Exodus: A opinião de Gary Holt sobre as bandas Emo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Corradini Colber, Fonte: Midwest Excess
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em entrevista de 2006, o guitarrista do EXODUS, Gary Holt, criticou as bandas "Emo". Segue trecho da entrevista.

Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasBruce Dickinson: deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldia

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Midwest Excess: Como você se sente em relação à cena musical atual?

Gary: "Eu acho que está muito boa. Quero dizer, está melhor nos EUA do que costumava ser. Europa, Japão e outros lugares do mundo ainda se mantém. Está ficando melhor. Tudo aquilo de new-metal morreu e eu me sinto tão bem por causa disso, mas agora existem esses moleques EMO que pesam 45 quilos e usam calças de meninas que não ficam apertadas, pois nem bunda eles têm para segurar as calças, eles deixam as bundas deles em outras calças. E eles tem aquele cabelo cobrindo a cara, e eu estou começando a sentir falta do nu-metal, para dizer a verdade. Eles tiraram toda a testosterona do Heavy Metal. Parem de choramingar. A única emoção que deve existir nessa música é raiva e ódio, não reclamações bichas. Eu não entendo. Eu olho para esses moleques e penso, 'Levante um peso, coma um hambúrguer, faça alguma coisa.'"

Comente: E você? Qual a sua opinião sobre as bandas Emo?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Exodus"Todas as matérias sobre "Gary Holt"


Gary Holt: guitarrista admite ser fã de rock farofaGary Holt
Guitarrista admite ser fã de rock farofa

Slayer: fotos em detalhes da guitarra pintada com sangue de Gary HoltSlayer
Fotos em detalhes da guitarra pintada com sangue de Gary Holt


Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Bruce Dickinson: deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldiaBruce Dickinson
Deixando o cabelo crescer novamente em ato de rebeldia


Sobre Renan Corradini Colber

Cursando Administração de Empresas na Universidade Presbiteriana Mackenzie, teve seu primeiro contato com o Metal em 1997 quando comprou o álbum Best Of The Beast, do Iron Maiden, na época com 11 anos. De lá para cá escuta de tudo um pouco, mas a raiz se mantém metaleira. De Iron Maiden a Meshuggah passando por Diana Krall, Ray Charles, Hoodoo Gurus, Elvis, Johnny Cash e Bob Dylan.

Mais matérias de Renan Corradini Colber no Whiplash.Net.

adGoo336