Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemOzzy diz que chamou Jimmy Page para novo álbum, mas guitarrista nunca respondeu

imagemAtor que interpretou Eddie Munson conta o que ouviu para encarnar personagem

imagemO curioso motivo pelo qual Bob Dylan não usa seu verdadeiro nome

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro


2022/07/09
2022/08/18

Corey Taylor fala sobre Stone Sour e Slipknot

Por Thiago Zanetti
Fonte: DesMoinesRegister.com
Em 24/12/06

Kyle Munson, do site DesMoinesRegister.com, fez uma entrevista com o vocalista Corey Taylor (Stone Sour, Slipknot). Seguem alguns trechos da conversa:

DesMoinesRegister.com: O que você tem a dizer sobre a recente indicação ao Grammy de Melhor Performance de Metal pela música "30/30-150", do Stone Sour?

Corey: Eu nunca fico extasiado com os Grammys, enfim. Mas, você sabe, é realmente legal porque parece que o Slipknot é indicado todo ano que lança algum trabalho. Receber uma indicação, para o Stone Sour... parece uma aprovação, como se um grande número de pessoas na indústria da música achasse que nós merecemos a indicação.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

DesMoinesRegister.com: Com o passar dos anos, fazer rock 'n' roll vai ficando mais difíci?

Corey: Você sente isso. Você sente isso ao acordar, principalmente. Você levanta e seus joelhos estão destruídos. Suas costas estão te matando, tem algo no seu pescoço e você pensa: "Cristo, o que é isso? Essa é nova!" Tirando isso, você continua. - Você precisa ser capaz de empolgar a galera, apenas levante e faça. - E eu não acho que a idade vai me impedir de fazer isso.

DesMoinesRegister.com: Quando vocês vão começar a escrever o novo álbum do Slipknot?

Corey: Paul (Gray, baixista) e Joey (Jordison, baterista) geralmente mantém o processo. Eu não ouvi nada de novo ainda. Meu plano é ficar fora (com o Stone Sour) provavelmente até o início ou o fim de Setembro. Esse é meu objetivo agora. E nós estamos agendando novos shows enquanto estamos conversando, então talvez dure até mais. Vamos ver o que vai acontecer. Tem muita coisa acontecendo conosco (Stone Sour) agora, e se nós não aproveitarmos, porque ter uma banda? Nós tivemos a oportunidade de estar em diversos lugares que nós nunca estivemos antes e de estar na frente das pessoas fazendo o show acontecer.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

DesMoinesRegister.com: Você parece estar encontrando cada vez mais sua habilidade como compositor com o Stone Sour em músicas como "Through Glass", que atraíram uma maior audiência pop.

Corey: Quando eu entrei no Slipknot, eu entrei em uma banda que já existia antes e haviam diversas coisas às quais eu tinha que me ajustar. Mesmo com o passar dos anos, eu e Jim - nós conversamos sobre isso - nós sempre nos sentimos como se fôssemos recrutados, apesar de, você sabe, nós termos ajudado a banda a chegar aonde está, nós nunca sentimos que demos à luz a essa criança. E é verdade, pois a criança é de Shawn, Paul e Joey desde o começo. Então, você sabe, nós contribuímos e ajudamos, e essa é nossa vida e nós amamos fazer isso. Mas ao mesmo tempo, o Stone Sour sempre pareceu ser mais a nossa coisa, sabe. Sempre pareceu mais como se fosse nossa família, é nela que nós realmente fazemos as nossas coisas do nosso jeito. Mas é assim que funciona, você pode lidar com isso, de verdade. Tem muita coisa que eu não posso fazer com o Stone Sour que eu posso fazer no Slipknot, e eu amo ter esse tipo de liberdade.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Leia abaixo a matéria na íntegra (em inglês).

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Corey Taylor: ele quer a formação clássica do GNR de volta

Stone Sour: Ouça versão para clássico do Iron Maiden

Corey Taylor: Chester Bennington e Chris Cornell não eram covardes!

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Fotos de Infância: Red Hot Chili Peppers


Sobre Thiago Zanetti

Nascido em 1986 e apaixonado por música, Thiago é formado em Jornalismo pela Unesp de Bauru, mas é natural de Sorocaba/SP. Ouve de tudo, desde grindcore até música clássica, passando por diversos gêneros de música nacional e estrangeira. Toca em uma banda cover de Metallica, mas não tem preconceito musical: se é som, está ouvindo. Sempre aberto a novas bandas.

Mais matérias de Thiago Zanetti.