Unleashed: "Somos uma banda de Death Metal"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth
Enviar Correções  

O e-zine holandês Lords of Metal recentemente fez uma entrevista com o frontman do UNLEASHED, Johnny Hedlund. Alguns trechos dessa entrevista:

Lords of Metal: "Midvinterblot" [é] um excelente álbum. Quando você começou a trabalhar nele? Foi um álbum difícil de ser feito?

Johnny: Muito obrigado! Na verdade, não foi tão difícil assim... mas com certeza trabalhamos muito nele. Mais uma vez, tínhamos mais músicas do que nunca para escolhermos e o trabalho se prolongou por uns dois anos, então realmente pensamos muito antes de colocar quinze músicas no disco desta vez. Tentamos manter um ambiente de competição dentro da banda e compor o máximo número possível de músicas durante o tempo que tivemos. Pessoalmente, acho que poderíamos facilmente ter colocado mais cinco músicas nesse álbum e nossos fãs teriam gostado delas da mesma forma.

publicidade

Lords of Metal: O que te inspirou a compor novamente músicas tão rápidas e agressivas?

Johnny: A vida, a morte e todas as outras coisas. Dissemos para nós mesmos: "Vamos nos aproximar ainda mais da brutalidade e tentar conseguir uma produção mais agressiva e brutal neste novo álbum, se comparado ao ‘Sworn Allegiance’, de 2004". Não foi uma tarefa fácil, mas acho que conseguimos. E parece que todo mundo com quem eu converso sobre isso concorda, então é claro que fiquei contente.

publicidade

Lords of Metal: O novo contrato com a Steamhammer/SPV também ajudou na motivação?

Johnny: Sim, ajudou. Não que tenha afetado a produção ou o material, já que o álbum teria sido o mesmo em qualquer situação. Mas, com certeza, é uma grande motivação poder acordar de manhã e saber que temos um parceiro forte que está disposto a ajudar a banda. Além disso, eles são grandes profissionais.

publicidade

Lords of Metal: O que você pode os dizer sobre as gravações? Como vocês conseguiram manter novamente o som tradicional do UNLEASHED? Há algum segredo especial?

Johnny: Nosso guitarrista solo, Fredrik, foi nosso engenheiro e produtor nos três últimos álbuns. Sem dúvida, ele aprendeu muito e tornou-se um produtor fantástico, porque ele conhece seu trabalho muito bem. Além disso, todo o grupo tem a mesma opinião geral sobre as coisas e sobre como queremos evoluir nos próximos anos, e isso ajuda bastante. Todos nós estamos de acordo sobre como devem ser as coisas na banda. E isso se refere a tudo: a música, as letras, os negócios, etc.

publicidade

Lords of Metal: Chegou a hora de esclarecermos algumas coisas. O logo do UNLEASHED mostra uma cruz satânica. A banda é conhecida por tocar Death Metal e muitas das letras falam sobre os Vikings. Então, o UNLEASHED é uma banda de Black, Death ou Viking Metal?

Johnny: Desde o primeiro dia, um dia frio e com muita neve em novembro de 1989, temos sido uma banda de Death Metal, e seremos assim pelos próximos cem anos. Você pode chamar nosso som de "Swedish Death Metal" ["Death Metal sueco"] se quiser, já que isso pode ser uma questão de estilo dentro da comunidade do Death Metal. Você encontrará entre três e cinco músicas com letras sobre Vikings em todos os álbuns do UNLEASHED, desde 1991 até agora. Mas eu não acho que apenas esse fato basta para redefinir nosso estilo.

publicidade

Lords of Metal: Para divulgar o álbum, haverá uma grande turnê em novembro com ENTOMBED, GRAVE e DISMEMBER. Como essa reunião se tornou realidade? Alguém telefonou pras pessoas? O que aconteceu?

Johnny: Houve encontros em festas, jogos de futebol e shows em clubes o tempo todo, além de sermos amigos desde meados dos anos oitenta. Então essa idéia já existe há algum tempo, só que foi difícil reunir todas essas bandas na mesma turnê. Finalmente, decidimos que devíamos fazer isso logo de uma vez. Portanto, um pouco de determinação fez a coisa acontecer!

publicidade

Lords of Metal: Quais são os três melhores álbuns de Death Metal de todos os tempos, na sua opinião?

Johnny: Droga, eu odeio ter que escolher apenas três e tenho certeza de que você não quer que eu escolha algum entre os meus. Mas tudo bem, já que pediu: DEATH – "Scream Bloody Gore", MORBID ANGEL – "Altars Of Madness" e ENTOMBED – "Left Hand Path".

publicidade

Leia a entrevista completa neste link.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


HailMetal.com: Os cinqüenta melhores álbuns de Death MetalHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal


Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin