Kreator: "colocamos algo que falta nas produções atuais"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/03/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Mille Petrozza recentemente conversou com a revista Brave Words & Bloody Knuckles a respeito do novo álbum do grupo, "Hordes of Chaos". Confira alguns trechos da conversa:

1454 acessosThrash: o Big 4 dos EUA Vs. o Big Teutonic 4 da Alemanha5000 acessosRock Progressivo: Você sabe que está ouvindo demais quando...

Petrozza: "Eu acho que há algo faltando em muitas das produções modernas, algo que colocamos de volta em um álbum. Não que eu ache que as produções modernas soem como merda, mas todas as bandas que trabalham com certos produtores têm o mesmo tipo de som. Mesmo bandas que soam uma merda quando você os vê ao vivo. Moses (Schneider/produtor) nos deu a auto-confiança que precisávamos para fazer este álbum. Ele foi assim, 'Okay, vocês fizeram mil shows em sua carreira, 200 shows para o Enemy of God, vocês devem ser capazes de fazer uma gravação ao vivo'. É claro que nos preparamos ensaiando de forma diferente, então não nos arrependemos de fazer a gravação ao vivo".

Brave Words & Bloody Knuckles: Gravações ao vivo? Do tipo ao-vivo direto do estúdio?

Petrozza: "Não exatamente. Nós usamos tecnologia moderna, é claro, mas todas as edições em 'Hordes of Chaos' são feitas usando gravações ao vivo no estúdio. Nós nos juntamos em uma sala e tocamos o álbum, cada música dez vezes. Então escolhemos o que queremos usar, então, nós podemos ter pego a intro de um take e colocado com o refrão de outro take porque achamos que o refrão soou melhor que todos os outros. Mas sim, todas essas pequenas partes gravadas foram feitas ao vivo".

Para ler a entrevista completa (em inglês) acesse:
http://www.bravewords.com/features/1000578

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Wacken 2017Wacken 2017
Vídeos proshot de Megadeth, Kreator, Amon Amarth, etc

1454 acessosThrash: o Big 4 dos EUA Vs. o Big Teutonic 4 da Alemanha128 acessosButeco do Rock Podcast: álbuns de 20170 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kreator"

KreatorKreator
A promessa de um futuro melhor é uma mentira

KreatorKreator
Millie Petrozza fala sobre respeito devido ao Metallica

KreatorKreator
Homenagem a Dio, Burton, Lemmy e mais em clipe

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kreator"

HumorHumor
Você está ouvindo rock progressivo demais quando...

Iron MaidenIron Maiden
A paixão de Dave Murray pelo guitarrista Paul Kossoff

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Tudo o que você sempre quis saber sobre ele

5000 acessosMegadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine5000 acessosPlágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metal5000 acessosEm cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedoras5000 acessosAnette Olzon: "Às vezes é preciso ser malvada"5000 acessosNas horas de frustração: Tom Araya grita por você na web5000 acessosPhil Collins: capas clássicas recriadas com sua aparência atual

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online