Regis Tadeu: "um sobrevivente chamado Ozzy Osbourne"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo!
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 17/08/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Regis Tadeu, editor das revistas Cover Guitarra, Cover Baixo, Batera, Teclado & Piano e Studio, publicou em sua coluna um artigo sobre Ozzy Osbourne. Confira alguns trechos da matéria:

38 acessosOzzy Osbourne: Uma porrada em Zakk Wylde na divulgação de festival5000 acessosEm 10/08/1993: Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

Ontem, finalmente, consegui encontrar tempo para ler – de uma leva só – um dos livros mais saborosos dos últimos tempos. Eu simplesmente não consegui parar de ler cada uma das 384 páginas de Eu Sou Ozzy, a autobiografia do ex-vocalista do Black Sabbath e um dos artistas mais controversos e interessantes da história do rock. E é exatamente isso que explica os motivos pelos quais as pessoas ainda se importam em ouvir os discos que ele lança com certa regularidade.

É admirável que o co-autor Chris Ayres não só tenha conseguido fazer com que Ozzy tenha se lembrado de detalhes de sua infância, como também tenha sido habilidoso o suficiente para escrever este livro exatamente com o espírito galhofeiro e desmiolado do próprio vocalista. Mas ainda é mais impressionante que Ozzy tenha sobrevivido a um dos mais incríveis processos de autodestruição que se tem notícia. Ele praticamente se viciou em tudo o que você pensar em termos de drogas, com exceção da heroína. E tudo foi ingerido em doses pra lá de maciças – a quantidade de pílulas que Ozzy tomava em questão de meses daria para anestesiar a população inteira da Argentina por anos seguidos.

No fundo, Ozzy se drogava para buscar alívio nas dores de sua alma de menino paupérrimo e atenuar a sensação de fazer parte de uma engrenagem triturante que perdura no meio musical desde os anos 60. O que fica muito evidente no livro é o quanto que essa “medicação” se voltou contra ele mesmo. Com o nível de tolerância decrescendo em velocidade supersônica, Ozzy bebia para combater os sintomas causados pelas pílulas em excesso e tomava pílulas para combater o excesso de bebida. Sacou o drama? No meio disso tudo, cordilheiras de cocaína.

Leia a matéria na íntegra no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Madman publica foto de ensaio com Zakk Wylde

38 acessosOzzy Osbourne: Uma porrada em Zakk Wylde na divulgação de festival1384 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ozzy Osbourne"

DisneyDisney
Empresa lança disco com clássicos em versão power metal

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Quando viu o Slipknot, ele pensou "mas que porra é essa?"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Os Beatles mudaram a minha vida!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"0 acessosTodas as matérias sobre "Regis Tadeu"

Em 10/08/1993Em 10/08/1993
Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

AC/DCAC/DC
Brian revela segredo obscuro de Angus Young

Timo TolkkiTimo Tolkki
Surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?

5000 acessosAnos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs5000 acessosMaridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno5000 acessosAs regras do Power Metal - Parte I5000 acessosOzzy Osbourne: o epitáfio do Madman, segundo ele próprio5000 acessosBeatles: Quais as pessoas e objetos da capa do Sgt. Peppers?5000 acessosBandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musical

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online