Slash: guitarrista diz que é viciado no twitter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Spinner, Tradução
Enviar Correções  

O lendário guitarrista Slash (VELVET REVOLVER, ex-GUNS N' ROSES) disse à Spinner que quando chegou o momento para ele promover o auto-intitulado álbum solo, ele descobriu que precisava experimentar coisas novas. "Ao fazer esse disco, eu fiz uma negociação de distribuição independente, eu comecei a usar redes sociais na internet e mostrei a cara. Eu nem sei se isso é bom ou ruim," disse Slash. "É deixar acontecer e ver no que vai dar. Tem muita coisa que estou fazendo agora que nos meus tempos de GUNS N' ROSES eu não teria feito."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele acrescentou, "Estou viciado no Twitter agora. Eu não sou daquelas pessoas, mesmo naqueles tempos que só havia o telefone, eu nunca fui daqueles que ligam, ‘Ei cara, como estão as coisas?’ O Twitter é uma dessas coisas onde você pode alcançar o máximo possível de fãs e é como uma linha direta com seu público em tempo real e o mais próximo que você vai chegar pessoalmente."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então, o que aconteceria se a mística do GUNS N' ROSES tivesse chegado às redes sociais? "Nós tínhamos como essa visão de um túnel que só fazíamos as coisas do jeito que víamos os outros fazendo e seguíamos esse padrão. Eu não acho que conseguiríamos alcançar essa coisa de rede social por completo," ele disse a Spinner. "Eu não teria usado."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Kiss FM
As 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336