Kid Vinil: "Onde é que está meu rock and roll?"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar Correções  

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL, escreveu em sua coluna no Yahoo! a respeito do Dia Mundial Do Rock. Confira um trecho do artigo.

New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposAnos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceu

"Nesta segunda-feira, 13 de julho, comemora-se o Dia Mundial do Rock. O mais engraçado é que as publicações lá fora não dão a mínima para essa data. Lembrando que essa data foi estabelecida a partir do 'Live Aid', na década de 80.

Aqui no Brasil, as comemorações sempre acontecem, mas gostaria de saber porque os norte-americanos e os ingleses em especial nem se importam com a data. Será pela simples razão de que para as bandas de lá todo dia é dia de rock e o estilo faz parte do cotidiano daqueles jovens?

Diante de tantas novas bandas e tendências dentro do rock, resolvi passar para vocês algumas dicas do meu 'mapa da mina' para encontrar novas bandas e ao mesmo tempo conferir a avaliação de críticos com bom senso para não se perder nesse mar de novidades.

O site que mais pesquiso atualmente é o Pitchfork. Lá encontro críticas de novidades lançadas em álbuns e músicas. Na sessão de relançamentos, eles sempre destacam coisas boas, como neste mês, em que publicaram as melhores reedições dos álbuns 'Reckoning' do REM, 'Hot Buttered Soul' de Isaac Hayes e 'Ill Comunication' dos Beastie Boys. Lá você encontra também vídeos exclusivos ao vivo e noticias da cena indie rock.

Do lado britânico, o semanário New Musical Express é bem completo no assunto indie pop e para saber qual grupo é o 'hype' do momento. A parte das críticas e dos lançamentos em singles com músicas recomendadas também deve ser pesquisada semanalmente no site da publicação.

A revista MOJO é outra publicação inglesa que eu considero bem completa e objetiva. Vai do rock clássico ao moderno. Diariamente, no site, a MOJO tem uma seção chamada 'Disc Of The Day' onde eles resgatam algum clássico da história do rock, independente da época, tem sempre um bom disco recomendado.

Para os indies mais antenados, recomendo o site da revista Artrocker, que vai fundo nas novidades do indie rock sem se prender a modismos. Sempre há boas recomendações. Na semana passada, eles fizeram uma matéria sobre o novo rock japonês, influenciado pelo punk.

Tem também os sites que eu encontro certas pérolas até da nossa música, elogiada pelos gringos. Nas últimas semanas, descobri duas coisas interessantes. A primeira foi na página da loja Other Music, de Manhattan (EUA), onde eles recomendavam o álbum do Pernambucano Lula Cortes chamado 'Rosa de Sangue', gravado em 1980. Um disco obscuro dessa mistura de rock com elementos da música nordestina e uma agradável surpresa.

Lula Cortes gravou na década de 70 ao lado de Zé Ramalho um dos discos mais raros dessa mistura do rock brasileiro com ritmos regionais, o álbum 'Paêbirú'. Lançado somente na Europa, esse disco se tornou peça de colecionadores."

A matéria completa pode ser conferida aqui.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kid Vinil: cantor lutou pela vida e ficou mais de um mês internadoKid Vinil
Cantor lutou pela vida e ficou mais de um mês internado

Kid Vinil: a lenta despedida de uma geração de dinossaurosKid Vinil
A lenta despedida de uma geração de dinossauros


New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos

Anos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceuAnos 80
Bandas nacionais que o tempo esqueceu


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin