George Lynch: "Dokken não é honesto, tem desvio de caráter"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 03/12/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista ao Metal-Rules, George Lynch falou de maneira aberta sobre a possibilidade da volta da formação original do DOKKEN.

539 acessosGeorge Lynch: músico relembra quando tocou em colônia nudista5000 acessosSolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME

O que está acontecendo em relação aos planos de reunião do DOKKEN?

"Algumas pessoas nunca mudam. Meu sentimento é que Don Dokken tem feito alarde, tivemos alguns encontros e fizemos alguns shows junto com o LYNCH MOB e o SOULS OF WE (as outras duas bandas de George). Fizemos o Loud Park, no Japão juntos e ele disse: 'Ok, estou a fim'. Mas nunca chegamos a colocar isso no papel. Em nossas últimas conversas senti que ele está querendo que eu seja uma espécie de músico contratado. Já disse: 'Cara, não farei isso, não sou um guitarrista de aluguel'. Então acho que não vai rolar. Mas a banda original inteira se juntou e concordou em fazer uma turnê mundial em 2012."

Certo, havia rumores que vocês iriam fazer alguns festivais já nesse verão.

"Acho que Don está usando isso para aumentar seu público e fazer um agito. E fico realmente magoado, pois sou uma pessoa de palavra em 99,9% do tempo. Cometo erros, como qualquer ser humano. Mas, de verdade, esse foi meu problema com ele desde sempre. Ele não é honesto, não é uma pessoa confiável. Nunca fala o que quer e nunca faz o que diz. Isso, para mim, é um desvio de caráter e não gosto de estar ao lado de pessoas assim. Então, nunca foi um problema com suas habilidades vocais. Era isso que lhe falei. E tem tudo a ver com dinheiro. É um modo ruim de conduzir a vida."

Então esse é o fim de todos os rumores estúpidos, que dizem que metade de um álbum novo já está pronto e há uma tour mundial vindo?

"Eu e Jeff Pilson nos juntamos e escrevemos três novas músicas para o DOKKEN. Elas ficaram ótimas, mas Don começou com seus joguinhos e dissemos 'dane-se'. Ainda estou disposto, mas após as últimas conversas ele deve achar que realmente preciso disso, então vai me pressionar. Mas não preciso, estou bem."

Mas como você disse, há planos para 2012. Será apenas a excursão ou haverá um novo disco?

"Bom, também conversamos sobre um novo álbum, mas quem sabe? É um longo caminho."

Ninguém tem certeza do que acontecerá, é compreensível.

"A bola está com Don. Mas ele não joga limpo e não diz a verdade."

A entrevista completa pode ser lida (em inglês) aqui:
http://www.metal-rules.com/zine/content/view/2074/1/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de dezembro de 2012

539 acessosGeorge Lynch: músico relembra quando tocou em colônia nudista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dokken"

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

Don DokkenDon Dokken
Anos 80, groupies e vida em família

CinemaCinema
As melhores músicas de Rock/Metal em filmes de terror

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dokken"0 acessosTodas as matérias sobre "Lynch Mob"

Solos de guitarraSolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

SlipknotSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

5000 acessosBob Daisley: baixista dá detalhes de sua briga com Osbourne5000 acessosMike Terrana: "Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"5000 acessosIron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a banda5000 acessosNX Zero: "É bom para o rock estar longe da TV aberta"5000 acessosMax Cavalera: morte de Dimebag influenciou reconciliação com Igor5000 acessosJennifer Batten: Michael Jackson, Eddie Van Halen, machismo

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online