Mustaine: "Broderick é o melhor guitarrista do Megadeth"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Nesso e Daniel Molina, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/03/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Matéria publicada originalmente no Megadeth World e no Rust In Page:

3345 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Confira um trecho do post de Dave Mustaine no fórum oficial da banda onde ele comenta sobre o guitarrista Chris Broderick que completou 39 anos no dia 06/03/09.

"Droogies!

Tinha acabado de escrever 600 a 700 palavras sobre o aniversário do Chris e sobre os últimos dias, e a droga da página desapareceu quando quis checar a ortografia.

Então se esse post não estiver tão enfeitado quanto os outros é porque há uma nuvem negra sobre minha cabeça agora soltando raios no computador, e o som do trovão enquanto eu chuto e finco meu pé na tela do laptop.

Enfim, como todos vocês sabem Chris Broderick fez 39 anos ontem e eu estou muito orgulhoso deste cara. Quero dizer, eu o vejo tocar no palco e a cada dia ele fica melhor. Estamos cientes das críticas e continuamos tentando fazer um show perfeito, então se você acha que viu um bom show, espere até que ele comece a se sentir 100%, e então, eu comece a sentir que estamos 100%.

Estou dizendo sem medo de errar que Chris é O MELHOR GUITARRISTA que o Megadeth já teve. E os músicos verdadeiramente talentosos que passaram pelo Megadeth irão concordar, ele é um monstro. Quero dizer, ele toca as músicas melhor do que qualquer um tocava. Jeff Young nunca quis tocar o material de Chris Poland e assim sucessivamente até o último guitarrista antes de pararmos por causa do problema no meu braço.

É engraçado porque quando eu acho que ele não pode ficar melhor, ou ainda mais eletrizante nos solos, ele aparece com alguma coisa muito bonita como o Marty Friedman faria e depois pula para os estilos GIT que Jeff Young fazia, e ainda tem um certo grau de leveza em seu modo de tocar, sem falar que ele é muito crú. É como ter um boi premiado. E não pensem que ele é apenas um jovem boi, ele definitivamente é um boi velho assim como eu.

Eu tinha um post melhor, e muito mais informativo, falando sobre o encontro que tive com um dos usuário aqui do fórum e um artista, Acryl. Ele me deu um CD da banda dele chamada Warhead, e fiquei bastante surpreso. Muito bom, e apesar de não ser muito a minha praia o som da banda, prevejo que eles vão ser bem sucedidos na carreira e desejo ao Warhead de Hamburg, Alemanha, tudo de bom.

É isso aí, hora de lavar as partes metálicas, levá-las para o lugar de trabalho.

Mais uma coisa, para todos do fã clube que têm nos encontrado nos shows; estou muito feliz de conhecer todos vocês, e sim sou alto mesmo, e não, não tenho o cheiro parecido com a maioria dos metaleiros, e obviamente não me importo de tirar foto (por favor leiam as instruções enviadas a você sobre o que pode ou não no Meet n' Greet).

Hoje vai ser uma noite terrível por causa do local onde vamos tocar, mas as bandas e as equipes são competentes e estamos cuidando um dos outros, e nós tomaremos conta das músicas, desse modo não irão notar que estamos tocando em uma pocilga, OK?

Bom isso é tudo por hoje, mas não é nada comparado ao que os cyber bastardos apagaram quando apliquei o corretor ortográfico, então se houver erros de ortografia... ignorem!

MS - o correto ortográfico funcionou muito bem para mim - GD!"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3050 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa505 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3511 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
As várias versões de "Symphony of Destruction"

MegadethMegadeth
A história de quando Slash quase entrou na banda

Judeus no MetalJudeus no Metal
Site elege Top 10 de músicos Judeus

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

SarcófagoSarcófago
Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

GhostGhost
De quais bandas brasileiras eles gostam?

Débil MetalDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

5000 acessosHard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gênero5000 acessosVinil: quais são os dez discos mais valiosos do mundo?5000 acessosTemperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock5000 acessosMike Portnoy: o cara trabalha pra kct, será que ganha bem?4600 acessosDimmu Borgir: acusando rapper alemão por plágio pela segunda vez5000 acessosGuns N' Roses: os dez maiores e mais marcantes shows da banda

Sobre Paulo Nesso

Paulo Nesso, ou apenas Nesso, é paulista, mora em Americana-SP, profissional da área de T.I. Sempre trabalhou com informática. Aos 13 anos conheceu o metal e ao ouvir os primeiros acordes de "Holy Wars" apaixonou-se pelo thrash do Megadeth. Fundador do megadethworld.com, um portal com mais de uma década de história, acompanha a evolução do Whiplash! desde seu início. São Paulino doente, adora carros e tecnologia, faz de suas paixões seus hobbies e tem um enorme prazer em levar conhecimento aos fãs de Dave Mustaine & Cia.

Mais informações sobre Paulo Nesso

Mais matérias de Paulo Nesso no Whiplash.Net.

Sobre Daniel Molina

Nascido em 79, professor de inglês e tradutor. Conheci o metal e suas várias vertentes através de um amigo do meu irmão no final dos 80, onde em 89 acabei me deparando com Megadeth dentre os vinis que estava ouvindo e foi amor à primeira ouvida, uma paixão que dura 20 anos. Apaixonado por thrash metal, especialmente Bay Area e East Coast mas também aficcionado por NWOBHM, Hard e Death. Com o passar do tempo percebi que o rótulo é o que menos importa e sim o tipo de música que nos agrada, mas apesar de tudo, thrash sempre acima de tudo. Já trabalhei com vários sites, cobrindo shows e fazendo entrevistas mas sempre tocando a Rust In Page por amor ao Megadeth, e hoje além de dedicação total ao meu trabalho salvo bastante do meu tempo para manter a página rolando firme e forte e mantendo os Droogies brazucas informados.

Mais informações sobre Daniel Molina

Mais matérias de Daniel Molina no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online