Dio fala sobre volta do Sabbath e Rainbow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 24/08/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O legendário vocalista de heavy metal Ronnie James Dio (DIO, BLACK SABBATH, RAINBOW) foi o artista convidado no programa de rádio “Rockline” em 16 de agosto. Seguem abaixo alguns trechos da conversa:

2556 acessosKerry King: o Purple influenciou mais o Thrash que o Sabbath5000 acessosMarilyn Manson: é do cantor o vídeo mais assustador

Sobre o andamento do novo álbum da banda DIO:

“Acho que tivemos tantas turnês nos últimos três anos que... Eu sou do tipo de pessoa que realmente concentra todas as suas forças naquilo que precisa ser feito. Se houver um álbum a ser feito, não quero fazer outra coisa ao mesmo tempo. Então eu não componho enquanto estou em turnê – isso ocupa todo o meu tempo. Portanto fazemos as coisas aos poucos. Começamos a fazer algumas coisas e aprendemos como trabalhar juntos, porque algumas pessoas na banda nunca trabalharam juntas como compositores – pelo menos uma delas não, o Rudy Sarzo, que é o nosso baixista. Ele é nosso baixista há dois anos, e estivemos em turnês por dois anos, então não tivemos nenhuma chance de compor. Então estamos testando algumas coisas aqui e ali e escrevendo um pouco. A turnê não parou ainda – e não vai parar até o fim de outubro – e, quando isso acontecer, poderei me concentrar e iremos compor”.

Sobre a possibilidade de relançamentos do DIO/ELF:

“Há conversas sobre remasterizar material do DIO que ainda não foi remasterizado e eu sei que Rhino – através da Waner Bros. - vai fazer algum tipo de box set e acho que será tudo remasterizado, então acho que vocês verão alguma coisa desse tipo. Quanto ao material do ELF, já faz tanto tempo, foi uma parte tão diferente da minha vida, que às vezes penso comigo mesmo: ‘Bem, isso não tem nada a ver com o que estou fazendo agora e com o que tenho feito nos últimos 20 anos’, mas, pensando bem, essa fase se tornou uma parte tão importante do que sou hoje que acho que vamos precisar tratar disso em algum momento. Portanto, digo a você que, após me reunir com meu primo, que foi nosso guitarrista naquela banda, o Rock Feinstein [David ‘Rock’ Feinstein], estamos planejando relançar alguns daqueles álbuns, remasterizados, os álbuns do ELF, e compor duas ou três músicas novas. Então, é, vamos fazer isso sim”.

Sobre a possibilidade de outro projetos com Tony Iommi:

“Já compusemos uma [nova] música juntos. O motivo é que haverá um novo lançamento, chamado ‘Black Sabbath: The Dio Years’ – eles já fizeram um, é claro, o ‘Black Sabbath: The Ozzy Years’; que foi o começo e, realmente, a melhor parte de tudo – mas eles decidiram fazer outro, novamente, o ‘Black Sabbath: The Dio Years’, e quisemos deixá-lo um pouco mais especial, não apenas mostrar um material que vocês não ouviram ao vivo. Essas são duas coisas que vocês nunca ouvirão novamente – duas músicas novas. Certamente vamos fazer isso. E nos divertimos muito. Com a que fizemos juntos – aquela que compus com o Tony foi realmente maravilhosa – dá pra perceber que músico magnífico ele é. Vocês se esquecem que já faz uns 10 anos que não trabalho com ele. Então certamente faremos isso. E espero que vocês gostem. Acho que vai ser demais”.

Sobre os rumores da sua possível volta ao BLACK SABBATH:

“Sempre há rumores sobre tudo – sobre a volta do RAINBOW, sobra a volta do BLACK SABBATH. O motivo de termos feito isso é que quisemos que esse produto fosse um pouco mais especial que os outros – não somente algo do tipo ‘Aqui está uma faixa ao vivo que você nunca ouviu antes’. Quero dizer, isso é legal, mas tenho certeza que já se ouviu falar disso. Quisemos fazer algo um pouco mais especial, então toda a banda comporia e tocaria essas músicas e... Eles quiseram ouvi-las realmente, então aqui estão elas. Mas não conversamos nada sobre fazer algo além desse projeto. Não, é só pra esse projeto”.

Sobre a possibilidade de uma turnê de reunião do RAINBOW:

“Já tentei isso por tanto tempo... Todos nós tentamos, eu acho – Ritchie [Blackmore] e eu, e Cozy [Powel], quando ele era vivo – fazer algo novamente que agradaria as pessoas que foram tão leais conosco, com o RAINBOW, após todos esse anos. Acho que eles mereceram isso – talvez nós mesmos tenhamos merecido, eu não sei. Mas nós tentamos. Chegou a um ponto em que quase aconteceu. Então, infelizmente, Cozy faleceu, e o projeto se desfez. Neste momento, eu diria que isso nunca, nunca vai acontecer de novo. Não nunca haverá um outro RAINBOW – não comigo nele. Tenho outras coisas pra fazer na vida. Ritchie parece estar muito feliz com o que eles está fazendo. Vamos apenas lembrar que essa banda foi brilhante, grande e inovadora e vamos ser gratos pelo fato dela ter existido”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

980 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?182 acessosMarcos de Ros: Tony Iommi, Dois Dedos de Prosa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

MestresMestres
Os dez maiores guitarristas canhotos do Rock

Black SabbathBlack Sabbath
Veja vídeo com making of da capa de "13"

Álbuns de estreiaÁlbuns de estreia
O Top 10 da história do Rock/Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"0 acessosTodas as matérias sobre "Rainbow"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Marilyn MansonMarilyn Manson
Segundo a Billboard, é dele o vídeo mais assustador

ManowarManowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?

MetalMetal
As oito maiores tretas entre músicos do gênero

5000 acessosAfinal de contas, o que é um riff?5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Sidney Magal5000 acessosAC/DC: isso sim é uma bela estrada para o inferno5000 acessosCradle Of Filth: o lado negro do vocalista Dani Filth4734 acessosMangini: "Toda noite agradeço por estar no Dream Theater"5000 acessosNo Flight 666: todas as suspeitas caem sobre Nicko McBrain

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online