Ritchie Blackmore topa fazer show com o Deep Purple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal Express Radio
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/11/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Mick Burgess, do site Metal Express Radio, recentemente levou a cabo uma entrevista com o guitarrista Ritchie Blackmore e sua esposa, Candice Night, que afirmou sem rodeios: “Uma reunião com o Deep Purple seria divertida”.

692 acessosDeep Purple: Ian Gillan, uma das vozes extraordinárias5000 acessosAC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

Confira os principais excertos do bate-papo logo abaixo:

Metal Express Radio — Acredito que quando o projeto Blackmores’s Night teve início, a opinião geral era de que este seria um projeto paralelo apenas, algo para Ritchie sair do sistema antes de embarcar em sua nova empreitada hard rock. Mas você acabou mostrando que este projeto seria duradouro e que contava com sua simpatia.

Blackmore — Eu encontrei uma liberdade nova nesta banda, porque não temos limites. Podemos tocar o que quisermos, qualquer coisa, seja folk, rock, pop ou música renascentista. É um sentimento de liberdade não ficar preso a uma caixa ou a uma gravadora em um único estilo musical.

Metal Express Radio — As pessoas dizem que é difícil viver e trabalhar com outra pessoa, sua outra metade. Como vocês mantêm distância e o mesmo espaço ao mesmo tempo? Vocês têm interesses separados ou vocês fazem a maioria das coisas juntos?

Candice — Nós temos um balanço muito bom, porque suas forças são a minha fraqueza e vice-versa, então, onde um é mais comedido, o outra não. Como se fosse uma situação yin-yang. Passamos a maior parte do tempo juntos e temos os mesmos interesses, mas também sabemos quando dar espaço ao outro. Ele vai andar pela floresta e eu assistir a um filme à noite com as garotas. Mas não passamos muito tempo longe do outro. Nos divertimos e entendemos um ao outro completamente.

Metal Express Radio — Você acha que seus velhos fãs, de suas bandas anteriores, vieram para apóia-lo no Blackmore’s Night e você que alguns foram apenas para vê-lo e que, dessa forma, surpreenderam-se com a qualidade da sua música?

Blackmore — Acho que sim. E também há aqueles que você não pode dar muita bola. Aqueles que me queriam no Purple quando eu estava no Rainbow e que me queriam no Rainbow quando eu estava no Purple. No final das contas, toco o que me satisfaz, e nada mais.

Candice — Acho que muitos de seus fãs o seguem desde o começo de sua carreira. Eles agora estão mais velhos e não se importam tanto com rock. Mas agora o nome Blackmore é sinônimo de habilidade, mesmo quando está tocando guitarra, violão. Esses antigos fãs estão casados e suas esposas gostam da nossa música porque ela é suave e mais romântica. Os filhos deles também gostam, pois ainda são inocentes e gostam de se fantasiar de Robin Hood ou princesas. Nós criamos uma ponte de gerações e gêneros em nossos shows com nossa música.

Metal Express Radio — Jon Lord disse recentemente que gostaria de reunir todos os membros do passado e presente do Deep Purple para uma reunião, para apenas um show. Você toparia isso?

Blackmore — Seria divertido ter a formação MK 2 reunida novamente para apenas um show, mas não estou muito a fim de fechar um acordo com os empresários deles.

Metal Express Radio — Você ainda mantém contato com os outros membros do Purple ou do Rainbow?

Blackmore — Por algum tempo mantive contato ocasionalmente com alguns. Acho que faremos alguma coisa com Joe [Lynn Turner] como vocalista convidado em algumas de nossas faixas.

Leia a entrevista completa, em inglês, clicando aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

692 acessosDeep Purple: Ian Gillan, uma das vozes extraordinárias980 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?465 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

Catarina MiglioriniCatarina Migliorini
Virgem gosta de Led, Purple, Sabbath e Floyd

Sexo AnalSexo Anal
Saiba onde encontrar esse prazer no Rock

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos de hard rock de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

AC/DCAC/DC
As 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

NirvanaNirvana
Site elege as dez melhores músicas do grupo

Pain Of SalvationPain Of Salvation
Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

5000 acessosRock In Rio 2017: ausência do "Dia do Metal" é compreensível5000 acessosCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"5000 acessosMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"5000 acessosMetallica: Kerrang! por dentro da mente de Lars Ulrich5000 acessosEvanescence: Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...4094 acessosMetallica: os dez melhores covers pela banda segundo o Loudwire

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online