal
Todo artista tem uma fase vergonhosa

Guns N RosesGuns N' Roses
Personalidades fortes e drogas nos primórdios da banda

Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

5000 acessosKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda5000 acessosMúsicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio Blog5000 acessosMetalhead: as mulheres mais sexys do Heavy Metal5000 acessosStone Sour: Ouça versão para clássico do Iron Maiden5000 acessosRock x Igreja: veja 12 artes que mostram essa impávida luta5000 acessosIron Maiden: O lançamento do single "The Number of the Beast"

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online