Joe Walsh: processando homônimo político que usa sua canção

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Schuh, Fonte: Billboard, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/02/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Mais um músico está reivindicando que um candidato político está desafinado com a "Lei Nacional de Propriedade Intelectual" americana. E este ainda por cima tem um “quê” de engraçado.

1551 acessosEagles: Um registro ao vivo de Hotel California, proibido nos EUA5000 acessosTrues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Joe Walsh, dos EAGLES, JAMES GANG, não está feliz que o candidato republicano ao congresso por Illinois tenha escolhido para sua campanha a música “Walk Away” e adicionado novas letras. O nome do candidato? Também é Joe Walsh!

Agora Peter Paterno, o advogado do músico, enviou uma carta que inicia ensinando ao político Joe Walsh que “pode ser bom” para ele aprender uma ou outra coisa sobre a Lei Americana de Direitos Autorais: “Ela diz muitas coisas, mas uma das coisas que diz é que você não pode usar a música de outra pessoa para promover a sua campanha política, a menos que tenha recebido permissão do proprietário do direito autoral da canção. Até onde sabemos, você não teve essa permissão. Talvez você tenha ficado tão ocupado com a sua campanha que tenha esquecido. Mas isso não está certo”.

“Segundo: pela mesma lei, você não pode pegar a música de alguém e alterar a sua letra. E isso não significa apenas que você não está autorizado a escrever letras bobas, mas se quiser, deve escrever a sua própria música. Entretanto, eu sei porque você usou a música do Joe – ela é indubitavelmente muito melhor do que qualquer música que você ou sua equipe pudessem escrever. Mas aí é que está o ponto. Considerando que Joe escreve músicas melhores do que você, a Lei dos Direitos Autorais recompensa Joe, deixando-o decidir quem pode usar as canções que ele escreve".

Daí a carta enverada na discussão da questão de marcas e registros. Pelo fato dos dois terem o mesmo nome, Paterno menciona que o público pode se confundir em relação à fonte do material e pensar que possa haver algum tipo de apoio.

A carta continua: “Já que o seu nome é Joe Walsh, eu penso que você deveria ter cuidados adicionais usando a música do Joe, porque o público pode pensar que Joe (ex-Eagles) o está apoiando ou, Deus me livre, que ele seja você.”

O gerente de campanha de Walsh defende a música, ao dizer ao jornal Lake County News-Sun: “Obviamente, não estamos usando o original de Joe Walsh, nem letras nem nada.”

Joe Walsh contra Joe Walsh é mais um capítulo do atrito entre músicos e políticos que vêm ocorrendo nos últimos anos. John McCain se desculpou, no ano passado, junto a Jackson Browne como parte do acordo sobre o uso de “Running on Empty” do candidato presidencial em sua campanha. O ex-companheiro de Joe Walsh no EAGLES, Don Henley, também está enfrentando uma batalha jurídica contra o candidato ao Congresso Charles DeVore pelo uso de suas músicas em campanha.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1551 acessosEagles: Um registro ao vivo de Hotel California, proibido nos EUA0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Eagles"

EaglesEagles
O significado da clássica "Hotel California"

Mais capasMais capas
Agora feitas por crianças

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 10 melhores singles de estreia

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Eagles"0 acessosTodas as matérias sobre "James Gang"

Trues quase infartaramTrues quase infartaram
Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Black SabbathBlack Sabbath
Tony Iommi explica a diferença entre Dio e Ozzy Osbourne

5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona5000 acessosAC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon Scott5000 acessosEvanescence: estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho5000 acessosRob Halford: seu álbum preferido do Black Sabbath5000 acessosSílvio Santos: uma versão de Fear Of The Dark! Ôôêeeee!5000 acessosRock, Heavy Metal e Harpas: gêmeas louras interpretam clássicos

Sobre Ricardo Schuh

Apreciador da boa música, que vai desde o velho blues até o metal. Fã de rock desde sua infância, por sorte tem um irmão que tinha um bom acervo de LPs e fitas cassete que serviram de passatempo por tardes ouvindo o antigo 3 em 1. Leitor assíduo de tudo relacionado ao rock, fã do Whiplash.net, decidiu colaborar com o site e ajudar a divulgar o bom e velho rock’n’roll e suas vertentes.

Mais matérias de Ricardo Schuh no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online