Supertramp: as divergências entre Hodgson e Davies

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Senra, Fonte: Blog Esparso Sideral
Enviar Correções  

Em entrevista recente, o ex-vocalista e compositor do SUPERTRAMP, ROGER HODGSON (que se apresenta no Brasil em maio, dia 15 em BH) demonstra algumas discordâncias quanto a atitudes do atual vocalista e líder da banda, RICK DAVIES.

Guilherme Arantes: live de 5h traz hits e versões de Beatles, Supertramp e Pink FloydGibson: os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A recente polêmica entre os dois não é nada assim tão recente. São apenas fatos antigos que foram revelados em público somente agora, mais precisamente nessa entrevista recente de Roger. Ao falar sobre a nova tour do Supertramp 70-10, ele aproveita para "descascar" Rick Davies em diversos momentos. (se quiser lê-la no original, o link é este: http://undercover.com.au/News-Story.aspx?id=10807 ).

O ponto fundamental da entrevista baseia-se em um acordo que teria sido feito entre Roger Hodgson e Rick Davies, na época em que o primeiro saiu da banda. Rick permaneceria com o nome "Supertramp", mas não tocaria as canções de Roger em shows. Infelizmente, foi um acordo selado apenas com um aperto de mãos e um olhar, e nada foi escrito. Rick teria cumprido o acordo na tour do disco Brother Where you Bound; porém, incluiu várias canções de Roger na tour subseqüente.

Hodgson disse que confiou em Rick, já que foram colegas de banda por 14 anos, mas se sentiu imensamente traído ao perceber que suas músicas estavam sendo tocadas nos shows. Ele acusa esse fator como o estopim para a saída de Dougie Thompson da banda, que teria sentido que "aquilo era errado".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Roger vive atualmente na Califórnia, e lá existe uma lei que considera acordos verbais como algo tão sério quanto acordos por escrito. Apesar da possibilidade de processo, Roger diz que não pretende levar por esse lado, e que manteve silencio sobre isso esses anos todos pensando no público, e não em Rick. Entretanto, o fato dele tocar em países pelos quais a tour do Supertramp eventualmente passa, com ambos os shows contendo as mesmas músicas, é para ele algo "ultrajante".

Para o compositor de canções como "The Logical Song" e "Dreamer", o fato de ter outro cantor a interpretar canções alheias (ele menciona Mark Hart, que vinha tocando e cantando com o Supertramp. Contudo, Hart não participará dessa nova tour) é uma ofensa ao legado da banda, que Roger luta para manter intacto, mas que não percebe uma recíproca por parte de Rick.

Reiterando a admiração pelo compositor que é Rick Davies, Roger não entende o motivo pelo qual suas canções são readmitidas ao repertório da banda, já que Rick teria composto uma série de grandes músicas, várias delas hits conhecidos. "(...) muitas bandas saem em tour com apenas um ou dois hits. E ele (Rick) fez ‘Bloody Well Right’, ‘Goodbye Stranger’, ‘Rudy’, ‘Crime Of The Century’ … ele tem feito grandes canções", diz.

Roger nunca tocou músicas de Rick em sua carreira solo, e diz que se o fizesse, isso o tornaria uma mera cover band. Mas o aspecto mais irônico disso tudo, é que Davies não gostava de várias composições de Roger. "Ele é um velho ‘jazz’ e blueseiro. Lutou comigo como um louco por causa da (música) ‘Breakfast in America’. Ele odiou essa música. E não sei porque ele a vem tocando. Eu tive que lutar por muitas das minhas músicas porque ele não gostava delas."

Mas o pior é que mesmo ofendido, Roger havia manifestado um interesse em participar da nova tour do Supertramp. Queria fazer isso pelos pedidos dos fãs. Ele teria manifestado isso ao agente da banda, e sugerido a possibilidade de participar de alguns shows em algumas cidades. "Infelizmente, a reação me atordoou, porque ele disse ‘isso nunca vai acontecer. Isso não beneficiará o Supertramp, irá beneficiar apenas Roger Hodgson".

"Basicamente, eu somente queria fazer isso porque os fãs adorariam ver isso acontecer, seria a ultima chance de fazer isso acontecer e ver os fãs felizes. É triste que duas pessoas não possam fazer isso juntas. Musica é supostamente para manter as pessoas unidas".

Roger Hodgson irá tocar na Alemanha dia 6, e iniciar uma tour na América do Sul a partir do dia 11, com vários shows agendados no Brasil. Rick Davies e o Supertramp vai iniciar sua turnê européia em Hally, na Alemanha, dia 2 de setembro.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guilherme Arantes: live de 5h traz hits e versões de Beatles, Supertramp e Pink FloydRoger Hodgson: ex-Supertramp adia shows no Brasil para março de 2021

Dunkirk: discurso de Churchill de Aces High também está no filmeDunkirk
Discurso de Churchill de "Aces High" também está no filme


Gibson: os 10 maiores bateristas de todos os temposGibson
Os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Rafael Senra

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline