Slash: "Scott é como Bush, gosto dele agora que se foi!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Danilo Siqueira, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/07/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Scott Rowley, da revista Classic Rock, recentemente entrevistou o guitarrista do VELVET REVOLVER/ex-GUNS N' ROSES, Slash. Um trecho do bate-papo segue abaixo.

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo

Sobre a saída do vocalista Scott Weiland do VELVET REVOLVER e a decisão de Slash de gravar um álbum solo:

Slash: "Agora eu já posso falar sobre isso. Sempre apóio qualquer banda na qual eu esteja tocando - nunca direi nada de ruim sobre eles enquanto eu estiver dentro. Mas a droga do VELVET REVOLVER - que me rendeu cinco anos duríssimos, lidando com a banda, só por conta do óbvio [Weiland], e uma administração realmente ruim... Uma piada de administração desde sempre".

"Por alguma razão, em todos estes cinco anos, eu nunca consegui ser feliz. Nunca pude ficar confortável e feliz com isso, porque estava uma bagunça geral. Aquela última turnê no Reino Unido foi a primeira vez em que tive alguma diversão com a banda - porque eu sabia que Scott estava saindo, e isso foi um grande alívio".

"Mas no quadro geral, Scott pra mim é como george Bush - você sabe, gosto dele agora que ele se foi. Não tenho nada de mal pra falar sobre Scott, mas ele não sabe trabalhar muito bem em equipe. Então já a caminho do fim, eu tinha escrito um monte de músicas e havia várias restrições porque ele estava escrevendo pro VELVET, e um bocado de coisas que eu queria fazer foram meio que atoladas. Sabe, 'Slither' aconteceu e 'Fall to pieces' e mais um outro par de canções que escrevi, mas não seguiam na direção que o grupo - especialmente depois que Scott entrou - realmente seguia. Principalmente naquele último disco - o qual considero um bom disco, mas foi muito mais suave [do que eu gostaria]".

"Enfim, então eu estava escrevendo um monte de material, e naquela turnê no Reino Unido eu comecei a gravar várias coisas e quando voltei pra casa eu estava tipo 'preciso me livrar dessa situação no grupo - preciso estar no controle de algo e fazer as coisas do meu jeito.' Foi um alívio. E vejamos - não tou falando de fazer o maior álbum de todo o mundo, mas vou apoiá-lo. Vou sair e fazer o que tiver de fazer pra ter certeza de que as pessoas estarão escutando, porque acho que é um disco legal."

Leia mais (em inglês) no site da revista Classic Rock.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1796 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2678 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
O encontro com DJ Ashba na Polônia

MegadethMegadeth
Ouça "Anarchy In The UK" com Axl Rose e Lars Ulrich

Guns N RosesGuns N' Roses
O som da guitarra no Appetite for Destruction P.1

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Velvet Revolver"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

A Vida Pós-bilauA Vida Pós-bilau
Vocalista do Life of Agony abre o jogo

Em 03/02/1959Em 03/02/1959
Três ícones do rock morrem em acidente aéreo

Simplicidade é para os falsosSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo

5000 acessosLemmy Kilmister: "Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"5000 acessosDinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricos5000 acessosEm 19/03/1982: Randy Rhoads morre em um acidente de avião5000 acessosGrunge: Restou apenas um herói5000 acessosBilly Corgan: Weiland, Staley e Cobain, as vozes de nossa geração5000 acessosCannibal Corpse: Saiba como é dentro de um circle pit

Sobre Danilo Siqueira

Danilo ama rock 'n' roll. Ouve desde a Beatles e Queen ao heavy metal como Angra e Metallica, ou ao hard, como Skid Row e Aerosmith. Trabalha como tradutor e professor de inglês há alguns anos e por isso gosta de traduzir textos para este site, que é um dos seus favoritos.

Mais matérias de Danilo Siqueira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online