Bill Graham: acervo será aberto ao público

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Tiago Faria e Vítor Rangel, Fonte: The Sunday Times
Enviar correções  |  Ver Acessos

O maior acervo independente de Rock e Pop, figurando estrelas do Rock que vão de JIMI HENDRIX a ELVIS COSTELLO e de JANIS JOPLIN a MADONNA, está para ser aberto pela primeira vez! São mais de 100.000 músicas gravadas e filmadas entre 1966 e 1991 por Bill Graham, o promotor de shows americano, que ficaram paradas em um porão em São Francisco por mais de 10 anos após sua morte.

Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissJourney: o famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais tarde o acervo foi comprado por Bill Sagan, executivo de uma companhia de saúde que virou produtor, e que agora lançou negociações para conseguir a permissão das estrelas para lançar suas músicas. No final de semana passado ele estava voando para Londres para conversas com advogados representando roqueiros britânicos como LED ZEPPELIN e THE WHO.

O acervo contém filmagens jamais vistas de performances legendárias pelo THE WHO em 1973, quando o baterista Keith Moon teve um colapso e um estudante foi pego da platéia para terminar o show, e o último show do SEX PISTOLS, em 1978 (Nota do Editor: talvez a intenção da matéria original seja dizer que este material nunca foi lançado oficialmente, pois versões 'piratas' - incluindo o show do Led mencionado abaixo - já circulam há muitos anos, e de acordo com a lenda, foram 'passadas adiante' por membros da equipe de Bill).

Têm performances desconhecidas do LED ZEPPELIN, como uma versão de "Killin' Floor" de HOWLIN' WOLF, que mais tarde se transformou na canção "The Lemon Song", e um Elton John de cabelo bagunçado, cantando sua balada "Your Song", de 1970.

Vários momentos gloriosos talvez devessem ser esquecidos, como JOE COCKER vomitando no palco e Madonna batendo em sua própria cara com um colar grosso. Todos esses momentos foram capturados pelos fotógrafos ou câmeras de Graham.

Graham, nascido Wolfgang Grajonca na parte nazista de Berlin, foi descrito por JANIS JOPLIN como o primeiro promotor de shows a respeitar os artistas e dá-los o que queriam, tanto no palco quanto fora deste.

Como resultado, artistas normalmente desconfiados, como FRANK ZAPPA e BOB DYLAN assinaram contratos que o permitiam gravar seus shows com termos que Graham gerenciava em Nova Iorque ou na Califórnia.

Graham guardava tudo, desde canhotos de ingressos e crachás de acesso aos camarins a pôsteres de JEFFERSON AIRPLANE e camisetas do Duran Duran.

Quando Graham morreu em um acidente de helicóptero em 1991, ele deixou para trás um porão com ar condicionado contendo inúmeros artefatos. Há três anos seus herdeiros legais venderam-no por 2,9 milhões de libras esterlinas a Sagan, um fã de LED ZEPPELIN natural de Minnesota, que brincou que só comprou a coleção por causa dos objetos do grupo. Ele disputou a compra com ninguém menos que Paul Allen, o bilionário da Microsoft.

Agora, tendo gasto meses vasculhando caixas suficientes para encher 25 caminhões de 12 metros quando ele moveu o acervo para um lugar mais seguro, Sagan estima que a compra deva valer mais de 50 milhões de libras esterlinas.

Sagan, aos 56 anos de idade, já começou a recuperar seu investimendo vendendo alguns pôsteres e ingressos através de um site chamado "Cofre de Wolfgang" (Wolfgang's Vault - www.wolfgangsvault.com). Mas ele acredita que os mais de 7.000 shows gravados em fitas de áudio e vídeo são o bem mais valioso de tudo.

Em fevereiro Sagan começou a colher a reação dos fãs de rock ao mostrar gravações ao vivo de BOB MARLEY, BRUCE SPRINGSTEEN, e CHUCK BERRY em sua estação de rádio na Internet. Ele teve sua caixa de entrada inundada de e-mails pedindo por mais.

Alguns dos shows, como o de ARETHA FRANKLIN no Fillmore West em 1971, foram oficialmente lançados, mesmo em forma um pouco ruim, e outros podem ser encontrados em versões piratas. Mas a maior parte das músicas só foi ouvida por aqueles que tiveram sorte o suficiente para estarem lá naquele momento.

Jimmy Page, do LED ZEPPELIN, que gastou anos implorando por gravações piratas de fãs para que pudesse compilar a história da banda em 2003, é um forte candidato a vasculhar o acervo. "Foi gravado um show em São Francisco que Jimmy lembra como tendo sido um grande momento: que fã de Led Zeppelin não gostaria de ouvir isto?", disse uma fonte da Atlantic Records na semana passada.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Jimi Hendrix"Todas as matérias sobre "Led Zeppelin"Todas as matérias sobre "Janis Joplin"


Led Zeppelin: As melhores canções segundo a revista Rolling StoneLed Zeppelin
As melhores canções segundo a revista Rolling Stone

Paul Di'anno: versão para o clássico Kashmir, do Led ZeppelinPaul Di'anno
Versão para o clássico "Kashmir", do Led Zeppelin


Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss

Journey: o famoso erro geográfico em Don't Stop Believin'Journey
O famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"


Sobre Tiago Faria

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Tiago Faria no Whiplash.Net.

Sobre Vítor Rangel

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336