Marilyn Manson: "me importo com o que as pessoas pensam!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Metal Hammer, Tradução
Enviar Correções  

Recentemente MARILYN MANSON concedeu uma entrevista na qual falou sobre sua reputação como niilista:

"É uma coisa estranha porque eu pensei sobre este conceito de quando alguém diz ‘Eu não me importo com o que as pessoas pensam, eu vou fazer o que eu quiser fazer!’ Para mim isso é um equívoco, porque eu me importo com que as pessoas pensam de maneiras diferentes: Eu me importo com as pessoas que conheço e mais amo, mas eu também me importo com o que as pessoas que eu não conheço pensam no sentido de que eu quero que elas pensem e me entendam de uma certa forma.

publicidade

Eu não baseio a minha vida em torno de qualquer um e eu não mudo meu estilo de vida para agradar um conjunto de pessoas, mas eu me importo".

E ele completou:

"Se eu não me importasse eu não seria uma artista, eu seria um niilista e niilismo parece ser algo muito desgastante.

Não há nenhum sentido em ser qualquer tipo de artista ou escritor ou pintor ou mímico ou qualquer merda que você queira ser, se você não se importa. Você tem de se importar para ser capaz de colocar algo no mundo, pois do contrário não faria sentido.

publicidade

Isso não significa que eu sou positivo todo o tempo ou que eu sou um humanitário ou democrata ou republicano ou qualquer coisa específica, só que eu não posso, eventualmente, ser um niilista porque contradiz a arte. Você pode ser completamente imprudente e odiar o mundo, você pode ser agnóstico ou muitas outras coisas, mas niilista, se você quiser falar sobre como as pessoas me definem ou mistificam, não é realmente possível.

publicidade

Sim, eu sou imprudente e muitas vezes não expresso preocupação com o meu próprio bem-estar e expresso uma visão misantrópica do mundo, mas por ter uma opinião não posso ser um niilista".


WhiFin WhiFin WhiFin