Accept: Baltes espera ter novo álbum até o início do ano

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 26/05/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Jeffrey Easton do Metal Exiles entrevistou o baixista Peter Baltes do ACCEPT. Seguem alguns trechos da conversa.

249 acessosPonto.CE: programação completa do festival5000 acessosCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

Metal Exiles: Sei que seus fãs são osso duro de roer, especialmente os alemães, então quando vocês acertaram fazer a primeira turnê com o Mark (Tornillo, vocal), vocês esperavam alguma resistência ou estavam confiantes?

Peter: Estávamos bem confiantes com o vocalista que tínhamos e com fato de que o "Blood Of The Nations" estava saindo. Era tão bom que sabíamos que ganharíamos as pessoas com ele, então nós pulamos na água fria e deu certo.

Metal Exiles: O som desse álbum é bem direto e colérico. De onde isso saiu?

Peter: É provavelmente o som que o Andy Sneap «produtor» nos deu. Ele simplesmente terminou o disco do MEGADETH e veio a nós. Foi uma combinação do som dele com nossos riffs e não tínhamos pressão, ninguém estava nos dizendo o que fazer porque não tínhamos nenhum selo na época. Estávamos simplesmente fazendo o que os fãs iriam querer e o que queríamos fazer então talvez seja por isso que soou tão colérico.

Metal Exiles: Como esse álbum saiu com tanta facilidade sem que houvesse composição conjunta por tanto tempo e com um novo vocalista?

Peter: Isso é crédito do Andy porque antes de começarmos o Andy sentou conosco e disse "Vamos retroceder e ouvir os álbuns antigos do ACCEPT um por um e deixem-me, do ponto de vista de um fã, destacar as coisas que acho que são importantes que fazem vocês se destacarem." Fizemos isso e foi uma verdadeira provação passar por todas as músicas, mas compreendemos o que ele queria dizer e fragmentamos as coisas e começamos do zero focando em nossos pontos fortes.

Metal Exiles: Sei que você tinha uma mão pesada para compor. De onde vem sua composição?

Peter: O Wolf «Hoffmann, guitarra» e eu nos concentramos nos riffs e trabalhamos nas letras com o Mark mas a maioria delas era do Mark. Tínhamos a faixa "Pandemic" que estávamos cogitando como ela soaria sendo gritada, então apenas deixamos que o Mark chegasse a uma conclusão.

Metal Exiles: Sei que o Andy produziu esse álbum mas sei que o ACCEPT ainda é seu queridinho então o quanto você esteve envolvido na sonoridade dele e, é claro, nos arranjos?/b>

Peter: Como disse, o Wolf e eu compusemos o álbum e fizemos o arranjo, fizemos as melodias vocais com o Mark mas tivemos grande assistência do Andy que é um guitarrista com uma perspectiva diferente como produtor. O Mark era novo com a gente, mas o desafiamos e o forçamos também.

Metal Exiles: O que acontecerá após a turnê americana?

Peter: Vamos à América do Sul então à Europa para alguns shows. Estamos fazendo o Sweden Rock com o JUDAS PRIEST e os fãs estão enlouquecendo por estarmos tocando com eles no mesmo dia. Estamos fazendo outros festivais durante o verão então vamos para casa relaxar. E vamos começar a compor logo em seguida e o Andy tem um tempo para estúdio já agendado então esperamos começar e ter um álbum pronto no início do ano que vem.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AcceptAccept
Shows em seis capitais brasileiras em novembro

249 acessosPonto.CE: programação completa do festival175 acessosKing of Bones: shows na Colômbia e abertura para Anthrax e Accept748 acessosFree Pass Metal Fest II: Anthrax e Accept na segunda edição211 acessosEm 20/08/2010: Accept lança o álbum Blood Of The Nations0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

ApocalipseApocalipse
Confira 5 das melhores músicas sobre o tema

Kai HansenKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Miley Cyrus e Udo Dirkschneider

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"

Corey TalorCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

MetallicaMetallica
"Iron Maiden foi a base de tudo que quisemos fazer"

Guns N RosesGuns N' Roses
Transtorno bipolar, a doença de Axl Rose

5000 acessosResenha - Sgt. Peppers - Beatles5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício5000 acessosSlash: guitarrista fala sobre a origem da sua cartola5000 acessosRoberto Sabbag: Colecionador do Slayer e Heavy Metal em geral5000 acessosTradução - Somewhere In Time - Iron Maiden5000 acessosGuitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online